Senado aprova projeto que aprimora atuação de agentes comunitários de saúde | Gazeta Digital

Quarta, 13 de setembro de 2017, 23h10

Senado aprova projeto que aprimora atuação de agentes comunitários de saúde


Agência Brasil

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (13) o projeto que reestrutura a carreira dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias. Caso a proposta se torne lei, serão alteradas as atribuições e as condições de trabalho dos profissionais de saúde que promovem ações domiciliares seguindo as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Um dos principais pontos do projeto prevê que os profissionais terão incorporadas às suas atividades exames rápidos de glicemia e pressão arterial, com o objetivo de diagnosticar doenças recorrentes como o diabetes e a hipertensão. Também estão previstas, sob supervisão, ações como a aferição de temperatura, orientações sobre uso de medicamentos e a realização de curativos.

Embora tenha sido originária da Câmara, a matéria foi alterada no Senado enquanto tramitava na Comissão de Assuntos Sociais e, por isso, será novamente votada pelos deputados. A proposta ainda veda a contratação de trabalhadores terceirizados ou temporários para as atividades de prerrogativa dos agentes.

O projeto de lei prevê a realização de cursos aos agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias e estipula que, das 40 horas de trabalho semanais, dez devem ser aplicadas em atividades de planejamento, formação e aprimoramento técnico. Quanto à qualificação profissional, passa a ser obrigatório que os candidatos ao cargo tenham concluído o ensino médio, e não apenas o fundamental, como é hoje.

Outra novidade na reestruturação da carreira é a eliminação da exigência para que os profissionais morem na área determinada para sua atuação, no caso de comprarem casa própria em outra localidade. Além disso, quem utilizar o próprio dinheiro para se locomover durante o exercício do trabalho deverá ter o transporte indenizado.

Com as mudanças, os agentes de saúde também deverão atuar tendo como referência práticas da educação popular em saúde com o objetivo de garantir a prevenção de doenças, o autocuidado e a promoção da saúde individual.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Domingo, 24 de setembro de 2017

13:25 - Mato Grosso acumula 5,2 mil liminares na área da saúde

Sexta, 22 de setembro de 2017

20:06 - No Fórum, colegas apoiam secretário de Saúde

19:45 - OAB-MT não 'apoia' Luiz Soares durante prisão

19:10 - Estado vai acionar juiz no CNJ por prisão de secretário de saúde

18:50 - Sinop baixa para 0,3% o índice de infestação do mosquito da dengue

17:44 - 'Estão me confundindo com fornecedor de maconha', diz secretário de saúde

14:57 - TJ vê ilegalidade e relaxa prisão de secretário

12:30 - Juiz não analisa prisão do secretário Luiz Soares e deixa o TJ decidir

10:19 - Secretário de Saúde é preso por descumprir decisão judicial

09:53 - A luta de quem sofre com uma dor 'invisível'


// leia também

Domingo, 24 de setembro de 2017

18:30 - Em data-limite para reforma política, Congresso prioriza fundo

16:13 - PT e PMDB negociam alianças em cinco Estados no Nordeste

14:03 - Lava Jato amplia cerco a Lula com mais 6 apurações

12:20 - Esquerda já traça cenário sem Lula na disputa presidencial

11:10 - Pesquisa aponta alta rejeição a Henrique Meirelles, ministro de Temer

11:00 - Câmara concluirá reforma política e discutirá denúncia contra Temer esta semana

07:45 - Ex-prefeita ostentaçã é condenada por desvios de R$ 1 milhão

Sábado, 23 de setembro de 2017

16:35 - Bretas proíbe Sérgio Cabral na vida pública até os 80 anos

14:10 - Base quer fatiar segunda denúncia; CCJ vai decidir

13:30 - Juiz permite que advogado sem filiação concorra


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 25/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 25/09/2017
27404591e818e43fa949ce26e20c68da anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Marcel de Cursi, quer ser indenizado pelos 2 anos em que ficou preso




Logo_classifacil









Loja Virtual