Sérgio Ricardo acusa conselheiro substituto de manobra para 'tomar' vaga | Gazeta Digital

Quarta, 26 de julho de 2017, 12h20

Política de MT

Sérgio Ricardo acusa conselheiro substituto de manobra para 'tomar' vaga

Flávia Borges, repórter do GD


Assessoria AL

Sérgio Ricardo de Almeida

A defesa do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado, Sérgio Ricardo de Almeida, ingressou com um procedimento ético contra o conselheiro substituto João Camargo Júnior, que se dirigiu ao Ministério Público Estadual (MP-MT) para relatar que o conselheiro afastado tem agido de forma a descumprir a liminar que afastou Sérgio Ricardo do cargo de conselheiro.

Camargo Júnior denunciou que Almeida mesmo afastado tenta intervir no TCE, ora o constrangendo, "ora tentando intervir nos atos dos funcionários do seu ex-gabinete”. O relato motivou nova decisão da juíza Célia Regina Vidotti proibindo Sérgio Ricardo de frequentar as dependências do TCE.

Conforme o advogado Márcio Leandro Almeida, a atitude de João Camargo foi desleal, anti-ética, mentirosa, além de uma manobra desonesta para se perpetrar no cargo. "Ocorre senhor presidente, que o conselheiro Sérgio Ricardo foi surpreendido por uma manobra desleal e ilegal perpetrada pelo conselheiro substituto João Batista Camargo Júnior, que, na calada da noite, sorrateiramente resolveu, motivado por objetos espúrios, procurar o Ministério Público", diz trecho da representação encaminhada ao presidente do TCE.

A defesa também ingressou com uma ação junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso questionando a decisão da juíza Célia Regina Vidotti, que proibiu a entrada de Sérgio Ricardo no prédio do TCE, argumentando que ele não foi ouvido durante a ação.

O advogado de Sérgio Ricardo afirma que ele jamais tentou influenciar funcionários do TCE-MT dizendo que o próprio João Camargo Júnior tentou se reunir com ele várias vezes.

Acerca da decisão da magistrada de proibir a ida de Sérgio Ricardo ao TCE, é válida enquanto durar a decisão que o afastou do cargo – determinada pelo juiz Luís Aparecido Bortolussi Junior em janeiro de 2017 em razão das suspeitas da compra de sua vaga no TCE. De acordo com Vidotti, o depoimento do conselheiro substituto João Batista de Camargo, durante audiência de justificação, foi decisivo para a restrição.

“Tendo em vista as afirmações apresentadas nesta audiência de justificação pelo Sr. João Batista de Camargo Júnior, conselheiro substituto do TCE/MT, verifico a gravidade dos fatos relatados pelo Ministério Público na petição. Desta forma, constato que o conselheiro afastado, Sérgio Ricardo de Almeida, tem agido de forma a descumprir a liminar, uma vez que mesmo afastado, tenta intervir no TCE, ora constrangendo o Conselheiro Substituto, ora tentando intervir nos atos dos funcionários do seu ex-gabinete”, diz trecho da decisão de Vidotti.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 15 de maio de 2018

09:02 - Maggi recorre para que PGR arquive processo por compra de vaga

Segunda, 14 de maio de 2018

19:10 - Vice-presidente do TJ nega retorno de Sérgio Ricardo

Sexta, 04 de maio de 2018

19:13 - Blairo Maggi reforça defesa e permanece no Mapa

Quarta, 02 de maio de 2018

17:11 - Blairo Maggi aponta 'violência' em nova denúncia do MPF

13:38 - PGR denuncia Blairo Maggi e Sérgio Ricardo por compra de vaga no TCE

Quarta, 07 de fevereiro de 2018

14:23 - Recurso de Blairo Maggi contra bloqueio de R$ 4 milhões sobe para o STJ

Terça, 14 de novembro de 2017

20:48 - TJ nega pedido de Blairo Maggi para afastar juiz

Quarta, 02 de agosto de 2017

11:37 - Por compra de vaga, Riva segue com as contas bloqueadas em R$ 4 mi

Terça, 01 de agosto de 2017

15:12 - Ministra do STF manda Procuradoria e TCE se manifestarem em 3 dias

Quinta, 27 de julho de 2017

18:36 - TCE tenta anular no STF o afastamento de conselheiro


// leia também

Sábado, 19 de maio de 2018

10:58 - Justiça retira estabilidade de mais um servidor da Assembleia

Sexta, 18 de maio de 2018

19:08 - TJ livra gestora de pagar R$ 1 milhão por aluguel do Hospital Jardim Cuiabá

17:15 - Policiais militares são afastados por causa de sexo e bebida com menores

16:31 - Supremo nega recurso do conselheiro Novelli e mantém afastamento do TCE

15:30 - Chefe do MP é contra votação na Assembleia para tirar Savi da cadeia

10:34 - TJ pede restituição de valor pago indevidamente à juíza Selma Arruda

10:21 - Ninguém é denunciado sem que haja elementos mínimos, rebate Curvo

09:51 - Desembargador Sebastião Barbosa fica responsável por ação da Bereré

08:26 - Justiça nega fim de tornozeleira para político que queria passear por Florais

08:02 - Eder denuncia ameaça de morte e crimes no Ministério Público


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 20/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 20/05/2018
Af7895dd5d44ae30a0df41bad44cfd58 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que esperar das eleições presidenciais na Venezuela neste domingo?




Logo_classifacil









Loja Virtual