Sexta, 16 de dezembro de 2016, 00h00

Avaliação do governo Temer


No último final de semana, além da primeira bomba que explodiu em Brasília, atingindo em cheio o coração do governo Temer e do PMDB, seu partido, nas revelações do primeiro dos 77 ex-executivos da Odebrecht que resolveram aceitar os benefícios da delação premiada e colaborarem com a Operação Lava Jato, o Instituto Datafolha também divulgou os resultados de sua pesquisa de avaliação do desempenho do referido governo, comparando a situação deste início de dezembro com a que existia seis meses antes, quando Temer ainda não havia se tornado Presidente da República, em substituição à Dilma, com quem formou a chapa vitoriosa, apesar de que o PSDB, que hoje faz parte do governo Temer ter entrado no TSE com um processo para cassar a referida chapa por abuso de poder econômico e uso de caixa dois alimentado com recursos oriundo da corrupção.
Portanto, esta pesquisa do Datafolha não captou a indignação popular com as revelações da corrupção da Odebrecht que favoreceu a elite política nacional, as quais, depois que outros executivos da maior empreiteira do Brasil e que mais contratos tinha com o governo federal e que mais financiava de forma legal ou ilegal campanhas políticas, devem surgir, ai sim a avaliação do Governo Temer deverá ocupar o pior lugar nessas pesquisas nos últimos 25 anos.
A avaliação considerada positiva, ou seja entrevistados que opinaram que o Governo Temer é ótimo ou bom caiu de 14% em julho ultimo para 10% neste início de dezembro, e a avaliação negativa, pessoas que julgam o atual governo como ruim e péssimo pulou de 31% para 51%, um dos piores resultados nos primeiros seis meses de governo em períodos recentes. Comparando o atual governo com o governo Itamar, que também assumiu para concluir o mandato do presidente Collor, afastado/cassado pelo Congresso, o governo Temer tem um desempenho muito pior aos olhos do povo.
Esta avaliação negativa está presente em todas as categorias sociais e demográficas, níveis educacional e de renda, religião, todas as regiões de Norte a Sul, de Leste a Oeste do país, nas regiões metropolitanas e nas cidades do interior. Isto significa que a rejeição do governo Temer é geral, ampla e irrestrita, apenas alguns segmentos com maior renda e que, devem ter esperança de que o atual governo lhes irá aumentar os privilégios estão com Temer, incluindo os políticos fisiológicos, muitos dos quais também estavam mamando nos governos Lula e Dilma e, como ratos, pularam do barco ou melhor, continuaram no barco com Temer e deverão apresentar a fatura deste apoio mais cedo do que o Palácio do Planalto imagina.
Durante mais de dois anos o povo saiu às ruas gritando fora Dilma, fora Lula, fora PT, fora corruptos e outros slogans mais. Transcorridos apenas sete meses do impeachment de Dilma, nesta pesquisa do datafolha foi indagado aos entrevistados, que, como amostra representam a totalidade da população brasileira, se o governo Temer é melhor, igual ou pior do que o governo Dilma. A resposta foi como uma bofetada em Temer, seus ministros e em sua base fisiológica na Câmara Federal e no Senado, no PMDB e PSDB, que formam o núcleo central do novo governo. A resposta a esta questão: apenas 21% dos entrevistados consideram o governo Temer melhor do que o governo Dilma; para 34% os dois governos são iguais e para 40% o atual governo é pior do que de sua antecessora afastada. Entre as mulheres 45% consideram o governo Temer pior do que Dilma e apenas 16% melhor.
Em uma questão que detalha atributos, positivos ou negativos do Governo, de forma direta a figura do presidente, apenas 18% o consideram sincero, enquanto para 65% dos entrevistados é considerado falso e para 50% é autoritário. Esta avaliação está presente no país todo, em todas as regiões, categorias e grupos socioeconômicos.
Outra pergunta interessante é a que indaga para quem o governo Temer está governando. Apenas 7% disseram que Temer está governando para os pobres enquanto para 75% ele está governando para a camada superior, ou seja, a parcela mais rica do país incluindo grandes empresários, grupos econômicos e grandes conglomerados e a própria classe política e os marajás da República.
Em decorrência, 63% da população apoia a ideia de que Temer deveria renunciar e possibilitar a eleição de um novo presidente e vice com legitimidade para encerrar o atual mandato e preparar o país para eleições de 2018, diretas, livres de corrupção, caixa dois e outras mazelas que marcaram os últimos 14 anos, dos governos Lula/Dilma dos quais o PMDB e Temer participaram diretamente. Para o bem ou para o mal não podemos desligar a imagem do PMDB e de Temer dos governos petistas, eram sócios em tudo, como irmãos siameses.
Se a voz do povo representar realmente voz de Deus, oxalá o Governo Temer tenha a humildade suficiente para entender a voz silenciosa do povo que anseia por um país que reencontre seu caminho, sem corrupção, incompetência, fisiologismo, mutretas, privilégios e discursos demagógicos e mistificação. Resumo da ópera: o povo não está satisfeito nem feliz com o governo Temer!


Juacy da Silva, professor aposentado da UFMT, mestre em sociologia, articulista e colaborador de jornais, sites, blogs e outros veículos de comunicação. Twitter@profjuacy Blog www.professorjuacy.blogspot.com Email professor.juacy@yahoo.com.br



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 10 de fevereiro de 2017

00:00 - O Brasil visto de fora

Sexta, 03 de fevereiro de 2017

00:00 - Desemprego, o drama de milhões

Sexta, 27 de janeiro de 2017

00:00 - Corrupção na ordem do dia

Sexta, 20 de janeiro de 2017

00:00 - Futuro incerto (1)

Sexta, 13 de janeiro de 2017

00:00 - Antessala do inferno 2

Sexta, 06 de janeiro de 2017

00:00 - Ante sala do inferno I

Sexta, 30 de dezembro de 2016

00:00 - Enfim, 2016 acabou!

Sexta, 23 de dezembro de 2016

00:00 - Tempo de compaixão e solidariedade

Sexta, 09 de dezembro de 2016

00:00 - Unidos contra a corrupção

Sexta, 02 de dezembro de 2016

00:00 - A corrupção não pode prevalecer


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 27/04/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quinta, 27/04/2017
32d16ba8179c555dc6f723de0bbcff0d anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Centrais sindicais marcam para a sexta-feira uma greve geral, com paralisação de serviços essenciais em todo o país. Na sua opinião:



Logo_classifacil









Loja Virtual