Aposentado | Gazeta Digital

Terça, 22 de novembro de 2016, 00h00

opinião

Aposentado

Renato de Paiva Pereira


O personagem desta crônica é um executivo aposentado que nos últimos dez anos fez planos de curtir a nova fase da vida sem horários e sem patrão. Como tinha um pé na roça, comprou uma chácara para plantar e criar animais.
Ele sabia que a produção em escala é fundamental para o sucesso de todo negócio. Claro que quem produz mil geladeiras por dia tem muito mais poder de fogo e mais lucro que o concorrente que fabrica cem.
O aposentado rural ( chamemos assim o personagem), como não está em idade de assumir grandes riscos resolve adotar uma escala intermediária e apostar na diversificação.
A mulher está relutante em comprar a ideia, mas ele continua disposto. Prepara galpões, monta a irrigação, contrata pessoal, compra as ferramentas necessárias. Animado, adquire os primeiros animais: 5 porcas; 2 vacas, com cujo leite quer fazer queijo; 30 galinhas para produzir ovos e frangos. Também um cavalo e charrete para diversão dos netos.
Acha que em 60 dias terá alface pra vender e em 4 meses haverá uma fila na chácara para comprar os frangos caipiras que produzirá (isentos de agrotóxicos, conservantes ou produtos químicos).
Em alguns meses a realidade começa a se impor: as duas vacas que produziriam 30 litros de leite, estão feias, com pelo arrepiado e não dão nem 3 litros cada. Passados 45 dias a alface (totalmente orgânica) está amarelada e raquítica e a bomba de irrigação já queimou duas vezes. Substituiu o caseiro preguiçoso por outro pior. Este último não resolve nada e vive ligando a qualquer hora ( a diversão dele é o celular) para informar que acabou a energia, a vaca escapou do pasto ou que precisa faltar 3 dias pra visitar a sogra.
Os custos com veterinário e medicamentos está ficando alto porque os leitões estão com diarreia, os pintinhos morrendo e as galinhas pararam de botar.
Quando os frangos ficam prontos, mais pela idade que pelo tamanho, começa a batalha pra vender: um amigo quer um mais paga 20 reais se for limpo e entregue na casa dele. O outro até compra dois, mas paga só 15. A mulher está brava porque não aguenta mais preparar os frangos que ele traz todo dia.
A essa altura ele já percebeu que vai acontecer o mesmo com os porcos. Também a alface vai ficar pronta para consumo ao mesmo tempo, e não sabe pra quem vender. Mas ele não pode abandonar este sonho. Quem sabe investir em frutas, legumes, criar peixes, codornas, abelhas?
Retomo aqui, meu caro leitor que quer curtir a aposentadoria em uma bucólica chácara, a ideia de escala que comentei no começo. A única forma de uma chácara de aposentado dar pouco prejuízo é exagerar na escala.... pra baixo.
Acredite no conselho de quem já ‘fiz’ isso: plante somente umas 20 sementes de alface por vez e regue manualmente. Compre no máximo 5 galinhas rústicas e esqueça de vacas e porcos. Plante algumas árvores frutíferas, de preferência as próprias da região. Ah! Nem pense em cavalo e charrete para distração dos netos. A internet ganha fácil esta disputa pela atenção deles.
Agora, se você insistir em produzir, é bom arrumar outro emprego para sustentar a chácara. Aí, mais tarde, com duas aposentadorias, quem sabe possa tentar de novo.

Renato de Paiva Pereira - empresário e escritor. E-mail:renato@hotelgranodara.com.br



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 16 de maio de 2017

00:00 - Vida partilhada

Terça, 09 de maio de 2017

00:00 - Lula versus Bolsonaro - o ruim e o pior

Terça, 18 de abril de 2017

07:30 - Caixa dois

Terça, 11 de abril de 2017

07:33 - O garanhão da Globo

Terça, 04 de abril de 2017

00:00 - Vícios e virtudes

Terça, 28 de março de 2017

00:00 - Pecados da carne

Terça, 21 de março de 2017

07:33 - Machismo das Fêmeas

Terça, 14 de março de 2017

07:46 - 'Fora Temer' - O grito dos imprudentes

Terça, 07 de março de 2017

07:48 - Viva a Indústria da Multa

Terça, 21 de fevereiro de 2017

07:42 - Greve proibida


// leia também

Terça, 31 de janeiro de 2017

00:00 - Samba-enredo e Agronegócio

Terça, 24 de janeiro de 2017

00:00 - Como nascem os heróis

Terça, 17 de janeiro de 2017

00:00 - O tombo

Terça, 10 de janeiro de 2017

00:00 - Chavões e Modismos

Terça, 03 de janeiro de 2017

00:00 - A Fonte Luminosa e os Vereadores

Terça, 27 de dezembro de 2016

00:00 - O Canto da Sereia

Terça, 20 de dezembro de 2016

00:00 - Doações e doadores

Terça, 13 de dezembro de 2016

00:00 - Ginetes e cavalgaduras

Terça, 06 de dezembro de 2016

00:00 - Encruzilhadas

Terça, 29 de novembro de 2016

00:00 - Maconha no Campus


 veja mais
Cuiabá, Terça, 30/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Terça, 30/05/2017
Fe9ca0ce9e105fd40f8300de3ceeb433 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Na sua opinião, as novas gerações estão menos preocupadas com a ameaça da Aids?



Logo_classifacil









Loja Virtual