Moro diz que recibos de aluguel de Lula não são 'materialmente falsos' | Gazeta Digital

Quarta, 07 de fevereiro de 2018, 18h30

Moro diz que recibos de aluguel de Lula não são 'materialmente falsos'


Estadao

O juiz federal Sérgio Moro decidiu que os recibos entregues pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para comprovar aluguel de apartamento em São Bernardo do Campo (SP), alvo da Operação Lava Jato, não são falsos. O magistrado, no entanto, afirma que só vai avaliar se os comprovantes de aluguel do apartamento são ideologicamente falsos na sentença da ação penal em que o ex-presidente é réu por supostas propinas da Odebrecht.

‘Portanto, o incidente deve ser julgado improcedente quanto à falsidade material dos recibos e, quanto à falsidade ideológica, a resolução da questão deve ser postergada para a sentença na ação penal‘, anotou.

Moro explica, em decisão, que ‘no falso material, a falsidade é objetiva, como uma assinatura falsificada ou um trecho inserido ou suprimido fraudulentamente de um documento‘. ‘Normalmente, o falso material é provado através da prova técnica, pericial‘.

O magistrado explica que, por outro lado, ‘no falso ideológico, o documento é materialmente verdadeiro, mas o nele contido não corresponde à realidade‘. ‘Assim, por exemplo, uma declaração de fato que não ocorreu. Normalmente, o falso ideológico não é aferível através de prova técnica, pericial‘.

O juiz sustenta que, se julgasse a falsidade ideológica dos documentos, estaria avançando no mérito da ação penal - aonde decidirá se, de fato, Lula recebeu propinas da Odebrecht e, portanto, não pagou pelos imóveis. De acordo com o magistrado, adentrar a questão significaria ‘violação do contraditório‘.

‘É inviável resolver essas questões no incidente sem aprofundar na valoração de provas e na apreciação do mérito da ação penal e isso só é possível fazer na sentença da própria ação penal, após a finalização da instrução dela, inclusive com as alegações finais das partes‘, anotou.

Segundo Moro, neste caso, ‘a prova técnica, pericial, mostra-se inútil‘. ‘No máximo, ela poderia confirmar que parte dos recibos foi assinada extemporaneamente, mas isso não levaria à conclusão necessária de que os aluguéis não foram pagos‘.

‘Já quanto à suposta falsidade ideológica dos recibos, depende a questão da resolução de várias questões de fatos na ação penal, se dinheiro da Odebrecht de fato custeou a aquisição do apartamento, se Glaucos da Costamarques foi ou não utilizado como pessoa interposta e quem falta com a verdade acerca do pagamento ou não dos aluguéis, Glaucos da Costamarques ou o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva?‘, escreveu.

Denúncia

O imóvel, vizinho à residência do ex-presidente, no condomínio Hill House, em São Bernardo, é visto pela força-tarefa da Lava Jato como suposta propina de R$ 504 mil da Odebrecht ao petista. Na mesma ação penal, Lula responde também por outros R$ 12 milhões referentes a um terreno em São Paulo aonde supostamente seria sediado o Instituto Lula.

Segundo os procuradores, Lula não pagou aluguel do apartamento até o ano de 2015. O Ministério Público Federal sustenta que o engenheiro Glaucos da Costamarques, titular do imóvel, serviu de laranja do petista na transação, supostamente custeada pela Odebrecht.

O ex-presidente apresentou ao juiz federal Sérgio Moro recibos de pagamento do apartamento. Dois comprovantes apresentam datas que não existem no calendário. Parte dos documentos ainda apresenta os mesmos erros de ortografia. Sobre estes papéis, foi aberta a investigação de suspeita de falsidade. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 15 de agosto de 2018

20:00 - Lava Jato quer proibir Lula de usar cela na PF como comitê de campanha

17:30 - Mobilização pela candidatura de Lula reúne 10 mil pessoas em Brasília

17:13 - Lula declara patrimônio de R$ 7,9 milhões e Haddad, de R$ 428,4 mil

14:23 - Haddad rebate Rosa Weber e quer que TSE cumpra rito normal ao julgar Lula

Terça, 14 de agosto de 2018

16:02 - 2ª Turma do STF retira de Moro trechos de delações da Odebrecht que citam Lula

Segunda, 13 de agosto de 2018

14:19 - Às vésperas do registro de Lula, Cármen Lúcia faz elogios à Lei da Ficha Limpa

Sexta, 10 de agosto de 2018

18:30 - Gleisi diz que Lula não assistiu todo o debate na TV

Quinta, 09 de agosto de 2018

17:13 - TRF nega pedido para Lula participar de debate na TV

14:48 - STJ volta a negar recurso da defesa pela liberdade de Lula

Quarta, 08 de agosto de 2018

15:37 - No TRF-4, PT insiste para que Lula participe do debate da TV Bandeirantes


// leia também

Quinta, 16 de agosto de 2018

08:39 - Lacerda registra candidatura ao governo e PSB pedirá impugnação

08:24 - Temer veta aumento aos ministros do STF e não envia reajuste ao Congresso

Quarta, 15 de agosto de 2018

17:32 - STF decide que MP pode entrar com ação para obrigar Estado a fornecer medicamento

17:09 - Organizações cobram e Marina Silva assume compromisso com crianças

16:30 - Alckmin depõe por uma hora no MP-SP em inquérito sobre suposto caixa 2

14:26 - Bolsonaro não acredita em elevada transferência de votos de Lula para Haddad

13:30 - Temer exonera superintendente da Sudene

13:20 - Meirelles declara patrimônio de R$ 377 milhões ao TSE

13:00 - Bolsonaro defende superministério, sob alegação de que criação evitará conflitos

12:40 - Senado recorre contra aplicação de medida cautelar a parlamentares


 veja mais
GDEnem

Cuiabá, Quinta, 16/08/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quinta, 16/08/2018
7d0914d59343b99cfc78f130aba8eeb9 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Qual sua opinião sobre os debates com candidatos na TV e rádio?




Logo_classifacil









Loja Virtual