Quarta, 11 de janeiro de 2017, 14h49

DEU NO ESTADÃO

Blairo é opção para presidente da República


Marcus Vaillant/A Gazeta

O jornal O Estado de S.Paulo divulgou na terça-feira (10) a informação de que o senador licenciado e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, é avaliado internamente pelo PP como opção para disputar a Presidência da República nas eleições de 2018.

“O presidente do partido, senador Ciro Nogueira (PI), nunca escondeu a vontade de apresentar candidatura de impacto que buscasse votos dos eleitores conservadores e tivesse perfil relevante empresarial como Blairo”, diz um dos trechos.

Até o momento, Blairo Maggi, que é ex-governador de Mato Grosso por dois mandatos, não comenta o assunto. O Estadão ainda informa que o secretário nacional de política agrícola, Neri Geller, é um dos nomes cotados pelo PP para concorrer ao governo de Mato Grosso nas eleições de 2018.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 24 de fevereiro de 2017

11:24 - Ex-governador precisa de transplante de fígado

08:48 - AL já cobra duas vagas para deputados no TCE

Quinta, 23 de fevereiro de 2017

19:00 - Faiad não comparece a ato em seu apoio

16:11 - Nininho faz 20 pontos e coloca CNH em risco

11:42 - Deputado de MT quer criminalizar transexuais

11:20 - Prefeitura de Cuiabá paga servidores nesta quinta

10:48 - Vereador de Acorizal vai presidir UCMMAT

10:30 - Na AL, Elias Santos já acumula desgaste em cargo

Terça, 21 de fevereiro de 2017

17:00 - Polícia Civil manifesta apoio a Selma Arruda

16:39 - MPE investiga ex de Nadaf por suspeita de fraude


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sexta, 24/02/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sexta, 24/02/2017
A62e5578094d90cd223922c882d8cb18 anteriores




Rádios ao vivo
  • cbn
  • cbn
Indicadores Financeiros
Dólar Comercial 3,0656 -0,12%
Ouro - BM&F (à vista) 122,40 +0,66%
+ veja mais
Mercado Agropecuário
Boi Gordo @ 126,00
Soja - saca 60 kg 64,50
+ veja mais
Mais Lidas Enquete

Reforma trabalhista prevê que patrões e empregados poderão negociar a jornada de trabalho, desde que não exceda 220h/mês. Qual sua opinião?



Logo_classifacil