Operário aparece bêbado no serviço, xinga todo mundo e leva justa causa | Gazeta Digital

Sábado, 20 de janeiro de 2018, 08h00

Operário aparece bêbado no serviço, xinga todo mundo e leva justa causa

Sinara Alvares, repórter do TRT-MT


Após ser flagrado embriagado dentro da empresa, trabalhador de uma empresa responsável pela construção de usinas hidrelétricas em Mato Grosso foi demitido por justa causa. Apesar dos argumentos apresentados na Justiça do Trabalho para reverter a decisão da empresa, a 2ª Turma de Julgamento negou, por unanimidade, o pedido do trabalhador.

Ele foi demitido sob a acusação de entrar na empresa bêbado, fora do horário de expediente e, visivelmente alterado, pegar o rádio de comunicador e proferir xingamentos e diversas palavras de baixo calão, além de ter agredido fisicamente os empregados da segurança que foram recolher o rádio.

Reprodução

As testemunhas levadas a juízo tanto pelo trabalhador quanto pela empresa pouco esclareceram sobre o fato, porém, o cenário mudou com a apresentação de um DVD contendo o vídeo da discussão do trabalhador e seguranças. Nas imagens foi possível ver que o trabalhador estava visivelmente embriagado e alterado, o que provocou o descontrole e os excessos na discussão entre os empregados.

Segundo o relator do processo no Tribunal, o juiz convocado Aguimar Peixoto, o consumo de bebida alcóolica nas dependências da empresa, ainda que no período de folga, não é recomendado, justamente porque a ingestão do produto altera o humor e a coragem, e coloca em risco o ambiente de trabalho. No caso da empresa de construção, um local em que estão alojados mais de mil empregados.

O magistrado explicou que a questão discutida no processo não foi da doença alcoolismo, que possui uma abordagem diferenciada diante da necessidade de tratamento médico, mas simplesmente de um episódio de embriaguez que culminou na dispensa do autor.

Apesar de não ter ficado comprovado o uso indevido do rádio ou que o trabalhador tenha falado palavras de baixo calão, ficaram provados a embriaguez e o mau procedimento no local de trabalho. Já que as imagens mostram que ele se envolveu em confusão e que chegou a agredir fisicamente outros trabalhadores da empresa.

Mesmo que o expediente do trabalhador já tivesse terminado, ainda assim ele incorreu na hipótese de embriaguez em serviço. “A intenção do legislador ao enumerar como motivo de justa causa a ‘embriaguez habitual ou em serviço’, não foi restringir a impossibilidade de embriaguez somente aos exatos momentos em que efetivamente ocorre a prestação de trabalho, mas sim preservar o ambiente laboral como um todo, a fim de que sejam mantidas a lucidez e harmonia de todos os envolvidos nessa relação e contexto”, disse o relator.

O magistrado esclareceu que tampouco cabe argumentar que a embriaguez não era habitual. “Registro que também seria possível enquadrar a hipótese no art. 482 da CLT: ato lesivo da honra ou da boa fama praticado no serviço contra qualquer pessoa, ou ofensas físicas, nas mesmas condições, salvo em caso de legítima defesa, própria ou de outrem, porém não o fiz em observância ao princípio da reformatio in pejus”, disse o magistrado ao explicar o princípio que estabelece a proibição de julgamento que piore ainda mais a situação daquele que recorreu.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

13:48 - TAM é condenada a indenizar funcionário obrigado a transportar valores sem segurança

13:41 - TRT anula multa aplicada a empresa que não preenchia cota de deficientes

Segunda, 12 de fevereiro de 2018

09:55 - Empresa de segurança é condenada a pagar R$ 100 mil por atrasar salários

09:47 - Carnaval não conta como feriado e falta pode ser descontada do salário

Quinta, 08 de fevereiro de 2018

10:30 - Acordo milionário garante salários atrasados a cerca de 200 trabalhadores

Segunda, 05 de fevereiro de 2018

17:46 - TRT libera R$ 5 milhões a ex-empregados de frigorífico em recuperação judicial

Quinta, 01 de fevereiro de 2018

16:18 - Correios terão de pagar R$ 20 mil a carteiro assaltado 3 vezes

Segunda, 29 de janeiro de 2018

10:19 - TRT mantém justa causa a secretária que adulterou documentos da empresa

Quinta, 25 de janeiro de 2018

10:47 - Após morte em canteiro de obras, empresa é condenada por dano moral coletivo

10:36 - TRT condena fazendeiro de Juara a pagar R$ 300 mil por danos morais coletivos


// leia também

Domingo, 25 de fevereiro de 2018

08:30 - Ex-secretário da Copa e empresário recorrem ao STF para acessar delação

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

15:20 - TJ autoriza entrada de crianças e adolescentes com jogadores no Fla-Flu

09:45 - Governo de MT paga dívida e STF descarta intervenção no Estado

07:29 - Ministro manda PF periciar documentos apreendidos na empreiteira da família Avalone

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

13:32 - Assembleia que afastou presidente da Fecomércio é anulada pela Justiça

10:30 - Gaeco e Defaz começam interrogar 240 testemunhas sobre desvios no Detran

07:59 - João Emanuel vai ao Supremo para afastar juíza Selma

07:35 - STF autoriza investigação contra Bezerra por suspeita de fraude em licitação

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

17:04 - Raquel Dodge pede a junção das delações de Silval e familiares

10:40 - Juiz sai de processo contra delator que não devolveu R$ 17 milhões


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 25/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 25/02/2018
39b9c063e83a7a7ffb2f5dc9ad998ca8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Segundo pesquisa, 67% apoiam intervenção na área de segurança pública em suas cidades




Logo_classifacil









Loja Virtual