Se não aprovar Previdência agora, País precisará de reforma ainda maior | Gazeta Digital

Quinta, 08 de fevereiro de 2018, 16h26

Se não aprovar Previdência agora, País precisará de reforma ainda maior


Estadao

O secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse nesta quinta-feira, 8, que o Brasil terá que enfrentar uma reforma da Previdência muito mais abrangente se não aprovar agora a proposta de emenda constitucional que muda as regras das aposentadorias. ‘Ainda temos tempo de fazer uma reforma de natureza preventiva. Se não fizer agora, o que terá que ser feito no futuro é muito maior‘, comentou o secretário, ao participar de debate sobre o tema na TV Estadão.

Caetano disse estar otimista sobre a aprovação da matéria neste mês e disse que os próximos dias serão de ‘muita conversa‘ com os deputados para a obtenção dos votos que faltam.

‘A reforma é mais de Estado do que deste governo‘, afirmou o secretário. ‘Para o governo, seria mais fácil deixar o tema da Previdência para a frente. Mas o governo preferiu enfrentar a questão e fazer a reforma abrangente‘, acrescentou Caetano. Ele comentou ainda que a reforma da Previdência, mesmo com todas as modificações já feitas no texto, será suficiente para sustentar a conta previdenciária nos próximos dez anos.

Após participar do debate, o secretário disse que a reforma nas aposentadorias é ‘urgente‘, ao ser questionado pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, sobre a ideia, defendida por alguns parlamentares, de votar a matéria após as eleições de outubro. ‘Precisamos trabalhar a reforma para ela ser votada o quanto antes.‘

Segundo ele, se a reforma não for aprovada agora, poderá ser necessário incluir em seu texto medidas de compensação ao tempo em que a matéria ficou suspensa. ‘Empurrar o problema para frente significa adoção de medidas mais fortes‘, declarou. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

13:50 - Câmara vai trabalhar em projeto de lei para discutir despesas obrigatórias

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

16:45 - É 'difícil' Congresso aprovar reforma durante intervenção, diz líder do DEM

11:31 - Protestos contra Previdência fecham estradas e paralisam terminais de ônibus

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

09:15 - Centrais sindicais protestam em Cuiabá por 'aposentadoria digna'

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

20:27 - Mesmo com reforma fora da pauta, metalúrgicos do ABC mantêm greve na segunda

13:23 - Intervenção no Rio altera tramitação da reforma da Previdência na Câmara

11:45 - Temer não editaria decreto para criar cortina de fumaça para reforma, diz Maia

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

13:42 - Reforma será iniciada na Câmara mesmo sem a certeza dos 308 votos, diz Marun

08:51 - Maia já prepara um discurso para engavetar a reforma

Quarta, 14 de fevereiro de 2018

18:00 - Projeto para repasse de R$ 2 bi 'cala a boca' da caravana do atraso, diz Marun 


// leia também

Domingo, 25 de fevereiro de 2018

08:44 - Maia volta a criticar ações do governo e pede medidas 'quentes'

08:29 - Ações garantem auxílio-moradia para juízes há 4 décadas

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

15:30 - Para aumentar bancada, PR insiste em ter Tiririca

14:00 - Lava Jato já bloqueou US$ 44 milhões no exterior em 2018

13:30 - Arthur Virgílio foi extremamente injusto com o partido e comigo, diz Alckmin

13:00 - Candidatura de Temer é direito dele, afirma Alckmin

11:30 - Moro ordena nova perícia em sistemas da Odebrecht, na ação do sítio de Atibaia

08:44 - Sistema de propina pagou terreno do Instituto Lula, diz perícia

08:35 - Virgílio desiste e Alckmin deve ser o candidato do PSDB à Presidência

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

21:30 - Resultados da Lava Jato garantem bloqueio de US$ 44 milhões no exterior


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 25/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 25/02/2018
39b9c063e83a7a7ffb2f5dc9ad998ca8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Lei municipal permite que ruas sem saída em Cuiabá sejam fechadas por moradores




Logo_classifacil









Loja Virtual