Juiz parcela perícia de R$ 69 mil no transporte coletivo | Gazeta Digital

Segunda, 04 de dezembro de 2017, 14h13

cuiabá

Juiz parcela perícia de R$ 69 mil no transporte coletivo

Celly Silva, repórter do GD


O juiz Luís Aparecido Bortolussi Júnior, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular, deferiu um pedido das empresas de transporte público de Cuiabá e parcelou em 3 parcelas o valor de R$ 69 mil relativos a honorários periciais realizados em um processo que questiona a qualidade dos serviços prestados na Capital. O prazo de pagamento das parcelas de R$ 23 mil é até o dia 10 de cada mês. 

TJ/MT

Juiz Luís Aparecido Bortolussi

A decisão é do dia 9 de novembro, mas foi publicada no Diário de Justiça desta segunda-feira (4).

O valor cobrado é referente a uma perícia que visa conferir se os veículos das empresas Pantanal Transportes Urbanos Ltda., Norte Sul Transportes e Auto Viação Nova Integração cumprem os itinerários com pontualidade, se há superlotação, se há equipamentos que garantam acessibilidade às pessoas com deficiência e se os mesmos funcionam e também verificar qual o tipo de tratamento está sendo dispensado aos cidadãos. A realização da perícia foi determinada pelo juiz há mais de um ano.

A ação começou a tramitar em 2011, movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), que visa a condenação das três empresas para que forneçam de forma eficaz e com qualidade o serviço de transporte coletivo à população cuiabana e também fazer com que a Prefeitura de Cuiabá fiscalize de forma efetiva e diária o serviço oferecido pelas concessionárias.

Consta nos autos que a denúncia oferecida pelo MPE baseou-se em reclamações de usuários datadas desde 2009, o que fez o juiz registrar, na época, que a “ineficiência no serviço de transporte coletivo municipal desta Capital vem se perpetuando ao longo dos anos, sem que nenhuma providência eficaz seja tomada”.

Dentre as reclamações, havia questões relacionadas à ineficácia dos elevadores dos ônibus para o transporte de cadeirantes e o despreparo de motoristas e cobradores (antes dessa profissão ser extinta) no atendimento desses usuários; deficiência no funcionamento e na aquisição do cartão de transporte, tratamento constrangedor e humilhante dispensado por parte dos motoristas e cobradores aos alunos que utilizam o cartão estudantil gratuito; a falta de respeito e urbanidade dispensada por parte dos motoristas à população idosa, o sucateamento da frota e a desobediência aos horários estabelecidos pelos itinerários das linhas.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 11 de janeiro de 2018

18:13 - Taxistas terão ponto definitivo na rua 13 de Junho

08:00 - Estação Alencastro oferece serviços de recarga e consulta de saldo de cartão

Terça, 09 de janeiro de 2018

11:13 - Estação Alencastro gera crítica, dúvidas e apresenta problemas

Quinta, 04 de janeiro de 2018

16:56 - Prefeitura inaugura a primeira estação de ônibus climatizada de Cuiabá

09:41 - Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,85 em Várzea Grande

Quarta, 03 de janeiro de 2018

14:12 - Novo valor da tarifa de ônibus é publicada e passa a valer nesta quinta

Terça, 02 de janeiro de 2018

10:16 - Mantida multa para ônibus com elevador defeituoso

Sexta, 29 de dezembro de 2017

10:39 - Procon estadual é contra reajuste de tarifa do transporte urbano

Quarta, 27 de dezembro de 2017

11:28 - Tarifa de ônibus pode subir para R$ 3,85 em 2018

Quarta, 06 de dezembro de 2017

11:34 - Sem abrigos de ônibus, usuários de Cuiabá 'padecem'


// leia também

Sábado, 20 de janeiro de 2018

08:05 - Transsexual consegue mudar o nome masculino para feminino e o gênero

08:00 - Operário aparece bêbado no serviço, xinga todo mundo e leva justa causa

07:50 - Auxílio-alimentação só é considerado salário se não houver contrapartida do trabalhador

Sexta, 19 de janeiro de 2018

13:53 - Juiz de Colniza se declara suspeito para julgar réus por morte de prefeito

11:53 - MPE ingressa com ação para Paranaíta ofertar vagas em creches

10:08 - TJ aumenta indenização que clínica odontológica terá que pagar a paciente

07:00 - MPE entra com ação para impedir suspensão de serviços em hospital

Quinta, 18 de janeiro de 2018

18:15 - Por suspeita de fraude, MPE exige anulação de concurso em Alto Garças

17:23 - Inclusão de pessoas com deficiência é tema de palestra no TJMT

16:42 - Juiz libera 36 imóveis, veículos e avião de 2 delatores da Ararath


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 21/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 21/01/2018
82cfd4bb38272f34788fa39cd9df2cd4 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Algum novato, de fora da política, pode surpreender nas eleições para presidente da República?




Logo_classifacil









Loja Virtual