Cuiabá, Quarta-feira 20/03/2019

Fogo Cruzado - A | + A

30.11.2018 | 12h43

Auditor que já atuou na Secopa e foi alvo do Gaeco é servidor nota 10

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) homologou uma avaliação anual de desempenho de servidores referente a 2018 onde constam os nomes de 12 pessoas, sendo que 4 delas são auditores do Estado. O único que recebeu nota 10 foi o auditor Alysson Sander de Souza, embora os demais avaliados também tiveram notas boas, todos acima de 9.

 

Alysson Sander já foi alvo do Gaeco em junho de 2017 quando estava entre as 13 pessoas conduzidas coercitivamente por ordem da então juíza titular da 7ª Vara Criminal, Selma Arruda.

 

Na decisão, a magistrada justificou à época que as oitivas dos conduzidos poderiam explicar as circunstâncias em que tinham ocorrido os crimes de desvios de recursos públicos por meio da Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (Faespe), investigados pelo Gaeco na Operação Convescote.

 

Alysson Sander já ocupou o cargo desecretário-adjunto de Infraestrutura da Secopa. Em outubro de 2017, o Tribunal de Contas do Estado determinou que ele, o ex-titular da Secopa, Maurício Guimarães e outra pessoa devolvessem aos cofres públicos a quantia de R$ 37,5 mil referentes a irregularidades verificadas num contrato firmado com uma empresa em 2013 e pago pela Secopa sem a devida prestação do serviço.

 

O fato é que na GCE ele foi o único servidor nota 10 entre os avaliados, cujo resultado está disponível no Diário Oficial do Estado.

Voltar Imprimir

Comentários

Cristina - 03/12/2018

Acho que antes de publicar esse tipo de matéria tendenciosa, vocês deveriam verificar as informações, hoje no Brasil qualquer pessoa que exerce algum cargo esta sujeito a investigações, no caso do TCE esta em recurso a multa, isso não foi colocado na matéria, no caso da Gaeco, ficou provado que ele nada tinha a ver, e não encontra-se no polo passivo da ação que esta em trâmite. As avaliações dos servidores públicos são feitas pelo chefe imediato e seus pares, ou seja, os colegas de trabalho acham que ele é 10. Nos causa estranheza esse tipo de nota, será que tem alguém com medo da inteligencia desse homem?

Gustavo - 03/12/2018

Engraçado quem o conhece sabe o quanto ele é honesto e inteligente, sei não se não tem gente com medinho por ai! Muito estranho... Quero saber quem não é multado pelo TCE, e os outros que tbm foram pq não são citados? Que feio heim gazeta.

Cristina - 03/12/2018

Quem trabalha na administração publica sabe que hoje tudo esta sob suspeita, o servidor foi alvo da gaeco e posterior foi constatado que não tinha com isso, e a midia com uma linha disse isso, então a matéria é super tendenciosa. Em relação a nota 10, quem trabalha com o servidor é quem avalia, como podem julgar que o mesmo não é nota dez! Decepcionada com a imprensa marrom!

Maria Aparecida - 02/12/2018

Nossaaaa com tantos temas mais relevantes, dar destaque pra um assunto desse fica a impressão de promoção pessoal. Será que é lobby para indicação para o cargo de secretário controlador geral? Era só o que faltava!Acho que já passou da hora da CGE cumprir apenas com sua função técnica e institucional de Controle Interno.

Tobias de Aguiar - 30/11/2018

Vergonhosa essa materia. Toda a super estrutura da secopa investigado. Eder, Allyson e o careca do Dnit. Mais conhecido como caminho... Mordedores de primeira linha!

Adriane de Oliveira - 30/11/2018

E com certeza é merecido, pois, atualmente esta na Assembleia Legislativa como Superintendente de Contratos e também é nota 10!!!

Pedro - 30/11/2018

Umas coisas como essas que envergonham e estragam a reputação de todos os servidores públicos. A opinião pública acaba colocando todos em um mesmo saco e misturando, fato que sabemos que muitos servidores de fato são nota 10, trabalham certo e nunca estiveram nem sob suspeita de corrupção.

7 comentários

1 de 1

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Brasil deveria interferir na situação na Venezuela?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 20/03/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,00 1,69%

Algodão R$ 89,92 0,16%

Boi a Vista R$ 135,00 0,00%

Soja Disponível R$ 67,30 0,60%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.