Cuiabá, Quinta-feira 20/09/2018

Aparte - A | + A

22.12.2017 | 00h00

Ano Novo

Facebook Print google plus

Na lista de mudanças, no entanto, não estariam somente os nomes dos secretários que vão concorrer a algum cargo eletivo em 2018, como Wilson Santos (PSDB), que é secretário de Estado de Cidades, e Max Russi (PSB), chefe da Casa Civil, que devem tentar uma reeleição como deputados estaduais.
Os rumores são que Kleber Lima, titular do Gabinete de Comunicação (GCom) também deve deixar o governo. A saída de Lima estaria prevista já para os próximos dias. Nos bastidores, a informação é que o secretário deve apenas encerrar este ano à frente do cargo.

Audiência

Tinha vereador, inclusive, querendo realizar a audiência pública para debater o novo texto da Lei Orçamentária nesta sexta-feira (23), antevéspera de Natal, à tarde. Por motivo óbvio, a proposta acabou não sendo acatada. A audiência pública, segundo a assessoria do Parlamento, ficou para a próxima terça-feira (26). Com isso, os vereadores terão que trabalhar até quase o fechamento do ano, antes de iniciar o recesso parlamentar.

Nomeação

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou a advogada Samantha Ribeiro Meyer, ex-esposa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, para o cargo de conselheira da Itaipu Binacional.
Samantha, conforme informações do Estadão, assinou um parecer utilizado pela defesa do presidente na ação movida pelo PSDB que pedia a cassação da chapa Dilma-Temer. Outra reportagem, desta vez do jornal O Globo, publicada em 2014, revela que, à época, a remuneração para o cargo de conselheiro da binacional era de R$ 20,8 mil.

Alívio

O clima no Tribunal de Contas do Estado (TCE) seria de alívio, desde a decisão monocrática do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, que suspendeu o processo de aposentadoria do conselheiro afastado Antonio Joaquim.
Já na Procuradoria Geral do Estado (PGE) a sensação seria de dever cumprido. Teria partido de lá a ideia de deixar a decisão a cargo do Judiciário. O governador Pedro Taques (PSDB) teria apenas assinado o pedido de informação encaminhado à Corte.

Substitutivo

A Secretaria de Planejamento de Cuiabá, finalmente, protocolou o substitutivo ao projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018 na Câmara de Cuiabá. O que o Executivo Municipal ainda não fez foi explicar o motivo de tanta demora para apresentar o novo texto. A proposta alterada chegou ao Parlamento com quase uma semana de atraso, em relação ao prazo que havia sido previsto pelo próprio secretário Zito Adrien.

Mudanças

A saída de Gustavo de Oliveira da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) pode ser apenas a primeira de uma série de mudanças que estaria para acontecer no governo Pedro Taques (PSDB) já nas primeiras semanas de 2018. O que se tem ouvido pelo Palácio Paiaguás é que o tucano pretende antecipar um processo que será inevitável em abril, quando termina o prazo para quem quiser ser candidato nas eleições se desincompatibilizar do cargo no Executivo, conforme determina a Justiça Eleitoral.
 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 20/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.000 -2.000

Algodão R$ 119.750 0.530

Boi a Vista R$ 128.500 -1.150

Soja Disponível R$ 70.800 -0.700

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.