Governador e suposta amante devem ser próximos depoentes | Gazeta Digital

Domingo, 04 de março de 2018, 12h05

grampolândia pantaneira

Governador e suposta amante devem ser próximos depoentes

Karine Miranda, repórter do GD


O governador Pedro Taques (PSDB) e Tatiane Sangalli, suposta namorada do ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques, devem ser os próximos depoentes no julgamento da ação penal que apura um esquema de interceptações telefônicas ilegais, operado em Mato Grosso.

Chico Ferreira

Governador deve depor na ação penal dos grampos ilegais

Eles foram arrolados como testemunha pela defesa do cabo Gerson Corrêa Júnior, um dos réus no processo e único denunciado pelo esquema que ainda está na prisão. Ele teve o pedido de soltura negado na última sexta-feira (2) pela segunda vez, mesmo após o próprio Ministério Público do Estado se pronunciar ao contrário.

De acordo com o advogado Neyman Augusto Monteiro, que faz a defesa do cabo Gerson, os pedidos para arrolar Taques e Tatiane como testemunhas já foram deferidos e eles devem depor. Contudo, não são obrigados a comparecer pessoalmente ao Fórum de Cuiabá.

“Tatiane Sangalli, na próxima audiência, poderá vir ou ser ouvida por precatória, pois não mora na comarca onde o processo está sendo julgado. (...) O governador tem direito de escolher outro local [para depor]. A gente aguarda a oitiva dele, que se deu no STJ para ser investigado. Então, ele poderia esclarecer algumas dúvidas aqui”.

Em setembro, Taques pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que o investigasse devido à proporção que o caso ganhou, com as prisões dos seus então secretários de Estado e membros do seu staff.
“Se ele quiser vir, virá. Quem não deve não teme, existe esse grande provérbio”, reforçou o advogado.

O advogado afirmou ainda que novas oitivas - das vítimas do esquema das interceptações - ainda estão sendo analisadas, diante da condução “parcial” do julgamento da ação penal. Teriam sido vítimas dos grampos centenas de pessoas, entre políticos, empresários, jornalistas e um desembargador aposentado.
“Há de se pensar [em chamar Janaina Riva e Muvuca]. Pois da maneira que está sendo conduzido aqui, há de se pensar”, disse.

Chico Ferreira

Cabo Gerson não consegue liberdade

Prisão – Isto porque, segundo o advogado, o cabo já foi condenado, uma vez que foi mantida a prisão do militar mesmo depois do MP se pronunciar favorável a concessão de prisão domiciliar, com monitoração eletrônica ao militar.

“Todo mundo esta de prova do que está acontecendo. A defesa tenta, mas está pré-julgado, já está condenado. Quase somou até a pena já, quase saiu à condenação dele, só falta à sentença”.

No entanto, a defesa assegurou que ainda aguarda o julgamento do habeas corpus a fim de garantir a soltura do militar, preso desde maio do ano passado. “O HC não foi julgado ainda, com a decisão dos desembargadores que podem pensar de outra maneira”.

Outras testemunhas - Também foram arrolados como testemunhas, os membros do MP, Marco Aurélio de Castro e Marcos Bulhões dos Santos, e os delegados Flávio Henrique Stringuetta, Ana Cristina Feldner, Alana Cardoso e Alessandra Saturnino de Souza Cozzolino.

Além disso, são testemunhas o ex-secretário de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre, o major da Polícia Militar, Lucélio Ferreira Martins Faria França, o coronel Antônio Ribeiro Leite, além do ex-secretário de Segurança, Rogers Jarbas, do coronel Airton Siqueira Júnior e o advogado Paulo Taques. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 15 de junho de 2018

13:14 - Governo destinará 20% do Fundo da Saúde aos hospitais filantrópicos

12:26 - Ciro Rodolpho deixa Controladoria e assume a Casa Civil

Quinta, 14 de junho de 2018

18:35 - Júlio Modesto pede demissão da Casa Civil

Quarta, 13 de junho de 2018

15:12 - TJ nega suspeição e deixa coronéis julgar ação dos grampos contra PMs

Terça, 12 de junho de 2018

16:10 - Duplicação de trecho urbano da Estrada da Chapada entra na reta final

Sexta, 08 de junho de 2018

13:10 - Governo de MT antecipa e paga todos os servidores nesta sexta-feira

13:05 - Mauro Savi é ouvido como testemunha em inquérito da 'grampolândia pantaneira'

Quarta, 06 de junho de 2018

17:04 - Bolívia autoriza voo comercial entre Cuiabá e Santa Cruz de La Sierra

Segunda, 04 de junho de 2018

12:34 - Taques comete gafe pró-Leitão e bancada revida

10:10 - Crise entre Taques e bancada faz secretário de Aviação suspender visita a MT


// leia também

Domingo, 17 de junho de 2018

11:40 - Metalúrgica de Alta Floresta é condenada por trabalho infantil

11:31 - Menor que trabalhava como mecânico de automóveis receberá R$ 10 mil em indenização

11:21 - Rede de supermercados é condenada em R$ 5 milhões por descumprir normas

11:19 - Ex-gerente consegue rescisão indireta após excesso em cobrança de metas

10:51 - Estado não pode transferir recursos aos municípios a partir de 7 de julho

10:45 - MP recomenda que empresas informem contratação de painéis publicitários

Sexta, 15 de junho de 2018

16:03 - Ministra do STJ nega mais um pedido de liberdade ao deputado Mauro Savi

13:30 - Quatro anos após ameaças, procuradores da Ararath ainda vivem sob escolta

11:39 - Vereador aciona Selma e Pedro Taques para revogar escolta

10:38 - Ministra do STJ mantém prisão do ex-secretário Paulo Taques


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 17/06/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 17/06/2018
06e60112abf039588e79d3613d6ca555 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Canarinho Pistola, mascote da seleção brasileira, foi vetado dos jogos da Copa




Logo_classifacil









Loja Virtual