Juíza dá 72 horas para governo explicar atrasos no duodécimo do TJ | Gazeta Digital

Quinta, 01 de fevereiro de 2018, 16h58

Juíza dá 72 horas para governo explicar atrasos no duodécimo do TJ

Celly Silva, repórter do GD


A juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular, determinou o prazo de 72 horas para que o governo se manifeste a respeito da ação civil pública ajuizado pelo Sindicato dos Servidores dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso (Sinjusmat) na última terça-feira (30).
A decisão foi proferida na quarta-feira (31) e terá que ser cumprida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Chico Ferreira

Juíza Célia Vidotti

“Notifique-se o Estado de Mato Grosso, por seu procurador-geral, para que, no prazo de setenta e duas (72) horas, manifeste sobre a liminar impetrada pelo sindicato”, diz trecho dos autos.

Leia também - Servidores do TJ pedem impeachment do governador Pedro Taques

A ação civil pública com pedido liminar do Sinjusmat pede que R$ 250 milhões sejam bloqueados da conta do Executivo estadual para que o Judiciário receba os valores atrasados do duodécimo do poder, relativos aos meses de novembro de 2017, janeiro deste ano e ainda valores que foram parcelados em 2016.

O presidente do Sinjusmat, Rosenwal Rodrigues, alega que a categoria já está sendo prejudicada pelo fato de não mais estar recebendo os salários dentro do mês trabalhado. Além disso, o Tribunal de Justiça avalia fechar comarcas e reduzir o horário de expediente das que sobrarem como forma de contornar a falta de dinheiro.

Leia também - TJ notifica Estado a pagar duodécimo em 48 horas

O Sinjusmat classificou os atrasos como crime de responsabilidade e, na quarta-feira (31), protocolou pedido de impeachment do governador Pedro Taques (PSDB), junto à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). No mesmo dia, o presidente do TJ, desembargador Rui Ramos, notificou o chefe do Executivo para que pague os duodécimos atrasados dentro de 48 horas. 

Outro lado

O Governo do Estado informou que irá responder no prazo determinado a solicitação da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular de Cuiabá sobre o repasse do duodécimo para o Poder Judiciário.

Com relação ao ofício enviado pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rui Ramos, o Governo de Mato Grosso ressaltou o respeito ao Poder Judiciário e informou que, diante da crise fiscal do Brasil e de Mato Grosso, está analisando mecanismos para resolver a situação.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 08 de fevereiro de 2018

20:40 - Juíza extingue ação que pedia bloqueio de R$ 250 milhões do governo

Terça, 06 de fevereiro de 2018

16:17 - Botelho discorda de proposta de Taques para contingenciar duodécimo

11:49 - Taques teme bloqueio de contas e orienta Poderes a cortarem gastos

Sexta, 02 de fevereiro de 2018

16:04 - Sindicato junta mais documentos e pede impeachment de Taques na AL

10:50 - TJ avalia suspender concurso e abertura de 4 novas varas

09:45 - Entendemos a situação dos poderes, diz Taques sobre atrasos em repasses

Quinta, 01 de fevereiro de 2018

14:39 - TJ notifica Estado a pagar duodécimos em 48 horas

07:00 - Processado, Taques se diz tranquilo sobre pedido de bloqueio milionário

Quarta, 31 de janeiro de 2018

11:50 - Servidores do TJ pedem impeachment do governador Pedro Taques

Terça, 30 de janeiro de 2018

10:22 - TJ rejeita proposta de Taques para reduzir pagamento do duodécimo


// leia também

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

17:04 - Raquel Dodge pede a junção das delações de Silval e familiares

10:40 - Juiz sai de processo contra delator que não devolveu R$ 17 milhões

09:03 - Eder apela contra condenação a 10 anos e 8 meses de prisão

08:35 - Promotora corre contra o tempo para garantir Arcanjo na cadeia

07:30 - STF quer desmembrar investigação contra deputado por fraude em licitações

07:20 - STF prepara julgamento de norma que livrou Fabris da prisão

07:20 - Juíza afirma que ex-defensor público Geral está procrastinando em processo

Quarta, 21 de fevereiro de 2018

18:52 - Eder rebate acusação de fraude na venda de terreno de sua casa

18:04 - Empresa em que Botelho foi sócio servia apenas para receber propina, diz MPE

16:55 - Juiz afasta presidente da Câmara de Colniza que tentou cassar prefeito


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 23/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 23/02/2018
A2e8b51001c64082e6766c7843812b80 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Boa parte de Cuiabá está infestada pelo mosquito aedes aegypti




Logo_classifacil









Loja Virtual