Delator cita propina em espécie a Osmar Serraglio (PMDB-PR) | Gazeta Digital

Quinta, 01 de junho de 2017, 10h39

Delator cita propina em espécie a Osmar Serraglio (PMDB-PR)


Estadao

Em negociação de delação premiada com os procuradores da Operação Carne Fraca, Daniel Gonçalves Filho, apontado pela Polícia Federal como chefe do esquema de corrupção na unidade do Ministério da Agricultura no Paraná, cita pagamentos, ‘normalmente em espécie‘, de empresas do setor alimentício para o ex-ministro da Justiça e deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR).

O peemedebista voltará à Câmara após recusar o convite de Michel Temer para assumir o Ministério da Transparência.

Serraglio, segundo Gonçalves Filho, seria um de seus ‘padrinhos‘ no cargo. Ao lado de Maria do Rocio Nascimento, ex-chefe do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Gonçalves Filho é apontado pela PF como responsável por arrecadar propinas de frigoríficos e empresas alimentícias.

A proposta de delação do fiscal está na Procuradoria-Geral da República (PGR). Como vai reassumir sua cadeira na Câmara, Serraglio pode ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), caso o acordo seja homologado pela Corte.

Por meio de sua assessoria, Serraglio negou irregularidades. ‘Absolutamente impossível ele estar falando isso. Jamais, em momento algum, o deputado tratou com ele sobre qualquer tipo de recursos, menos ainda de qualquer tipo de ilicitude‘, informou a nota.

Valores

O candidato a delator afirmou no documento para os procuradores que empresas do setor de carnes e processados pagavam valores para Serraglio e outros políticos. Gonçalves Filho afirmou em um dos anexos que ele mesmo entregava o dinheiro para o peemedebista.
Em março, um grampo da Carne Fraca capturou uma conversa de Serraglio com o fiscal agropecuário. No diálogo, Serraglio se refere a Gonçalves Filho como ‘o grande chefe‘.

Segundo a decisão que deflagrou a operação, ‘em conversa com o deputado Osmar Serraglio, Daniel é informado sobre problemas que um frigorífico de Iporã estaria tendo com a fiscalização do ministério (o Frigorífico Larissa situa-se na mesma cidade)‘.

Novo acordo. Maria do Rocio também deu início a uma negociação de delação premiada. Ela assinou o termo de confidencialidade com o MPF nos últimos dias. O Estado apurou que nas primeiras conversas com os investigadores, a funcionária pública confirmou os supostos pagamentos.

Em conversa telefônica interceptada pela Polícia Federal em 2016, com autorização judicial, a fiscal, que está presa preventivamente, cita o nome ‘Serraglio‘ como ‘o velhinho que está conosco‘. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 07 de março de 2018

08:59 - Após nova ação da PF, governo federal centralizará fiscalização de frigoríficos

Segunda, 05 de março de 2018

13:26 - Grupo BRF é investigado por omitir presença de salmonela em carnes

11:26 - PF diz que entre as provas mais robustas estão trocas de e-mails do grupo BRF

08:30 - PF deflagra terceira fase da operação Carne Fraca

Sexta, 23 de junho de 2017

08:32 - Estados Unidos suspendem importação de carne bovina do Brasil

Segunda, 05 de junho de 2017

08:17 - Hotel boicota JBS e cria prato batizado de 'Friboi Free' em Campos do Jordão SP

Terça, 16 de maio de 2017

16:28 - Maggi diz que 'já sabia' que outros casos viriam após Carne Fraca

Quarta, 10 de maio de 2017

08:20 - Secretaria abre processo contra BRF, Frigorífico Souza Ramos e Peccin

Sexta, 05 de maio de 2017

16:48 - Venda de carne bovina para o exterior recua 14% em abril

Quarta, 03 de maio de 2017

08:18 - Anvisa proíbe venda de hambúrguer por empresa envolvida na Carne Fraca


// leia também

Sexta, 22 de junho de 2018

19:15 - Fachin nega recurso de Lula e julgamento é cancelado no Supremo

18:25 - TRF4 rejeita recurso de Lula ao Supremo contra condenação

17:06 - Justiça homologa delação premiada de do ex-ministro Antonio Palocci

14:32 - Morre Waldir Pires, ex-ministro e ex-governador da Bahia

13:45 - Defesa de Lula nega pedido de prisão domiciliar para o ex-presidente

11:21 - Morre aos 91 anos o ex-governador da Bahia e ex-ministro da Defesa Waldir Pires

09:09 - Lewandowski nega sessão secreta para julgamento do pedido de liberdade de Lula

09:03 - Cármen vai arquivar investigação sobre áudio de Joesley que cita ministros

Quinta, 21 de junho de 2018

13:30 - Decisão do Supremo vai destravar delações fechadas com a polícia

13:00 - Alvo de ação da PF em SP, foi diretor da Kroll e presidente da Dersa


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 22/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 22/06/2018
Af26a0a03727faf425edeb0c3956f831 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que os eleitores vão depositar nas urnas em outubro?




Logo_classifacil









Loja Virtual