Temer faz apelo contra imagem de que Brasil é 'paiseco' | Gazeta Digital

Quinta, 20 de abril de 2017, 15h32

Sem citar Dilma

Temer faz apelo contra imagem de que Brasil é 'paiseco'


R7
Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O presidente Michel Temer usou seu discurso na cerimônia de formatura dos novos diplomatas para rebater críticas que a ex-presidente Dilma Rousseff tem feito ao governo em palestras no exterior. Dilma alega que foi vítima de um golpe para deixar o cargo. Sem citar a antecessora, que está em Washington, Temer destacou que a Constituição é cumprida, ao contrário do que se diz lá fora, como se o Brasil fosse ‘um paiseco‘.

‘É aí é que a política externa tem papel a desempenhar nessa obra conjunta, que é recuperação do Brasil porque, muitas e muitas vezes, são levados ao exterior dados, fatos, informações que não coincidem com aquilo que está na Constituição Federal e as pessoas lá fora imaginam que esse País é um paiseco, que vai fazendo coisas sem aparo legal, sem amparo e Constituição‘, afirmou. Temer disse que poucos meses lhe restam de governo, menos de 20 meses, e há ‘muito o que fazer‘.

Na fala, de cerca de meia hora, Temer, ao se referir ao ‘conturbado cenário internacional‘, disse que ele está ‘se esgarçando‘ ‘a olhos vistos‘ e que ‘nós vivemos, na verdade, tempos de incerteza e de instabilidade‘. Na opinião dele, esses ‘focos de efervescência geopolítica não dão sinais de ceder‘.

No discurso, o presidente deu um recado sobre a nova orientação da política internacional de seu governo. Temer afirmou que os diplomatas têm de servir ao Brasil ‘acima de partidos e ideologia‘ e que os trabalhos serão conduzidos não por ideologia, ‘mas pelo interesse do País‘. O presidente os convocou a praticar uma ‘política externa universalista, sem preconceitos, que acredite, antes de tudo, na força transformadora do diálogo e do convencimento‘.

Para ele, é preciso ‘garantir lugar do Brasil no mundo em mutação‘. O presidente defendeu um ‘ativismo lúcido que não se deixa intimidar‘ e declarou que trabalha pela reativação do Mercosul e pela aproximação com a Aliança com o Pacífico.

‘Precisamos de união‘, disse Temer, que falou que está também impulsionando as negociações econômicas entre o bloco da América do Sul e União Europeia como forma de inaugurar ‘novas frentes‘ de negócios.

Investimentos

Em outro trecho do discurso, Temer voltou a criticar os governos petistas, mais uma vez sem citá-los, ao advertir que ‘avanços‘ econômicos tinham sido ‘colocados em xeque‘. ‘Depois do Plano Real, já não se toleram flertes com a inflação‘, avisou ele, ao salientar que o País ‘está voltando ao rumo‘ e que está ‘reconstruindo o caminho do desenvolvimento, com harmonia‘.

Para ele, ‘o Brasil tem pressa‘. Temer pediu aos novos diplomatas que em seus postos lá fora incentivem os demais países a fazer investimentos no Brasil, informando que aqui ‘estamos caminhando para um sistema de absoluta segurança jurídica‘.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 26 de junho de 2017

15:01 - Temer defende reformas e diz que 'não há plano B'

11:39 - Barroso rebate Gilmar e defende investigações que atingem Temer

11:36 - Líderes veem risco para Temer em denúncia

Domingo, 25 de junho de 2017

12:13 - Base aliada de Michel Temer teria 60% de fundo eleitoral

Sexta, 23 de junho de 2017

12:06 - Gravíssimo, diz FHC sobre denúncia de Temer

12:02 - Senadores se declaram independentes

11:55 - Viagem de Temer à Noruega vira um dos assuntos mais comentados no Twitter

08:17 - Temer é recebido sob protestos em reunião com governo da Noruega

Quinta, 22 de junho de 2017

11:36 - Após novo revés no Congresso, Temer diz que reformas são inadiáveis

11:02 - Redução de áreas de florestas na Amazônia voltará para análise do Congresso


// leia também

Segunda, 26 de junho de 2017

16:31 - Cinco senadores prometem assinar recurso contra arquivamento de cassação de Aécio

14:51 - PSDB deveria sair do governo e debater antecipação de eleições, diz Ferraço

14:18 - Moro impõe um ano e meio de regime fechado a Mônica Moura e João Santana

11:36 - Perdão a Joesley tem alta rejeição, revela pesquisa

11:34 - Investigado, Kassab submerge e PSD se divide

11:23 - Lava Jato apura sumiço em hospital de irmão de Palocci

11:20 - Declarações de Palocci sobre colaboração soaram como ameaça, diz Moro

08:31 - Lula segue na liderança para 2018, e Marina e Bolsonaro empatam em 2º, diz pesquisa

08:18 - Moro condena ex-ministro Antônio Palocci a 12 anos de prisão

Domingo, 25 de junho de 2017

16:53 - Câmara volta a apreciar na terça MP devolvida pelo Supremo


 veja mais
Cuiabá, Terça, 27/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 27/06/2017
Dddff6c44661c0b0079161a551188933 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Tramita no Senado projeto de lei que concede prioridade para pessoas acima de 80 anos em relação aos demais idosos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual