TJ nega pedido para obrigar Taques a pagar emendas de deputada | Gazeta Digital

Quarta, 07 de março de 2018, 19h15

emenda impositiva

TJ nega pedido para obrigar Taques a pagar emendas de deputada

Karine Miranda, repórter do GD


O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, José Zuquim Nogueira (TJ), negou o mandado de segurança feito pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) para obrigar o governador Pedro Taques (PSDB) a pagar as emendas parlamentares impositivas, referentes ao ano de 2017, as quais ela tem direito.

Marcos Lopes

TJ nega pedido para obrigar Taques a pagar emendas de Janaina

A decisão é do dia 19 de fevereiro, disponibilizada na segunda-feira (5). No pedido, a deputada afirma que Taques tem cometido ato supostamente ilegal, uma vez que não cumpre a dotação orçamentária referente aos pagamentos das emendas parlamentares impositivas.

Pela Constituição Estadual, o governo é obrigado a repassar 1% da receita corrente liquida ao pagamento das emendas parlamentares, que são obrigatoriamente repassadas no percentual de 25% pra Educação, 12% para Saúde, 6,5% para Cultura e 6,5% para o Esporte, além dos 50% de indicação livre pelo parlamentar.

No entanto, o Estado não tem cumprido todos os pagamentos, sob o argumento de falta de caixa em razão da crise financeira. Mas a falta de pagamento atingiria principalmente os deputados de oposição, como é o caso de Janaina Riva. Pelo menos 40 emendas da deputada ainda estão pendentes de pagamento, sendo que apenas três foram pagas.

Para o magistrado, o indeferimento do pedido liminar é necessário, uma vez que a matéria deve ser analisada por órgão colegiado, ou seja, o Pleno do TJ. O magistrado citou ainda que a própria lei veda expressamente a concessão de medida liminar que tenha por objeto o pagamento de qualquer natureza.

“A liberação, em sede de liminar, dos valores relativos às emendas parlamentares individuais impositivas da impetrante, referentes ao exercício de 2017, caracteriza pretensão satisfativa e confunde-se com o próprio mérito da segurança, logo, em obediência ao princípio do juiz natural, o exame da medida deve ser realizado pelo órgão colegiado”.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

08:00 - Silval diz que relatórios do TCE na Copa foram usados para chantagem - veja vídeo

Sábado, 23 de junho de 2018

08:20 - Ex-deputado nega propina, mas não explica dinheiro que recebeu e guardou em pasta

Sexta, 22 de junho de 2018

16:52 - Família de servidor dado como 'morto' se revolta e quer processar o MP

16:25 - Pressionados, procuradores ingressam com 4º pedido por liberdade de Savi

12:00 - Após anunciar desistência, conselheiro tenta liberar aposentadoria

10:55 - Ministério Público investiga pagamentos a servidor morto há 28 anos

07:35 - Índias suspeitas de enterrar bebê vivo vão usar tornozeleiras

Quinta, 21 de junho de 2018

10:18 - STJ nega liberdade a empresário acusado de lavar dinheiro da Bereré

07:14 - Juiz da 7ª Vara fica com ação contra Maggi por compra de vaga no TCE

Quarta, 20 de junho de 2018

18:14 - TJ nega liberdade a acusado de desviar R$ 23 milhões de cooperativa


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 24/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 24/06/2018
264aa11e3277d28a72d32c9ea77980c2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que o sobrepeso atinge mais da metade da população brasileira?




Logo_classifacil









Loja Virtual