Maia admite dificuldade em obter votos para aprovar Previdência e não marca data | Gazeta Digital

Quarta, 06 de dezembro de 2017, 14h26

política Nacional

Maia admite dificuldade em obter votos para aprovar Previdência e não marca data


Estadao

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou hoje (6) que ainda não é possível votar a reforma da Previdência, pois todos os partidos estão com dificuldade para reunir votos. Segundo Maia, a data de votação da reforma só será marcada depois do convencimento de um número significativo de deputados a favor da proposta.

‘Não dá para votar essa matéria, ela é muito importante, ela tem impacto muito forte nas expectativas da sociedade. E a gente ir para uma votação com clareza de derrota, apenas para ter uma data, a gente vai estar gerando uma sinalização de que não há na Câmara uma responsabilidade fiscal majoritária‘, disse Maia.

Para que a proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras de acesso à aposentadoria seja aprovada, são necessários pelo menos 308 votos entre os 513 deputados. O resultado majoritário de dois terços do plenário deve ser repetido em dois turnos de votação.

Divulgação

Maia admite dificuldade em obter votos para aprovar Previdência e não marca data


O presidente da Câmara disse que a maioria favorável à reforma até existe, mas ressaltou que as circunstâncias e tudo o que ocorreu ao longo do ano, como a análise das denúncias contra o presidente Michel Temer, acabaram ‘gerando um certo desconforto dos parlamentares‘.

Para Maia, divulgar balanços parciais dos números de votos alcançados até o momento não ajuda no processo de convencimento dos deputados. Ele defendeu também que o PSDB se manifeste logo sobre o posicionamento da bancada. ‘O PSDB precisa dizer é se é contra, ou a favor, e quantos [deputados] são a favor pra que a gente possa entender se tem ambiente pra votar a matéria. Eu não votaria essa matéria com uma expectativa de derrota‘, disse.

Maia participou, na manhã de hoje, de café da manhã oferecido pelo presidente Michel Temer no Palácio da Alvorada para tratar da reforma. Ele disse que, até o momento, não havia o número necessário de votos. Os líderes partidários voltam a se reunir, ainda nesta quarta-feira, com Temer em um jantar para continuar as articulações em torno do tema.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 07 de maio de 2018

14:34 - Entidades supermercadistas cobram reforma da Previdência ainda em 2018

Terça, 17 de abril de 2018

17:00 - Aposentados e pensionistas protestam contra a reforma da Previdência

Terça, 10 de abril de 2018

10:58 - Não dá mais para adiar a reforma da Previdência, diz Barroso

Sexta, 16 de março de 2018

17:23 - Após protestos, aliados de Doria querem rever nova alíquota de Previdência

Segunda, 26 de fevereiro de 2018

15:42 - Tesouro diz que adiamento da reforma da Previdência não afeta metas

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

13:50 - Câmara vai trabalhar em projeto de lei para discutir despesas obrigatórias

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

16:45 - É 'difícil' Congresso aprovar reforma durante intervenção, diz líder do DEM

11:31 - Protestos contra Previdência fecham estradas e paralisam terminais de ônibus

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

09:15 - Centrais sindicais protestam em Cuiabá por 'aposentadoria digna'

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

20:27 - Mesmo com reforma fora da pauta, metalúrgicos do ABC mantêm greve na segunda


// leia também

Domingo, 20 de maio de 2018

11:11 - Aliança competitiva em reduto eleitoral ainda é minoria

08:28 - Dodge reforça pedido de rescisão de delação de Wesley Batista

Sábado, 19 de maio de 2018

18:00 - Lula preso quer de volta benefícios de ex-presidente

17:00 - Tucano tem boa relação com MG, afirma Anastasia

16:00 - Cenário local atrapalha negociação de três partidos

13:00 - Álvaro Dias e Amoedo largam na frente arrecadação por vaquinha virtual

08:58 - Ex-ministro José Dirceu terá 2 horas de banho de sol e quatro refeições

08:38 - Após baixa de 105 processos, STF volta a discutir foro privilegiado

Sexta, 18 de maio de 2018

17:19 - Operador de Dirceu também se entrega em Curitiba

14:59 - Fachin suspende revisão de pensões de filhas de servidores


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 20/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 20/05/2018
Af7895dd5d44ae30a0df41bad44cfd58 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que esperar das eleições presidenciais na Venezuela neste domingo?




Logo_classifacil









Loja Virtual