Cuiabá, Segunda-feira 22/10/2018

Artigos - A | + A

22.11.2017 | 00h00

Black Friday: atenção dobrada

Facebook Print google plus

Faltando 2 dias para a data mais esperada pelos consumidores brasileiros quando o assunto é comprar e gastar pouco, a Black Friday causa frisson em muitas pessoas. De ambos os lados - consumidores e comerciantes - há uma correria para barganhar na hora de fechar a compra/venda. Isso porque, a Black Friday passou a ser a melhor data de vendas para o comércio eletrônico nacional, assim como o Natal é para o varejo físico.

Estimativa divulgada pelo portal BlackFriday.com.br aponta que a comercialização de produtos nesta ocasião vai movimentar R$ 2,2 bilhões em todo o país, com um faturamento previsto de R$ 22 milhões em Mato Grosso. O valor é calculado a partir do histórico das edições anteriores e com base no tráfego do Portal, idealizador da ação no território nacional. Na comparação com o ano passado, o faturamento esperado para a edição de 2017 está 19% maior.

Apesar da grande expectativa gerada pelo evento nos consumidores, muitos ainda se mostram desconfiados das promoções. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) com 1,616 mil pessoas nas 27 capitais brasileiras, aponta que 39% dos entrevistados pretendem comprar durante este período, enquanto 43% também querem comprar, mas vão analisar os preços antes.

O índice de desconfiança é decorrente da dúvida que ficou entre os consumidores em edições passadas diante de levantamentos que apontaram que algumas lojas simulavam descontos, lesando os consumidores. Diante disso, nos últimos 2 anos os órgãos de defesa do consumidor começaram a monitorar os preços praticados pelas lojas do comércio eletrônico até 2 meses antes da data para comprovar se as promoções anunciadas são verdadeiras ou não.

A pesquisa do SPC Brasil e da CNDL ressalta que os brasileiros adoram promoções. Pagar menos por um produto ou serviço desejado há meses é um convite tentador para qualquer um, especialmente aqueles que têm mais dificuldade em controlar o impulso por compras. Haja limite no cartão de crédito! Segundo levantamento das entidades, os consumidores consideram gastar cerca de R$ 1 mil este ano.

Telefones celulares (29%), roupas (28%) e eletrodomésticos (25%) lideram o desejo de compra. Os ambientes preferidos são os sites de lojas nacionais (56%) e os shopping centers (23%). Os consumidores que pretendem comprar apenas no dia da Black Friday somam 40%, enquanto 26% calculam que vão adquirir produtos ao longo de novembro.

Diante de tanta propensão às compras, o consumidor deve ficar atento para que o evento não seja uma "fraude" e ao invés de felicidade traga transtorno e dor de cabeça. Para ajudar nesta tarefa, a Proteste orienta os consumidores para não se deixarem enganar pelas ofertas anunciadas, especialmente na internet. A entidade que defende os interesses do consumidor orienta que a pessoa jamais deve comprar se perceber que os descontos são enganosos e mais, deve denunciar. O órgão disponibiliza os telefones 0800 282 2204 (para telefones fixos) ou (21) 3906-3900 (para celulares) para o consumidor denunciar as lojas com supostas fraudes.

Os fornecedores que enganarem os consumidores serão notificados pelo Procon e autuados, podendo pagar multa com base no Código de Defesa do Consumidor (CDC). Vale lembrar que as lojas virtuais são obrigadas por lei a oferecer a opção de devolução ou troca de produtos em até 7 dias após a compra. Mesmo que haja esta alternativa, que pode ser burocrática e levar um tempo, a orientação primordial aos consumidores é que faça uma minuciosa pesquisa, comparando preços e marcas para verificar se o produto comprado atende suas necessidades. A escolha do fornecedor também é importante e contribui para o sucesso ou tragédia na compra.

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,50 -2,63%

Algodão R$ 97,23 -0,18%

Boi a Vista R$ 136,92 3,73%

Soja Disponível R$ 69,00 0,73%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.