Cuiabá, Sábado 20/10/2018

Aparte - A | + A

09.01.2018 | 00h00

Férias

Facebook Print google plus

A exemplo do governador Pedro Taques (PSDB), o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), também aproveitou o início do ano para tirar uns dias de folga. O peemedebista viajou com a família, para destino não revelado, e só deve voltar no início da semana que vem.
Também como Taques, Emanuel deve aproveitar o período para refletir sobre a gestão e deve voltar com novos nomes para seu secretariado. No Estado, as trocas ocorrerão por pedido de exoneração. No município, as demissões devem ser feitas pelo prefeito.
De diferente, as duas viagens tem o fato de o comando do Palácio Alencastro não ter sido transferido oficialmente ao vice-prefeito Niuan Ribeiro (PTB), como ocorreu no governo do Estado com o vice-governador Carlos Fávaro (PSD). Isso porque, além de curta, a viagem de Emanuel não é internacional.

Virou lenda

Comentado desde muito antes de as delações ficarem famosas, o suposto acordo de colaboração com a Justiça que o ex-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) Teodoro Lopes, o Dóia, firmaria com o Ministério Público Estadual (MPE) parece mesmo ter virado lenda. Passados anos do surgimento do boato, nada de homologação dos depoimentos que teriam sido prestados. Apenas rumores sobre os esquemas e políticos que o ex-presidente teria delatado.

Qualquer semelhança...

O atraso no repasse do ICMS para os municípios fez o PSDB ajuizar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o governo do estado... de Minas Gerais. Segundo o partido, ao longo de 2017, pelo menos 13 pagamentos ocorreram depois do prazo previsto.

...É mera coincidência

Na ação, o PSDB afirma que a situação já foi denunciada pela Associação Mineira de Municípios (AMM) diversas vezes. A entidade estaria, inclusive, estimulando prefeitos a também protocolarem ações contra o governador Fernando Pimentel, que é filiado ao PT, no Tribunal de Justiça.

Estagnação

A saída do deputado federal Ságuas Moraes da política parece ter acabado com as chances de o PT crescer em Mato Grosso com as eleições deste ano. Sem o parlamentar na disputa, resta ao partido tentar garantir a manutenção de sua vaga na Câmara Federal com a candidatura de Lúdio Cabral que, diga-se de passagem, já poderia ser deputado, se a estratégia em 2014 não tivesse sido concorrer ao governo do Estado.

Se a moda pega

O PSDB pediu uma decisão liminar que obrigue o governo do Estado de Minas Gerais a fazer os repasses que estão atrasados. O caso está sob a relatoria do ministro Luís Roberto Barroso, mas, devido ao período de recesso, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, durante plantão, requisitou informações às autoridades envolvidas antes de tomar uma decisão.

Não faz falta?

Presidente do PSB em Mato Grosso, o deputado federal Valtenir Pereira tem garantido que a desfiliação dos membros do grupo do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes não será um problema para a legenda. O parlamentar só não explica por que, então, ainda não autorizou os deputados a, de fato, saírem da legenda sem o risco de perderem o mandato.
 

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Quanto do seu tempo você dedica à diversão?

Parcial

Edição digital

Sábado, 20/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,35 -0,49%

Algodão R$ 97,43 -1,03%

Boi a Vista R$ 135,76 1,03%

Soja Disponível R$ 74,00 -1,33%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.