Riva tentou absolvição sem devolver R$ 37 milhões desviados | Gazeta Digital

Terça, 06 de março de 2018, 18h15

26 anos de prisão

Riva tentou absolvição sem devolver R$ 37 milhões desviados

Arthur Santos da Silva, repórter do GD


A condenação do ex-deputado estadual, José Riva, a 26 anos de prisão nos autos de uma ação penal decorrente da Operação Imperador firmou posicionamento contra o pedido de absolvição por parte da defesa. Os advogados do político destacavam uma suposta colaboração. Selma Rosane Santos Arruda, juíza titular da 7ª Vara Criminal, considerou que não houve proposta de devolução de dinheiro e identificação de comparsas.

Chico Ferreira

Riva foi condenado por crimes de peculato e formação de quadrilha, em ação penal decorrente de denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPMT). Ele será forçado a devolver R$ 37.2 milhões desviados dos cofres da Assembleia Legislativa de Mato Grosso por meio de licitações fraudulentas.

Na instrução do processo, o ex-deputado chegou a confessar os crimes. A decisão de confessar e passar a "colaborar" com a Justiça foi firmada em seu terceiro interrogatório. Porém, as palavras ditas não foram consideradas suficientes. “Com relação à atenuante da confissão, devo esclarecer que não se trata de verdadeira delação, como quer a defesa”, afirmou a magistrada na sentença do dia 2 de março.

Segundo os autos, para Riva ser absolvido era necessária a identificação dos demais coautores e a recuperação espontânea do produto do crime. Ocorre que o ex-deputado, embora tenha confessado os fatos praticados e apontado alguns comparsas, não colaborou efetivamente para o processo criminal. As provas colhidas, especialmente as documentais, já o levariam à condenação.

João Vieira

Juíza Selma Arruda

“José Geraldo, em seu interrogatório, apenas aponta para pessoas que já estão identificadas, foram denunciadas e já respondem a processos nesta vara. Não há colaboração na fala de José Geraldo”, afirmou Selma, complementando: “por fim, José Geraldo Riva não restituiu nenhum centavo aos cofres públicos, nem se propôs a fazê-lo, de modo que é incabível a aplicação do instituto apontado pela defesa”.

Condenação

A fraude aconteceu entre 2005 e 2009, em esquema entra aAssembleia Legislativa e quatro empresas: Livropel, Hexa, Amplo e Servag. Ao todo, foram 26 desvios que resultaram em um prejuízo ao erário de aproximadamente R$ 40 milhões.

Conforme denúncia do MPE, José Riva e outras pessoas criaram empresas de “fachada com o intuito de simular a realização de licitações para possibilitar a ocorrência de pagamentos pela Assembleia, sem que houvesse a efetiva entrega dos produtos.

As empresas “vencedoras” dos certames, e que participavam da fraude, venciam a licitação de fachada, ficavam com 20% do total e repassavam os outros 80% para o ex-deputado Riva e “seus comparsas”. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 15 de março de 2018

08:27 - Ministro nega pedido de ex-servidor e mantém condenação de Riva

Terça, 06 de março de 2018

08:30 - Riva era ganancioso e se projetava pagando velórios e formaturas, afirma Selma

Segunda, 05 de março de 2018

17:00 - Justiça condena ex-deputado José Riva a 26 anos de reclusão

Sexta, 24 de novembro de 2017

18:55 - Viúva conta tudo sobre propinas de José Riva

Quinta, 23 de novembro de 2017

15:04 - Viúva de ex-secretário-geral da ALMT é interrogada

Sábado, 11 de novembro de 2017

09:30 - Processo contra Riva por rombo de R$ 62 milhões chega à reta final

Quarta, 08 de novembro de 2017

10:40 - Janete Riva falta à audiência, é declarada revel e intimada novamente

Segunda, 18 de setembro de 2017

15:46 - Janete Riva não consegue reaver avião apreendido pela Justiça

Terça, 30 de maio de 2017

20:05 - Juíza proíbe acesso de Riva a documentos da AL

Terça, 02 de maio de 2017

17:33 - Lista de Riva tem mais 2 ex-deputados que recebiam mensalinho


// leia também

Domingo, 17 de junho de 2018

11:40 - Metalúrgica de Alta Floresta é condenada por trabalho infantil

11:31 - Menor que trabalhava como mecânico de automóveis receberá R$ 10 mil em indenização

11:21 - Rede de supermercados é condenada em R$ 5 milhões por descumprir normas

11:19 - Ex-gerente consegue rescisão indireta após excesso em cobrança de metas

10:51 - Estado não pode transferir recursos aos municípios a partir de 7 de julho

10:45 - MP recomenda que empresas informem contratação de painéis publicitários

Sexta, 15 de junho de 2018

16:03 - Ministra do STJ nega mais um pedido de liberdade ao deputado Mauro Savi

13:30 - Quatro anos após ameaças, procuradores da Ararath ainda vivem sob escolta

11:39 - Vereador aciona Selma e Pedro Taques para revogar escolta

10:38 - Ministra do STJ mantém prisão do ex-secretário Paulo Taques


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 18/06/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 18/06/2018
4e47432e5d7c10f8cc440c97a233c10f anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Canarinho Pistola, mascote da seleção brasileira, foi vetado dos jogos da Copa




Logo_classifacil









Loja Virtual