Ministro autoriza Rogers a apresentar trabalho na Acadepol | Gazeta Digital

Terça, 05 de dezembro de 2017, 12h05

grampos ilegais

Ministro autoriza Rogers a apresentar trabalho na Acadepol

Celly Silva, repórter do GD


O ministro Mauro Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), autorizou o ex-secretário de Estado de Segurança Pública, o delegado Rogers Elizandro Jarbas, a comparecer à sede da Academia de Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (Acadepol) na próxima quinta-feira (7), para apresentar seu trabalho de conclusão de curso de pós-graduação em Gestão em Segurança Pública.

A decisão foi proferida no último dia 1º e publicada nesta terça-feira (5). O deferimento do pedido formulado pela defesa de Rogers conta com parecer favorável do Ministério Público Federal (MPF).
A data para apresentação do trabalho acadêmico foi designada e comprovada nos autos pela banca de avaliação da Acadepol.

A petição do ex-secretário consta no inquérito que apura o esquema de interceptações telefônicas ilegais supostamente praticadas pelo alto escalão do governo e da Polícia de Mato Grosso. O caso tramitava no Tribunal de Justiça, mas, após pedido do governador Pedro Taques (PSDB), que é acusado de prevaricação pelo promotor de justiça Mauro Zaque, denunciante do escândalo, foi remetido ao STJ.

O pedido do ex-secretário se justifica pelo fato de estar submetido à diversas medidas cautelares, como a proibição de frequentar qualquer estabelecimento do governo ou da Polícia Civil.

Rogers Jarbas foi alvo por duas vezes de operações ligadas à chamada “grampolândia pantaneira”. No dia 20 de setembro, ele foi afastado do cargo de secretário de Segurança Pública do Estado pelo desembargador Orlando Perri, por conta da acusação de obstrução de justiça. Na ocasião, ele foi submetido ao uso de tornozeleira eletrônica. Em seguida, o delegado também foi exonerado da Sesp.

Uma semana depois, Rogers foi preso preventivamente na operação Esdras, juntamente com outros membros do alto escalão do governo, novamente pela acusação de obstrução de justiça, ou seja, tentativa de atrapalhar as investigações sobre os grampos ilegais. 

A prisão preventiva acabou sendo revogada após a remessa dos autos ao STJ, que substituiu aprisão por medidas cautelares, como a proibição de manter contato com demais investigados, frequentar órgãos do governo e recolhimento noturno.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 17 de janeiro de 2018

17:26 - Governador Taques busca liberação de R$ 100 milhões para a saúde

16:24 - Chineses anunciam investimentos de US$ 22 milhões em Mato Grosso

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:44 - Silval detona Taques e diz que fechou gestão com pagamentos em dia

Sábado, 13 de janeiro de 2018

09:15 - Novo sistema de transporte intermunicipal deverá incrementar turismo

Sexta, 12 de janeiro de 2018

13:20 - Taques rebate sindicalistas e afirma que honrou com reajuste dos servidores

07:30 - Taques veta projeto que obrigava prestação de contas sobre renúncias fiscais

Quinta, 11 de janeiro de 2018

11:01 - Estado publica edital de concessão de 533 km e terá leilão na bolsa

10:46 - Governo de MT quita salários de todos os servidores nesta quinta-feira

08:30 - Fávaro veta projeto que altera regras fundiárias

Quarta, 10 de janeiro de 2018

18:36 - Sintep não faz acordo com Taques por atraso salarial


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

10:08 - TJ aumenta indenização que clínica odontológica terá que pagar a paciente

07:00 - MPE entra com ação para impedir suspensão de serviços em hospital

Quinta, 18 de janeiro de 2018

18:15 - Por suspeita de fraude, MPE exige anulação de concurso em Alto Garças

17:23 - Inclusão de pessoas com deficiência é tema de palestra no TJMT

16:42 - Juiz libera 36 imóveis, veículos e avião de 2 delatores da Ararath

09:24 - Desembargador derruba todas as prisões de Arcanjo

Terça, 16 de janeiro de 2018

10:32 - Justiça anula primeira matrícula de imóvel em ação bilionária em Sorriso

Segunda, 15 de janeiro de 2018

14:30 - Silval Barbosa diz que se arrepende e está se retratando

12:43 - Falta de CNH não presume culpa de condutor em acidente, decide TJ

12:30 - Presidentes do TRF4 e do STF discutem ameaças a desembargadores


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O governador Pedro Taques não vai liberar dinheiro para o Carnaval nos municípios. O que você acha disso?




Logo_classifacil









Loja Virtual