Após delação, família Silval vende bens para cumprir acordo com MPF | Gazeta Digital

Sexta, 25 de agosto de 2017, 17h15

delação dos barbosa

Após delação, família Silval vende bens para cumprir acordo com MPF

Celly Silva, repórter do GD


Após praticamente todos os membros terem firmado acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, a família Barbosa “está se movimentando” para conseguir recursos suficientes para saldar a devolução de valores ao erário que ficou pactuado com o MPF e também para reforçar a própria segurança.

Chico Ferreira/Jana Pessôa/Arthur Passos

Silval, esposa, filho e irmão viraram delatores

Em um ofício endereçado ao assessor criminal da Procuradoria Geral da República (PGR), procurador Danilo Dias, o advogado Délio Lins e Silva Júnior comunicou a venda de três bens da família do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), o que segundo ele, foi acordado com a procuradora da República em Mato Grosso, Vanessa Zago.

“(...) a família está se movimentando para conseguir recursos com o fim de saldar o restante devido no acordo pactuado com esse Ministério Público Federal”, diz o advogado no documento.

Os bens vendidos foram um veículo Range Rover Evoque Prestigie 5D 2014/2014, um apartamento de alto padrão e a outorga de uma rádio FM.

Consta no documento que a mesma medida será adotada em relação a outros bens pertencentes ao patrimônio da família Barbosa. O ofício foi assinado no dia 8 de junho deste ano. 

Reprodução

Apartamento no edifício Via Ipiranga foi vendido

O apartamento no edifício Via Ipiranga, localizado na Rua Coronel Barros, esquina com a Avenida Ipiranga, no bairro Goiabeiras, em Cuiabá, foi vendido por Rodrigo Barbosa pelo preço de R$ 308 mil, com entrada de R$ 135 mil na forma de um veículo Toyota Corolla ano 2017. O residual de R$ 173 mil ficou acordado com o comprador em 10 parcelas de R$ 17,3 mil cada, a serem pagas entre julho de 2017 a abril de 2018.

Em relação à venda da outorga da rádio FM Guarantã do Norte, concessão em nome da Rádio Difusora colíder Ltda., o documento informa que estava em fase de transferência para a empresa Rádio Educadora Nova Geração Ltda.

Carro blindado

No caso específico da Range Rover, o advogado Délio Lins informou que o carro de luxo foi vendido com o objetivo de providenciar outro veículo blindado “por óbvias questões de segurança”.

Reprodução

O automóvel, que pertencia à empresa Tupi Comunicações Ltda., foi vendido para o Auto Posto Matupá Ltda ME pelo valor de R$ 145 mil, mediante entrada de R$ 94,5 mil e mais cinco parcelas de R$ 10,1 mil.

A Tupi Comunicações está registrada em nome da filha de Silval, Carla da Cunha Barbosa, e é administrada por Rodrigo da Cunha Barbosa, filho mais velho do ex-governador. A empresa está localizada no edifício Paiaguás, na Avenida Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), em Cuiabá. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 18 de maio de 2018

16:31 - Supremo nega recurso do conselheiro Novelli e mantém afastamento do TCE

Quarta, 16 de maio de 2018

18:53 - TRF nega pedido de nova prisão contra Gilmar Fabris e valida resolução da AL

Segunda, 14 de maio de 2018

09:05 - Justiça bloqueia R$ 6 milhões de Emanuel Pinheiro, Silval e mais 4 réus

Segunda, 07 de maio de 2018

07:30 - Conselheiro alega duplicidade em investigações e contesta decisão de Fux

Sexta, 04 de maio de 2018

23:50 - Juíza nega afastar Emanuel Pinheiro, mas bloqueia contas e bens

Quarta, 02 de maio de 2018

16:39 - Juíza Célia Vidotti vai decidir sobre afastamento de Emanuel Pinheiro

Terça, 01 de maio de 2018

08:48 - MP só quer 'mídia', diz advogado do prefeito Emanuel Pinheiro

Segunda, 30 de abril de 2018

10:30 - Conselheiro cita contradições em depoimento de Silval e quer voltar ao cargo

08:59 - Tribunal retoma julgamento que pode mandar Fabris de volta à prisão

Sexta, 27 de abril de 2018

18:03 - MPE requer afastamento e bloqueio de bens de Emanuel Pinheiro


// leia também

Quinta, 24 de maio de 2018

17:49 - Pedido de vista adia julgamento que tenta reverter cassação de Lucimar Campos

16:12 - 'Rei do Algodão' consegue suspender leilão de fazenda de R$ 349 milhões

15:58 - Maioria vota por manter prisão de Savi, mas julgamento é adiado

15:40 - Começam as audiências em ação contra 13 réus por rombo R$ 7 milhões

12:43 - Ex-assessores da juíza Selma Arruda citam 'nervosismo' em audiêcia

11:54 - TJ mantém preso contador envolvido em sonegação de R$ 143 milhões

10:21 - Ex-presidente da Associação dos Servidores da ALMT perde estabilidade

09:14 - Juiz mantém prisão de mandante e autor do assassinato de personal

07:30 - Juiz rejeita prescrição e torna empresário e servidor réus por fraudes na SES

Quarta, 23 de maio de 2018

20:01 - Presidente do TJ concede escolta policial à juíza Selma Arruda por mais 24 horas


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 24/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Quinta, 24/05/2018
277143c492047e9092189af323a8546f anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Dia da Liberdade de Impostos mobilizou comerciantes de todo o país nesta quinta-feira (24)




Logo_classifacil









Loja Virtual