Pesquisas genéticas apontam resultados positivos | Gazeta Digital

Segunda, 24 de dezembro de 2007, 03h00

PECUÁRIA

Pesquisas genéticas apontam resultados positivos

Elaine Perassoli  / Da Redação


Ainda no primeiro semestre de 2008 sai o resultado oficial da 1ª Prova de Ganho de Peso a Pasto de Linhagens Parentais realizada pela Excegen Genética em parceria com a Bellman Nutrição animal. A primeira fase foi concluída recentemente e o diretor-presidente da Excegen e coordenador técnico do projeto, Sérgio Dani, garante que os resultados são positivos. No projeto foram utilizados 128 garrotes nelorados, sob as condições ambientais predominantes no Brasil, que passaram por testes para identificar os animais que têm a melhor constituição genética para ganho de peso.

O diferencial dessa prova de ganho de peso a pasto foi o objeto de estudo que são as linhagens parentais de bovinos. De uma forma muito objetiva e simples, Dani explica que as linhagens parentais podem ser comparadas aos ingredientes de um bolo. Já os animais terminais são o bolo. "Não conseguimos fazer um bolo com outro bolo, mas sim com os ingredientes de boa qualidade. Para que ele cresça, fique bonito e gostoso é preciso ter a receita certa e os produtos adequados", pondera.

Ele explica que a Excegen defende que os campeões das provas de ganho de peso geralmente são produtos terminais que carregam uma receita de sucesso de combinações de genes e outros fatores epigenéticos ainda pouco compreendidos pelos criadores e pesquisadores. Na prática, isso significa que para obter bons resultados, devem-se cruzar os animais das linhagens parentais selecionadas que, apesar de não serem campeões de prova, produzirão animais com qualidade que podem ser campeões.

Por meio de suas pesquisas com marcadores moleculares, a Excegen Genética consegue separar tipos genética e metabolicamente distintos de gado zebuado branco, que constituem suas linhagens parentais. Uma vez acasalados entre si, os animais destas linhagens parentais produzem descendentes terminais que apresentam um rendimento de carcaça superior àqueles observados nos seus genitores. Isto é o equivalente a um cruzamento industrial. Uma diferença fundamental é que esse cruzamento é feito dentro de uma única raça ou tipo de bovinos. Outra diferença é que as linhagens parentais são selecionadas e aprimoradas visando à otimização da sua complementaridade. Algo semelhante já foi feito na indústria de suínos e aves, com resultados positivos.

Segundo ele, usando somente os terminais nem sempre é possível fazer um animal que atenda a necessidade da indústria frigorífica. Dani salienta que após a prova de ganho de peso realizada aos 18 meses, os animais ainda passarão por um período de terminação. No entanto, a seca prolongada pode atrapalhar as ações e retardar o resultado. "Mas até o final do primeiro semestre do ano que vem teremos os resultados".

O coordenador diz ainda que está em fase de aprovação um recurso de R$ 2 milhões, provenientes do Governo Federal para a implantação de núcleos que desenvolverão este projeto. Além disso, os interessados em implantar o experimento na propriedade podem contar com a ajuda de Dani. "No entanto, se os recursos não saírem a despesa corre por conta do criador. Mas estamos otimistas com a aprovação deste recurso".

Mais informações sobre o projeto pelo fone (38) 9913-5557.



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Segunda, 04 de agosto de 2014

10:10 - Negócios e entretenimento num só lugar

10:10 - Negócios e entretenimento num só lugar

Segunda, 17 de fevereiro de 2014

07:00 - Família investe na produção de hortaliças

00:00 - Mastite ambiental traz grandes prejuízos

00:00 - Jacarezinho inicia estação de monta

00:00 - Agroagenda

00:00 - Começa plantio de girassol

00:00 - Receitas da roça

00:00 - Novos híbridos de milho

00:00 - Abrasem lança campanha sobre manejo de pragas


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 24/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 24/06/2017
0ea2206de2d809058fcdc883f395d97f anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Segundo a ONU a população mundial chegará a 8,6 bilhões até 2030, um aumento de 1 bilhão de pessoas em 13 anos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual