Empresa de gravame atrapalhou auditoria no Detran | Gazeta Digital

Quinta, 01 de março de 2018, 10h54

operação bereré

Empresa de gravame atrapalhou auditoria no Detran

Celly Silva, repórter do GD


O relatório de uma auditoria, realizada em 2012 pela Controladoria Geral do Estado (CGE), aponta que os gestores, tanto do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) quando da FDL Serviços de Registro, Cadastro, Informatização e Certificação de Documentos Ltda (atual EIG Mercados), colocaram dificuldades no trabalho de fiscalização dos auditores do Estado, chegando até mesmo a ofender os servidores e o trabalho realizado.

Otmar de Oliveira

A auditoria tinha como objeto a licitação e execução dos serviços de registro de contratos de financiamento de veículos com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil, de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor de veículos por concessionária, o chamado gravame, que é realizado desde 2009 pela EIG Mercados, antiga FDL Serviços.

Dentre as dificuldades encontradas durante a fiscalização, a Controladoria Geral do Estado afirma que tais situações foram criadas pela empresa EIG Mercados, então FDL Serviços. De acordo com o relatório da CGE, em uma visita à concessionária, os auditores solicitaram relatório com a quantidade de registros realizados no posto de atendimento. Entretanto, os gestores da FDL se negaram a entregar informação, que é pública e pertence ao Estado. A alegação da empresa foi de que apenas se reportaria ao Detran.

Reprodução

Leia também - CGE já apontava fraudes no Detran desde 2011

Em outro momento, a concessionária deixou de informar o número de funcionários, suas respectivas remunerações, funções e qualificações profissionais. Além disso, ainda criticou o trabalho dos auditores em um ofício, chamando-os de incompetentes e apontando a auditoria como “desnecessária e impertinente” pois o trabalho já havia sido feito pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pelo Poder Judiciário.

Reprodução

A CGE aponta contradição nos argumentos da FDL, dizendo que a Constituição estadual a define como órgão superior de controle interno do Poder Executivo, ou seja, é a responsável por apurar a regularidade financeira dos gastos públicos e a fidelidade orçamentária, examinando a legalidade dos atos, contratos e convênios firmados com a Administração estadual.

Naquela época, os auditores também solicitaram acesso ao sistema por meio do Detran, que também negou este acesso.

O levantamento foi compartilhado com a promotora de Justiça Ana Cristina Bardusco, da 14ª Promotoria Criminal Especializada da Defesa da Administração Pública e Ordem Tributária.

Leia também - Gaeco deflagra operação contra fraudes no Detran; deputados são alvos - Fotos e vídeos

Seis anos depois, as investigações compartilhadas com o Ministério Público Estadual (MPE) resultaram na operação Bereré, deflagrada no dia 19 de fevereiro, contra os deputados estaduais Eduardo Botelho e Mauro Savi, o ex-deputado federal Pedro Henry, servidores e representantes da empresa, que foram alvos de mandados de busca e apreensão.

A operação apura suposto esquema de propina paga pela FDL aos parlamentares. O caso foi relatado nas delações premiadas do ex-presidente do Detran, Teodoro Moreira Lopes, o Dóia, também do ex-governador Silval Barbosa e de seu irmão Antônio Barbosa, que também foram beneficiados com o dinheiro ilícito.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 22 de junho de 2018

16:25 - Pressionados, procuradores ingressam com 4º pedido por liberdade de Savi

Quinta, 21 de junho de 2018

10:18 - STJ nega liberdade a empresário acusado de lavar dinheiro da Bereré

Quarta, 20 de junho de 2018

09:17 - Ministra cita criação artificial de provas para manter Paulo Taques preso

Terça, 19 de junho de 2018

13:20 - Ministra não reconhece legitimidade da AL para interceder por Mauro Savi

Segunda, 18 de junho de 2018

09:30 - Mauro Savi completa 40 dias na cadeia

Sexta, 15 de junho de 2018

16:03 - Ministra do STJ nega mais um pedido de liberdade ao deputado Mauro Savi

10:38 - Ministra do STJ mantém prisão do ex-secretário Paulo Taques

08:05 - Assembleia suprime instância para tentar soltar deputado Mauro Savi

07:41 - Irmãos Taques pedem que ministra reavalie necessidade de prisões

Quinta, 14 de junho de 2018

17:29 - Tribunal de Justiça nega recurso e mantém prisão de Mauro Savi


// leia também

Sábado, 23 de junho de 2018

08:20 - Ex-deputado nega propina, mas não explica dinheiro que recebeu e guardou em pasta

Sexta, 22 de junho de 2018

16:52 - Família de servidor dado como 'morto' se revolta e quer processar o MP

12:00 - Após anunciar desistência, conselheiro tenta liberar aposentadoria

10:55 - Ministério Público investiga pagamentos a servidor morto há 28 anos

07:35 - Índias suspeitas de enterrar bebê vivo vão usar tornozeleiras

Quinta, 21 de junho de 2018

07:14 - Juiz da 7ª Vara fica com ação contra Maggi por compra de vaga no TCE

Quarta, 20 de junho de 2018

18:14 - TJ nega liberdade a acusado de desviar R$ 23 milhões de cooperativa

16:55 - Eder Moraes tacha delação de Silval como 'sorrateira' e forjada com aliado

13:39 - Juiz nega pedido para João Arcanjo visitar shopping

13:35 - Governador diz confiar no Judiciário e não comenta prisão de Paulo Taques


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 23/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 23/06/2018
00cd1afd8757c6b9bf1a877a182fcfcc anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Qual sua opinião sobre o comportamento dos brasileiros fora do Brasil?




Logo_classifacil









Loja Virtual