Desembargador determina transferências de Lesco, Rogers e Soler | Gazeta Digital

Quarta, 11 de outubro de 2017, 17h20

grampos ilegais

Desembargador determina transferências de Lesco, Rogers e Soler

Celly Silva, repórter do GD


O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Orlando de Almeida Perri, determinou a transferência de 3 dos 8 presos por envolvimento no esquema de interceptações telefônicas ilegais, conhecidos como “grampolândia pantaneira”, atendendo a pedido da delegada Ana Cristina Feldner, que conduz as investigações no âmbito da Polícia Civil.

João Vieira

Evandro Lesco

O coronel da Polícia Militar e ex-secretário da Casa Militar Evandro Lesco, que estava no 3º Batalhão da PM, deve ir para o batalhão da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam). Na decisão, Perri ressaltou que ele deve ficar em recolhido em alojamento com grade fechada e sair apenas nos horários das refeições, banho de sol e visitas. A determinação ocorre após a denúncia de que Evandro Lesco saiu do presídio em um Corolla e acompanhado de 2 policiais para ir a uma farmácia comprar produtos de higiene pessoal.

No caso do ex-secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, Orlando Perri determinou expedição de ofício para o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Fausto Freitas, para que providencie a imediata transferência do Centro de Custódia da Capital (CCC) para a sede da Polinter, uma vez que o magistrado já se informou com o delegado-chefe daquela unidade que lá existem dependências capazes de receber o custodiado.

Conforme a decisão, a medida se faz necessária para separar Rogers Jarbas de outros presos do caso, como o ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, que também está preso no CCC. “A medida se patenteia indispensável para evitar que sejam mantidos juntos 2 investigados detidos na mesma operação policial, facilitando, com isso, o contato entre eles, e, de consequência, a probabilidade de ajustarem suas versões ou de criarem álibis no intuito de prejudicar as investigações policiais”, disse Perri.

Por fim, o segundo sargento PM João Ricardo Soler, acusado de instalar uma microcâmera espiã na farda do tenente-coronel José Henrique Costa Soares, escrivão do inquérito policial militar (IPM) sobre os grampos ilegais, para gravar Orlando Perri a mando da organização criminosa, será transferido do batalhão da Rotam para o 4º Batalhão da PM, em Várzea Grande. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 12 de dezembro de 2017

09:44 - Ministro nega autorização para major viajar a Portugal

Segunda, 11 de dezembro de 2017

12:30 - STF deixa Siqueira 'ficar' com a esposa delegada

10:55 - Taques confirma pagamento de salários nesta segunda-feira

Quinta, 07 de dezembro de 2017

11:10 - LOA entra em pauta, mas votação é adiada por pedido de vista

Quarta, 06 de dezembro de 2017

12:41 - Relator da LOA aponta recurso irrisório para Defensoria e cobra mais investimento

11:47 - STJ deixa major ficar junto com a esposa servidora pública

Terça, 05 de dezembro de 2017

16:35 - Corregedoria do MP arquiva denúncia contra promotor Mauro Zaque

16:28 - Governo recebe dívida da Conab e efetua repasses de R$ 164,5 milhões

14:17 - STJ impede viagem de coronel e esposa ao Chile para passar férias

12:05 - Ministro autoriza Rogers a apresentar trabalho na Acadepol


// leia também

Terça, 12 de dezembro de 2017

17:52 - Desembargadora nega a prática de supersalários no TJ

17:05 - TJ de Mato Grosso já informou valores dos salários dos magistrados - veja lista

16:44 - Ministro nega autorização para Chico Lima morar no Rio de Janeiro

15:03 - Após descumprir acordo, JBS terá que devolver área ao Município

14:51 - Justiça bloqueia bens de ex-prefeito que não pagou conta de energia

14:50 - Justiça decreta indisponibilidade de bens de ex-prefeito e mais 4 pessoas

11:46 - Juíza declina de competência e PM será julgado na Vara Militar

Segunda, 11 de dezembro de 2017

18:44 - Defaz identifica 20 empresas fantasmas usadas para sonegar ICMS

17:54 - JBS firma acordo com MPT e pagará R$ 650 mil por demissão em massa

17:18 - Ex-gestores da Câmara são condenados a devolver valores pago a mais a servidores


 veja mais
Cuiabá, Terça, 12/12/2017
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 12/12/2017
E461fac5f9b69f1ca40095f0fae02a14 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

MPE deu prazo para a Prefeitura de Cuiabá arborizar e dar acessibilidade a praças e avenidas




Logo_classifacil









Loja Virtual