Ministério Público apresenta nova denúncia contra Sergio Cabral e Adriana Ancelmo | Gazeta Digital

Segunda, 19 de junho de 2017, 16h21

Ministério Público apresenta nova denúncia contra Sergio Cabral e Adriana Ancelmo


R7

O MPF-RJ (Ministério Público Federal do Rio de Janeiro) apresentou nova denúncia contra o ex-governador do Rio Sergio Cabral (PMDB), a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo e mais dois assessores. A acusação é de crime de lavagem de dinheiro. Cabral já é réu em 9 processos, e na semana passada foi condenado a 14 anos e 2 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro em um deles.

A nova acusação, de lavagem de dinheiro, foi apresentada pelos procuradores na sexta-feira (16). Os procuradores se basearam em documentos apresentados pela joalheria H.Stern, que firmou acordo de leniência.

O MPF-RJ sustenta que o casal adquiriu 189 joias e pedras preciosas em joalherias, ao custo de R$ 11 milhões. Segundo o MPF-RJ, as peças seriam prova de crime. Uma delas chegou a custar R$ 1,8 milhão. Do total de joias, contudo, apenas 40 foram encontradas. A procuradoria agora quer saber onde foram parar as outras 149.

 

No mesmo processo em que condenou Cabral, o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, absolveu a ex-primeira-dama dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro sob a alegação de não haver "prova suficiente de autoria ou participação" da mulher do ex-governador do Rio de Janeiro em desvios do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro),da Petrobras. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 17 de outubro de 2017

13:30 - Adiar votação sobre afastamento é 'constrangedor', diz Randolfe

12:43 - Fachin entende que inquérito contra Maia não está ligado à Lava Jato

12:16 - CCJ discute parecer pela inadmissibilidade de denúncia contra Temer

12:02 - STF determina que votação sobre afastamento de Aécio será aberta

10:23 - Por Aécio, Senado deve adiar votação de afastamento

08:36 - Votação sobre afastamento de Aécio deve ter 12 ausências

Segunda, 16 de outubro de 2017

22:06 - Aliados de Temer culpam Supremo por divulgação de vídeos

17:18 - Irmãos Batista viram réus por manipulação de mercado financeiro

13:21 - Randolfe recorre ao STF para que votação seja aberta

Domingo, 15 de outubro de 2017

10:06 - Lava Jato altera disputas eleitorais nos Estados em 2018


// leia também

Terça, 17 de outubro de 2017

11:44 - Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

11:33 - Indicações de Temer mudam perfil do Cade e provocam críticas

10:56 - MST ocupa prédio do Ministério do Planejamento, em Brasília

09:53 - Ex-presidente Lula forçou nomeação de Costa na Petrobras

Segunda, 16 de outubro de 2017

20:42 - Geddel foi o primeiro a ligar quando minha irmã foi solta, diz Funaro

16:40 - Moraes é relator de mandado de segurança para que votação sobre Aécio seja aberta

14:13 - Defesa de Dilma usará delação de Funaro para pedir anulação do impeachment

14:05 - Temer envia carta 'desabafo' a parlamentares e diz ser 'vítima' de conspiração

13:38 - Militantes tucanos criam site pró-Alckmin

12:15 - Doria elogia MBL, rejeita 'rótulo' de direita e defende suas viagens


 veja mais
Cuiabá, Terça, 17/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 17/10/2017
D2bab0a64433d8a82c0d6ba1796fedd3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Executivo não irá encaminhar um novo projeto de suplementação orçamentária à Câmara.




Logo_classifacil









Loja Virtual