Quinta, 02 de junho de 2016, 00h00

Coisas do Brasil


Se não fossem as gravações feitas pelo Sergio Machado logo veríamos atos no Congresso para livrar a cara dos espertalhões da República. Falavam claramente em lei que impedisse a pessoa presa de fazer delação premiada. Falavam em criar outra para modificar a decisão do STF que manda para a cadeia quem for condenado em segunda instância.
Com a publicação das conversas a classe política não vai ter coragem de mexer nos ganhos da Operação Lava Jato. Na Itália, na Operação Mãos Limpas, o Congresso foi criando meios legais de impedir a ação mais forte da Justiça. Aqui, graças às gravações, talvez não ocorra isso.
Tem cada coisa naquelas gravações que são até engraçadas. Aquela do Sérgio Machado dizer, com indignação, que o Delcidio poderia gravar conversa deles e ele, naquele momento, estava gravando os bestalhões. Bestalhões sim.
Nos EUA, desde a década de 1940, quando o FBI, de maneira ainda precária, começou a fazer gravações dos mafiosos, eles não falavam mais ao telefone. Aqui os caras falam pelos cotovelos sobre tudo num momento que há enorme sofisticação para se gravar.
Ficamos sabendo nas gravações que Renan Calheiros indicou o ministro da transparência, cargo para alguém acima de qualquer suspeita, para ajudar a livrar a cara do senador de Alagoas na Lava Jato.
Sarney pergunta ao delator se não contara para outros que ele arrumara dinheiro para campanha do senador do Maranhão. Sergio Machado negou com veemência no mesmo momento que gravava a conversa que seria mostrada ao Brasil. Aquela outra do Sarney dizer que o Lula, ‘coitado’, estava com profunda depressão. Ou que o Lula confidenciara a ele que cometera o maior erro político de sua vida em eleger a Dilma. Jogou a cria contra o criador.
Como é que um sujeito como Sarney, que já foi deputado, governador, senador e presidente ainda volta para a muvuca de Brasília? Borrou mais ainda a já manchada biografia.
Nos EUA um ex-presidente não se candidata a mais nada. Vira uma referência nacional. Aqui Itamar Franco, Sarney, Collor, todos voltaram. O Lula andava louquinho para voltar também.
Essas gravações revelaram também a aceitação por parte da cúpula do PMDB para tirar Dilma do governo. Não eram somente Temer, Padilha, Moreira Franco ou Jucá nessa batalha, eram todos.
A impressão era que Sarney, Barbalho, Edson Lobão (cria política do Sarney no Maranhão), Eduardo Braga, Renan Calheiros estariam contra. Eles, como exemplo, não compareceram ao ato que culminou com o rompimento do PMDB com o governo Dilma. Ficava aquela sensação de que uma parte do partido não ajudaria no impeachment. Ledo engano, as gravações mostram que todos remavam na mesma direção.
Como é a vida. Quando Lula deixou o governo em janeiro de 2003 e retornou a São Bernardo, Sarney foi o único político que foi com ele no avião. Foi o único também que esteve no palanque naquela cidade para a manifestação pró-Lula. Traiu mais uma vez, como antes fizera com os militares.

Alfredo da Mota Menezes e-mail: pox@terra.com.br site: www.alfredomenezes.com



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quinta, 09 de fevereiro de 2017

00:00 - Assuntos polêmicos

Quinta, 02 de fevereiro de 2017

00:00 - Os culpados

Quinta, 26 de janeiro de 2017

18:10 - Que livro

Quinta, 19 de janeiro de 2017

00:00 - Crise e mortes anunciadas

Quinta, 12 de janeiro de 2017

00:00 - A Odebrecht e a esquerda regional

Quinta, 15 de dezembro de 2016

00:00 - Repense o assunto, senador

Quinta, 08 de dezembro de 2016

00:00 - Ferrovia pela Bolívia?

Quinta, 01 de dezembro de 2016

00:00 - A Cuba de Fidel

Quinta, 24 de novembro de 2016

00:00 - História

Quinta, 17 de novembro de 2016

00:00 - Assuntos da visita do Serra


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 24/04/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Segunda, 24/04/2017
Db4e8954cee27c12dc52c9b9fae13148 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

A cada dia que passa, novos casos de jovens envolvidos com o jogo da ‘Baleia Azul’ vêm à tona. Na sua opinião, por que isso vem ocorrendo?



Logo_classifacil









Loja Virtual