Marcelo Odebrecht passa o dia atrás de provas para diminuir sua pena | Gazeta Digital

Sexta, 02 de março de 2018, 08h27

Política Nacional

Marcelo Odebrecht passa o dia atrás de provas para diminuir sua pena


Estadao

Marcelo Odebrecht está em prisão domiciliar desde 19 de dezembro de 2017 e, desde então, passa o dia procurando por provas que amenizem sua pena. De acordo com a revista Época desta semana, o executivo de 49 anos começa a trabalhar às 8h.

Antes de iniciar as atividades, no entanto, ele já fez exercícios físicos por uma hora e tomou café da manhã específico para quem tem hipoglicemia (pouco açúcar no sangue). Depois de se alimentar, Odebrecht permanece em seu escritório, aproximadamente, 12 horas por dia.

Divulgação

O escritório tem cerca de 15 metros quadrados e fica no subsolo de sua casa, no Morumbi, bairro nobre de São Paulo. As roupas que ele usa para trabalhar – tanto casual quanto social – sempre escondem a tornozeleira eletrônica.

Diariamente, o empresário analisa detalhadamente os mais de 400 mil e-mails que tem guardados desde 2002. De acordo com a publicação, o computador foi apreendido pela Polícia Federal em junho de 2015, em sua prisão, mas os arquivos foram devolvidos em novembro.

Odebrecht conta para todos os amigos que está procurando por informações que diminuam sua pena. Ainda segundo a revista, ele está em busca de provas que incriminem quem ele diz acreditar que o deixou queimar sozinho. Da lista, não escapa nem o seu pai, Emílio, e executivos da empresa.

Segundo a revista, ele se vê como uma pessoa injustiçada, que está respondendo sozinha pela corrupção na empresa que comandava, pois existem outros 76 delatores que admitiram participação nos crimes da empreiteira.

No dia em que vazaram novas mensagens relacionadas à compra de um terreno que abrigaria o Instituto Lula, ele chamou a filha mais velha, de 21 anos, mostrou o conteúdo e a indagou: “Entendeu tudo? Precisa que eu esclareça algo?” e mostrou nomes de ex-funcionários copiados nas trocas de e-mails para provar que estava ajudando a solucionar os fatos. Esses e-mails foram parte das mensagens que o empresário encaminhou para a PF.

A publicação também informa que Odebrecht fez um diário, que chega a sete mil páginas, enquanto esteve preso. Ainda de acordo com a revista, a obsessão por novas provas é para reduzir a pena de dois anos e meio de prisão domiciliar, com permissão para sair de casa apenas em dois períodos de 24 horas, para um ano e três meses.

Para isso acontecer, Odebrecht já fez mais de 10 petições para incluir novos matérias na delação. Atualmente, só ele, a Polícia Federal e o Ministério Público têm cópias dos e-mails.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 16 de junho de 2018

11:34 - Justiça Federal aceita 24ª denúncia contra ex-governador Sérgio Cabral

Quarta, 13 de junho de 2018

13:18 - Em carta a prefeitos, Lula diz que PEC do teto inviabilizará gestão das cidades

12:40 - Ações cíveis da Lava Jato tramitam em ritmo lento

10:41 - PT e MDB também vão responder por improbidade

09:12 - Ministro do STJ nega mais um recurso de Lula para deixar prisão

Sexta, 08 de junho de 2018

15:41 - Celso de Mello libera para julgamento ação penal de Gleisi Hoffmann

13:23 - Fachin rejeita mais um habeas corpus de ex-ministro Antonio Palocci

Quinta, 07 de junho de 2018

09:00 - FHC pediu a Odebrecht doações para campanha

Terça, 05 de junho de 2018

11:24 - Depondo como testemunha de Cabral, Lula diz que está em busca da verdade

Segunda, 04 de junho de 2018

21:00 - Fachin acolhe pedido de Moro para ter acesso a celular de Cunha


// leia também

Domingo, 17 de junho de 2018

09:05 - Plataformas online monitoram atividade de políticos

08:54 - Cármen Lúcia assume pela 2ª vez a Presidência da República

Sábado, 16 de junho de 2018

15:30 - Preso na Registro Espúrio diz que pode implicar ex-ministro

13:30 - Marco Aurélio afirma que ato ressoa como censura

09:51 - CNJ proíbe manifestações políticas de juízes nas redes

09:34 - Parlamentares pedem cota para candidata negra

Sexta, 15 de junho de 2018

18:30 - Tesouro honra R$ 594,1 mi em garantias em maio, maior parte de créditos do RJ

18:00 - Cármen diz que ministros do Supremo são mais conhecidos que jogadores da Copa

17:29 - Aécio decidirá 'no tempo oportuno' se é candidato ou não, diz Anastasia

17:00 - Dodge e Cármen Lúcia pedem mais mulheres no poder em conferência de procuradoras


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 17/06/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 17/06/2018
06e60112abf039588e79d3613d6ca555 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Canarinho Pistola, mascote da seleção brasileira, foi vetado dos jogos da Copa




Logo_classifacil









Loja Virtual