Governo recorre ao Supremo contra decisão sobre privatização da Eletrobras | Gazeta Digital

Segunda, 15 de janeiro de 2018, 15h35

POLÍTICA NACIONAL

Governo recorre ao Supremo contra decisão sobre privatização da Eletrobras


Agência Brasil

O governo enviou nesta segunda-feira (15) uma reclamação ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão da Justiça Federal em Pernambuco que suspendeu o trecho de uma medida provisória (MP) que autorizou a União a seguir com o processo de privatização da Eletrobras.

Na peça, escrita pela advogada-geral da União, Grace Mendonça, o governo alega que o juiz federal Carlos Kitner, da 6ª Vara Federal do Recife, usurpou a competência do STF ao deliberar sobre a constitucionalidade de uma MP, atribuição que seria exclusiva do Supremo.

Segundo Grace, a MP em questão só poderia ter sido questionada em ação direta de inconstitucionalidade aberta no Supremo. Ela pediu por uma liminar (decisão provisória) urgente para suspender os efeitos da determinação do magistrado.

O mesmo pedido foi feito pela Câmara dos Deputados, em reclamação assinada pelo assessor jurídico Leonardo Barbosa e também protocolada nesta segunda-feira.

A decisão sobre o pedido de liminar da AGU deve ser da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, que despacha em regime de plantão. A ministra pode ainda deixar que qualquer decisão seja tomada pelo relator, Alexandre de Moraes, no retorno do recesso da Corte, em fevereiro.

Na semana passada, o juiz Carlos Kitner, da Justiça Federal em Pernambuco, concedeu uma liminar para suspender o Artigo 3º da Medida Provisória (MP) 814, editada em 29 dezembro de 2017, que retirava de uma das leis do setor elétrico a proibição de privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias.

A ação popular foi aberta na terça-feira (9) pelo advogado Antônio Accioly Campos. Ele questionou a revogação, pela MP, do Artigo 31 da Lei 10.848/2014, que excluía a Eletrobras e suas controladas (Furnas, Companhia Hidroelétrica do São Francisco, Eletronorte, Eletrosul e a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica) do Programa Nacional de Desestatização.

Na decisão, Kitner afirma que o governo federal não justificou a urgência de editar uma MP, “no apagar das luzes” do ano passado, “para alterar de forma substancial a configuração do setor elétrico nacional”. Ele argumentou que as leis sobre o setor elétrico não poderiam ser modificadas sem a “imprescindível” participação do Congresso Nacional.

Em nota, o Ministério de Minas e Energia rebateu os argumentos do juiz, afirmando que, em sua exposição de motivos ao Congresso Nacional, o governo deixou claro que a MP 814 não tinha o objetivo de antecipar “discussões de mérito relacionadas ao tema”, que ainda serão alvo de outro projeto de lei.

TRF5

Em outra frente, a AGU entrou com pedido de suspensão de liminar no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), que é a segunda instância da Justiça Federal em Pernambuco.

Desta vez, o órgão entra no mérito da questão, argumentado que a liminar suspendendo a privatização pode causar prejuízo de R$ 18,9 bilhões ao setor elétrico, “sendo R$ 12,2 bilhões relacionados às concessões de usinas da Eletrobrás – que dependem da privatização da empresa”, disse a AGU, por meio de nota.

Neste caso, quem deve julgar o recurso é o presidente do TRF5, desembargador Manoel de Oliveira Erhardt.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 19 de maio de 2018

14:30 - Eleição no Conselho pode pôr em risco privatização da Eletrobras

Quinta, 17 de maio de 2018

19:00 - BNDES publica edital para modelagem de privatização da Eletrobras

Quarta, 16 de maio de 2018

15:38 - Lucro da Eletrobras é de R$ 56 milhões no primeiro trimestre

Sábado, 05 de maio de 2018

16:30 - Na Eletrobrás, presidente tenta subir seu salário

Terça, 10 de abril de 2018

09:24 - Ações da Eletrobrás caem com mudanças no Ministério

Terça, 27 de março de 2018

12:56 - Ministros acreditam que privatização da Eletrobras ocorra antes das eleições

Segunda, 26 de março de 2018

15:10 - Eletrobras lança plano de demissão e quer desligar 3 mil funcionários

Sexta, 23 de março de 2018

12:54 - Fernando Coelho acredita na privatização da Eletrobras

Sábado, 17 de março de 2018

16:00 - No STF, Rosa manda a plenário ação que questiona MP de privatização da Eletrobras

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

08:52 - Privatização da Eletrobras pode atrasar


// leia também

Sábado, 19 de maio de 2018

18:00 - Lula preso quer de volta benefícios de ex-presidente

17:00 - Tucano tem boa relação com MG, afirma Anastasia

16:00 - Cenário local atrapalha negociação de três partidos

13:00 - Álvaro Dias e Amoedo largam na frente arrecadação por vaquinha virtual

08:58 - Ex-ministro José Dirceu terá 2 horas de banho de sol e quatro refeições

08:38 - Após baixa de 105 processos, STF volta a discutir foro privilegiado

Sexta, 18 de maio de 2018

17:19 - Operador de Dirceu também se entrega em Curitiba

14:59 - Fachin suspende revisão de pensões de filhas de servidores

13:56 - Ex-ministro José Dirceu se entrega à Polícia Federal em Brasília

12:30 - PF pede que Lewandowski decida se mantém no STF inquérito de Aécio


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 20/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 20/05/2018
Af7895dd5d44ae30a0df41bad44cfd58 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que esperar das eleições presidenciais na Venezuela neste domingo?




Logo_classifacil









Loja Virtual