Janot pede arquivamento de apuração de caixa 2 na eleição de Taques | Gazeta Digital

Segunda, 13 de novembro de 2017, 14h41

após delação de nadaf

Janot pede arquivamento de apuração de caixa 2 na eleição de Taques

Celly Silva, repórter do GD


O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu arquivamento do termo de colaboração nº 45, prestado pelo ex-chefe da Casa Civil Pedro Nadaf, que trata sobre suposto pedido de “caixa dois” do governador Pedro Taques (PSDB) para o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) ainda no período pré-campanha eleitoral, em 2014.

Otmar de Oliveira

Pedro Taques (PSDB)

O pedido foi feito em maio deste ano no bojo da Petição nº 6578, que tramita em sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF). Por conta disso, não é possível saber se o ministro Luiz Fux atendeu ou não o requerimento da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Conforme depoimento prestado por Pedro Nadaf no início do ano ao Ministério Público Federal (MPF), durante a campanha majoritária de 2014, em meados de agosto daquele ano, ele foi procurado pelo empresário Alan Malouf, dono do Buffet Leila Malouf, com quem tinha amizade antiga.

À época, Alan era coordenador financeiro da campanha do então candidato ao governo, Pedro Taques, e pediu um encontro entre Taques e o então governador Silval Barbosa. Pedro Nadaf levou o recado a Silval, que concordou. O encontro teria ocorrido na casa de Alan Malouf, em um condomínio de luxo no bairro Santa Rosa, em Cuiabá.

Leia também - Silval diz ter feito acordo com Pedro Taques na campanha de 2014

O então chefe da Casa Civil acompanhou Silval Barbosa até o local e, quando chegaram, já estavam presentes Alan Malouf e Pedro Taques. Silval e Taques teriam se reunido em uma área externa, nos fundos da residência, enquanto Pedro Nadaf e Alan Malouf ficaram na sala e percorrendo cômodos da casa.

Chico Ferreira

Informações constam na delação premiada de Pedro Nadaf

Ao final da reunião, Nadaf voltou com Silval. No caminho, o então governador teria dito que assumiu o compromisso de ajudar financeiramente a campanha de Pedro Taques ao governo.

Em sua delação, Pedro Nadaf afirma que, no 1º momento, Silval não relatou a quantia solicitada por Taques, mas que alguns dias depois, contou que se tratava de R$ 10 milhões para a campanha, pedido com o qual Silval não se comprometeu, apesar de querer ajudar.

Leia também - Alan Malouf depõe sobre caixa dois a Taques

Após a vitória de Pedro Taques na eleição, Silval teria pedido a Pedro Nadaf que procurasse Alan Malouf e informasse que ele ajudaria com R$ 5 milhões.

O empresário levou o recado a Taques e respondeu afirmando que este não tinha mais interesse na ajuda financeira de seu antecessor. Diante dessas declarações dadas por Nadaf, o procurador Rodrigo Janot entendeu que o suposto crime de caixa 2 não teria passado da “fase de cogitação” e, por isso, pediu o seu arquivamento.

“Arquivamento do Termo de Declaração nº 45 (Anexo XLV) e documentação correlata (fls. 1534/1538), uma vez que os fatos narrados são manifestamente atípicos, pois o eventual delito de falsidade ideológica eleitoral (“caixa dois”) (CE, art. 350), não ultrapassou a fase de cogitação.”, diz trecho do documento assinado por Janot em 2 de maio.

Veja parte do documento: 

 

Reprodução

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 18 de novembro de 2017

08:00 - Delação de Pedro Nadaf cita aliados de Silval, de Taques e deputados

Sexta, 17 de novembro de 2017

10:34 - Maior parte da delação sigilosa de Nadaf está na 7ª Vara Criminal

Quinta, 16 de novembro de 2017

14:04 - Desapropriação no Manso alimentou propina a conselheiros, diz Nadaf

Terça, 14 de novembro de 2017

16:14 - Pedro Nadaf prestou 48 depoimentos ao MPF


// leia também

Domingo, 19 de novembro de 2017

13:13 - Assaí terá que pagar R$ 10 mil em multa por cada funcionário assediado

08:55 - Juíza concede mais 10 dias de prazo aos réus por fraudes na Seduc

Sexta, 17 de novembro de 2017

16:27 - Ministro nega liberdade a acusado de fraudar processo da morte de juiz

14:33 - Justiça condena 4 ex-servidores da Sefaz envolvidos na 'máfia do fisco'

12:05 - TJ manda Estado incorporar perdas da URV aos salários de investigadores

Quinta, 16 de novembro de 2017

18:26 - Cerca de 2 mil advogados de MT podem ser suspensos por inadimplência junto à OAB

16:33 - TJ não obriga Pedro Taques aposentar Antonio Joaquim do TCE

15:50 - TJ nega recurso do MPE e não afasta prefeita e deputado em MT

15:35 - Arnaldo Alves e Chico Lima tiveram sigilos telefônicos quebrados

11:30 - Fux desmembra caso e conselheiros do TCE são investigados no STJ


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 20/11/2017
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 20/11/2017
C4f32a23995d24db0f5269f57ef9b491 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que você vai fazer com o 13º salário?




Logo_classifacil









Loja Virtual