Advogado de Picciani questiona decisão do TRF; MPF espera manutenção de prisão | Gazeta Digital

Quinta, 16 de novembro de 2017, 18h24

Advogado de Picciani questiona decisão do TRF; MPF espera manutenção de prisão


Agência Brasil

O advogado Nélio Machado, que defende o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, discordou da ordem de prisão determinada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

Picciani e os deputados estaduais Paulo Mello e Edson Albertassi, todos do PMDB, tiveram prisão preventiva expedida hoje (16) pelos cinco desembargadores do TRF2 que julgaram o pedido do Ministério Público Federal (MPF), em decorrência da Operação Cadeia Velha, desencadeada na terça-feira (14).

“Considero que foi uma decisão incorreta, do ponto de vista constitucional. Os tribunais acertam e erram. Eu acho que o tribunal errou. Ele não pode decretar uma prisão preventiva, ele pode, num caso de flagrante ou prisão, comunicar imediatamente. Criou-se uma situação anômala, que não tem previsão clara na lei de regência, nem na Constituição Federal nem na Constituição do Rio de Janeiro”, afirmou Machado após o julgamento.

Segundo o advogado, Picciani é inocente. “O que se vê na decisão é que se toma como verdadeira toda a versão apresentada por pessoas que têm a condição de colaboradores, que em troca de vantagens contam histórias, muitas delas não verdadeiras.”

A Alerj será comunicada da decisão do TRF2 em até 24 horas e poderá realizar uma sessão nesta sexta-feira (17) para decidir se mantém a prisão dos três deputados.

MPF espera manutenção da prisão

A procuradora do MPF Silvana Batini, que atuou no julgamento, disse esperar que a Alerj mantenha a decisão da Justiça. “Todos nós, como cidadãos fluminenses, esperamos que os representantes da sociedade atendam os interesses públicos para os quais eles foram eleitos. Esperar uma postura de cidadania, uma postura republicana, voltada para o acatamento da decisão”, disse Batini.

Segundo ela, a decisão dos desembargadores demonstrou coragem da Justiça e responde aos anseios da sociedade fluminense. “Esta é uma decisão histórica, importante, absolutamente necessária, porque o enfrentamento da criminalidade organizada no Rio de Janeiro precisa de decisões corajosas. Estamos hoje contentes com esta decisão, porque ela atende aos reclames da sociedade”. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 03 de fevereiro de 2018

10:35 - MP pede que Suzane faça 'teste do borrão' antes de decidir soltura

Quarta, 13 de dezembro de 2017

14:32 - IFMT deve publicar membros de banca nos seus concursos públicos

Quinta, 07 de dezembro de 2017

13:59 - Picciani recebeu R$ 11 milhões da Odebrecht, aponta denúncia

13:44 - MPF denuncia Picciani, Albertassi e Paulo Melo à Justiça

Sábado, 18 de novembro de 2017

17:26 - Ministério Público investiga desvio de R$ 200 milhões na PM paulista

Terça, 14 de novembro de 2017

14:04 - Raquel vai receber sugestões sobre resolução de Janot que dá superpoderes ao MP

Terça, 07 de novembro de 2017

17:31 - Conselho de Procuradores aprova documento contra PEC que dá autonomia à PF

Terça, 03 de outubro de 2017

16:25 - Justiça condena Bolsonaro por ofensas a quilombolas e negros

Terça, 26 de setembro de 2017

16:35 - Tribunal nega liberdade e mantém Aldemir Bendine atrás das grades

Segunda, 06 de março de 2017

15:27 - MPF garante indenização à comunidade indígena Terena


// leia também

Segunda, 16 de julho de 2018

16:31 - Justiça proíbe Crivella de usar máquina pública para beneficiar grupos religiosos

15:48 - Argentina fecha acordo com Procuradoria para usar delações da Lava Jato

13:10 - PT permanece sem alianças para eleições no RS

13:00 - Temer viaja para Cabo Verde, que sucede Brasil na presidência da CPLP

11:37 - MBL pede que TSE declare Lula inelegível antes de registro de candidatura

11:26 - Supremo Tribunal Federal suspende cobrança extra em planos de saúde

Domingo, 15 de julho de 2018

08:21 - STF dá mais 30 dias para conclusão de investigação sobre Aécio Neves

Sábado, 14 de julho de 2018

19:00 - Projeto prevê criminalizar corrupção privada no País

16:00 - Paulo Guedes fala em manter parte de equipe de Temer

15:30 - PSB é condenado a indenizarámoradora por acidente com avião de Campos


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 16/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 16/07/2018
9f9f40805dad392c56e3de9c5f02d729 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que Luciano Huck, Datena e Roberto Justus desistiram da política?




Logo_classifacil









Loja Virtual