Graça Foster será sabatinada por senadores na terça-feira | Gazeta Digital

Sábado, 12 de abril de 2014, 14h30

CPI DA PETROBRAS

Graça Foster será sabatinada por senadores na terça-feira

Agência Brasil


As explicações da presidente da Petrobras, Graça Foster, aos senadores na próxima terça-feira (15) não deve se limitar ao caso de Pasadena. Além de detalhes sobre a compra da refinaria no Texas (EUA), os parlamentares querem saber os motivos que fizeram com que a estatal perdesse o título de uma das empresas mais rentáveis do mundo.

“É fato grave a desvalorização das ações da Petrobras. É preciso saber o porquê de a Petrobras deixar ser uma das 100 empresas mais rentáveis do mundo, e passar para uma escala inferior nos últimos anos. É uma informação que considero importante ela prestar”, adiantou o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

Desde que possíveis irregularidades na operação de compra da refinaria vieram à tona, foram marcadas audiências previstas com Foster e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Mas, diante da insistência da oposição em criar uma CPI exclusiva para apurar as denúncias, as audiências foram canceladas.

Desta vez, segundo o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ), foi a própria presidenta da estatal que manifestou interesse em conversar com os parlamentares. Graça Foster confirmou presença e será ouvida em sessão conjunta das comissões de Assuntos Econômicos, Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle.

E será diante da falta de consenso quanto à instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado ou de uma CPI mista - que teria a participação também de deputados - para investigar a Petrobras, que a presidenta da estatal terá que responder aos senadores.

“São duas oportunidades diferentes para esclarecimentos. O comparecimento voluntário perante uma comissão sempre ajuda, é sempre positivo. A CPI tem poderes que vão muito além dos poderes de uma comissão. A CPI tem poderes de investigação próprios de autoridade judicial, nós podemos quebrar sigilo, convocar, requisitar documentos. Uma coisa não prejudica a outra”, avaliou o líder do PSDB Aloysio Nunes (SP).

“A expectativa é que ela possa tirar as dúvidas, responder às questões levantadas no próprio Senado. A Petrobras continua desenvolvendo seu papel; continua trabalhando. Os números [de desempenho] continuam positivos e melhorando. Se, de fato, há qualquer indício de atividade ilícita na Petrobras nós somos os primeiros a querer que seja apurada. E os órgãos de fiscalização e controle da aplicação da lei estão agindo”, ressaltou o líder do PT, Humberto Costa (PE).

Além do depoimento de Graça Foster na terça-feira, será votado no plenário do Senado o relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR) favorável a uma CPI ampla para investigar não só a compra da Refinaria de Pasadena, mas também denúncias de irregularidades nos metrôs de São Paulo e do Distrito Federal e no Porto de Suape, em Pernambuco.

No mesmo dia haverá sessão do Congresso, quando novos requerimentos com o mesmo teor dos apresentados pela oposição e pela base do governo no Senado serão lidos pelo presidente Renan Calheiros (PMDB-AL). Neste caso, a diferença é que o pedido é para formação de uma comissão mista.

Renan Calheiros antecipou que, caso sejam criadas CPIs para investigar a Petrobras no Senado e no Congresso, a decisão sobre qual delas prevalecerá ficará nas mãos de deputados e senadores. Mesmo assim, segundo ele, se houver maioria para uma CPI mista da Petrobras isso também não impedirá que o Senado dê continuidade às investigações no colegiado exclusivo criado na Casa.

Acompanhe o GD também pelo Twitter: @portalgazeta



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Segunda, 26 de junho de 2017

08:31 - Lula segue na liderança para 2018, e Marina e Bolsonaro empatam em 2º, diz pesquisa

08:18 - Moro condena ex-ministro Antônio Palocci a 12 anos de prisão

Domingo, 25 de junho de 2017

16:53 - Câmara volta a apreciar na terça MP devolvida pelo Supremo

12:13 - Base aliada de Michel Temer teria 60% de fundo eleitoral

11:14 - Em projeto de Jucá, fatia para o PMDB é de R$ 550 milhões

11:02 - Lava Jato lidera ranking das prisões por corrupção no Brasil

10:51 - Desde 2013, prisões por corrupção crescem 288%

09:30 - Operação dita embate de ministro Barroso com Gilmar Mendes

Sábado, 24 de junho de 2017

11:40 - Polícia Legislativa apura carta enviada com fezes para Maia

09:21 - PF deve entregar relatório final do inquérito que investiga Temer na segunda


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 26/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 26/06/2017
D771e0e6794ed6a17fab0eebeab86994 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Tramita no Senado projeto de lei que concede prioridade para pessoas acima de 80 anos em relação aos demais idosos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual