Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Aparte - A | + A

19.01.2018 | 00h00

Bancada mais leal

Facebook Print google plus

O PSD, no entanto, se mostra dividido. Tem quem defenda uma manutenção da aliança com o atual governo, como o deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho, que nesta semana afirmou que o PSD compõe a maior e mais “leal” bancada; e também tem quem queira um distanciamento, como o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, que não faz questão nenhuma de esconder seu posicionamento contra a gestão Taques.

Mais prejuízo que benefício

José Medeiros, aliás, também deve sair mais no prejuízo do que Fiuza seria beneficiado. Para o senador, ser cassado a essa altura não faria nada bem a seus planos para as eleições deste ano. Já Fiuza, se conquistar a vaga, não deve ter tempo hábil para viabilizar absolutamente nada, tendo em vista que este é o último ano do mandato.

Mais um

De acordo com a coluna Radar, da Revista Veja, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, quer que o partido conquiste, nas eleições deste ano, os governos de quatro estados e as vice-governadorias de outros três. Mato Grosso estaria na lista. A primeira delas.

Difícil de esconder

Entre os (ainda) aliados do governador Pedro Taques, aliás, já tem gente que mal consegue esconder que estará de outro lado quando a disputa eleitoral, de fato, chegar. Oficialmente, os discursos ainda colocam um rompimento no campo das hipóteses. As expressões corporais, no entanto, entregam o rumo dos planos que estão sendo traçados.

Fraude

Fiuza afirma ter havido fraude na ata de registro de candidatura de Taques ao Senado. Segundo ele, seu nome teria sido o escolhido para o cargo de primeiro suplente e foi, de forma fraudulenta, substituído pelo de José Medeiros (Pode), que acabou ficando com a vaga de senador quando Taques foi eleito ao governo.

Desgastes

Para Paulo Fiuza, segundo suplente do governador Pedro Taques quando este disputou o Senado, em 2010, um eventual resultado positivo no julgamento de seu pleito no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pode ter efeito prático quase nenhum. Já para o governador, uma decisão nesse sentido pode ser mais um desgaste a ser enfrentado em seu último ano de mandato, no qual deve tentar se reeleito.

Majoritária

Presidente estadual do PSD, o vice-governador Carlos Fávaro vem afirmando que o partido, de fato, fará questão de estar numa chapa majoritária neste pleito, porém, até o momento, não indicou em qual cargo. Tem pessedista defendendo, inclusive, que ele não repita a chapa com Pedro Taques (PSDB) para estar disponível para suceder o tucano, mas apenas em 2022.

Isolamento

Sem partido político, cumprindo prisão domiciliar e evitando receber visitas para, segundo ele próprio, não ser alvo de pessoas de “má-fé”, o ex-governador Silval Barbosa até faz alguns comentários sobre o cenário político, quando questionado por jornalistas, mas quer mesmo manter distância das articulações partidárias para as eleições deste ano. Perguntado se apoiaria algum dos pré-candidatos ao governo, ele foi enfático: “não!”. Convenhamos, também não seria um dos melhores cabos eleitorais que alguém poderia querer.
 

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual deveria ser a prioridade do próximo presidente?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,35 0,71%

Algodão R$ 94,90 -1,05%

Boi a Vista R$ 135,67 -0,97%

Soja Disponível R$ 70,00 0,43%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.