Terça, 02 de agosto de 2016, 00h00

Renato de Paiva Pereira

Eleições, greve e fiasco

Renato de Paiva Pereira


Não é bom misturar dois temas no mesmo artigo, recomenda a boa prática jornalística. Mas, para não perder o momento (timing, como querem os apaixonados pela língua inglesa) arrisco logo três.
Começa o período eleitoral mais uma vez com a intensa movimentação dos políticos na formação das alianças e conchavos. As acusações recíprocas são muitas nessa fase, principalmente falando de traições, descumprimentos de acordos e retirada de apoios prometidos em outras eleições. Claro que não se fala mais de ideologias, posto que elas, para o bem ou para o mal, não existem mais. No limite, hoje o destemperado Bolsonaro poderia aliar-se à insossa Marina Silva.
É hora de exercitar a paciência para escutar as repetidas cantilenas, o mesmo palavrório vazio e as recorrentes de expressões batidas. Os chavões, nos próximos meses, frequentarão jornais, rádios, televisões e comícios. Ouviremos exortações e declarações com ares de novidade sobre o ‘voto consciente’, ‘o povo no poder‘ ‘campanha propositiva’,‘musculatura política’ ‘desapego ao poder’, ‘nenhuma vaidade me move’, ‘sagrado direito do voto’, ‘contribuir com a sociedade’, ‘o povo é sábio’ ‘declinar’ ‘desserviço’ ‘inverdade’ e outras construções retóricas de péssimo gosto, muito caras dos políticos.
O segundo assunto é a greve dos professores aqui do Estado. Na terça passada (26/07), reuniram-se, para tentar mais uma vez interromper o movimento o Governo do Estado, o Ministério Público e os professores, no momento em que a paralisação já chegava a quase 60 dias. A imprensa divulgou que o sindicato da categoria (Sintep) iria manifestar-se, na próxima semana (esta), sobre a nova proposta apresentada. Vê-se que eles não têm pressa: uma semana para responder. Se aceitarem, por certo, pedirão mais uns dez dias para voltarem ao trabalho, afinal eles precisam de tempo para preparar as aulas.
Na sexta ( 29/07) houve uma decisão do STF determinando a volta dos professores ao trabalho no dia 1º de agosto. O presidente do Sintep, mesmo antes de ser notificado já garantiu que a justiça ‘não pauta a decisão dos professores’ e que não obedecerão a ordem do Supremo.
Segundo o site Globo.com, que pesquisou os salários dos professores em todos os estados brasileiros em 2015, Mato Grosso remunera muito bem seus profissionais. Só Mato Grosso do Sul e Distrito Federal pagam mais ( MS R$ 3.994; DF R$ 3.858 e MT R$ 3.802. Cálculo baseado em 40 horas semanais.) Em Santa Catarina, conforme mesma fonte o salário é de R$ 1.917,00. Essa pesquisa parece reafirmar o caráter político da greve aqui no estado.
O terceiro tema é o fiasco do ex-senador Eduardo Suplicy. Reeditando o famoso Dom Quixote de La Mancha, que se metia nas mais extravagantes aventuras sempre levando desvantagem, o cândido político paulista resolveu impedir uma reintegração de posse determinada pela justiça em São Paulo, deitando no meio da rua para atrapalhar o trabalho da Polícia Militar.
Como o ‘Cavaleiro da Triste Figura’, expôs-se ao ridículo sendo transportado pelos policiais, sem violência é bom dizer, carregado pelos braços e pelas pernas por quatro homens, como um quadrúpede inofensivo que está atrapalhando a passagem.
‘Deu ruim’ Senador, como dizem agora. Se a ideia era criar um fato que ajudasse na campanha para vereador que está fazendo, o tiro saiu pela culatra.




 Renato de Paiva Pereira - empresário e escritor. E-mail:renato@hotelgranodara.com.br
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 17 de janeiro de 2017

00:00 - O tombo

Terça, 10 de janeiro de 2017

00:00 - Chavões e Modismos

Terça, 03 de janeiro de 2017

00:00 - A Fonte Luminosa e os Vereadores

Terça, 27 de dezembro de 2016

00:00 - O Canto da Sereia

Terça, 20 de dezembro de 2016

00:00 - Doações e doadores

Terça, 13 de dezembro de 2016

00:00 - Ginetes e cavalgaduras

Terça, 06 de dezembro de 2016

00:00 - Encruzilhadas

Terça, 29 de novembro de 2016

00:00 - Maconha no Campus

Terça, 22 de novembro de 2016

00:00 - Aposentado

Terça, 15 de novembro de 2016

00:00 - Direita e Religiões


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/01/2017
 

WhatsApp


Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sexta, 20/01/2017
4fa6f0aa8dc554a3a883d344d91b9b74 anteriores




Rádios ao vivo
  • cbn
  • cbn
Indicadores Financeiros
Dólar Comercial 3,2193 +0,25%
Ouro - BM&F (à vista) 125,00 +0,81%
+ veja mais
Mercado Agropecuário
Boi Gordo @ 131,00
Soja - saca 60 kg 66,50
+ veja mais
Mais Lidas Enquete

Uma lei municipal de 2016 determina que todos os assentos do transporte coletivo de Cuiabá são preferenciais para idosos, gestantes e deficientes. Você concorda com isso?



Logo_classifacil