Operação Bereré contra fraudes no Detran terá outras fases, diz chefe do MP | Gazeta Digital

Quinta, 08 de março de 2018, 18h01

Operação Bereré contra fraudes no Detran terá outras fases, diz chefe do MP

Celly Silva, repórter do GD


O procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, afirmou que as investigações da operação Bereré, relativas às fraudes e desvios no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) estão apenas no começo e que, em breve, denúncias contra os envolvidos serão apresentadas à Justiça.

João Vieira

Procurador Mauro Curvo

“Nós estamos no início porque toda a delação não é um fim em si mesma. Quando alguém faz uma delação, ela revela um fato, e aí, cabe a nós que estamos no Ministério Público querendo apurar o fato, comprovar a veracidade ou não daquilo que foi falado. Aí que se inicia realmente uma investigação”, disse se referindo à delação do ex-governador Silval Barbosa, do irmão e do ex-chefe de gabinete dele, Antônio Barbosa e Sílvio César Corrêa Araújo. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Capital FM, nesta quinta-feira (7).

O procurador adiantou que já existem muitas provas documentais e depoimentos colhidos para embasar a apuração, inclusive a citação de que apenas uma pessoa teria lavado cerca de 500 cheques. “É uma situação que já temos muitas provas, com certeza muitas provas serão obtidas e, na medida em que você vai obtendo prova, vai avançando. Daqui a pouco, com certeza já teremos pessoas denunciadas e as medidas vão ser tomadas”, asseverou.

Questionado sobre as críticas que os deputados estaduais envolvidos no caso fizeram ao trabalho do MPE, Mauro Curvo respondeu que a instituição “não investiga pessoas, investiga fatos” e que esses fatos é que levam às pessoas. “Quando as pessoas se veem investigadas, elas se sentem, naturalmente, incomodadas. É sim a regra do jogo. O que a gente pode dizer é que ninguém é melhor do que ninguém, nós estamos fazendo o nosso papel de maneira constitucional, só isso”, defendeu.

O representante ministerial também lembrou que o MP vinha apurando o contrato da EIG Mercado (antiga FDL Serviços) com o Detran desde 2013, quando ainda não se vislumbrava a existência de propina a autoridades, mas apenas a desnecessidade daquela contratação.

“Desde 2013, o Ministério Público move uma ação judicial visando retirar a empresa FDL desse serviço lá no Detran. Antes de 2013, foi feita uma notificação aos gestores à época, mostrando a desnecessidade desse serviço ser concedido, mostrando que esse serviço podia ser exercido por qualquer servidor público, bastando ter um sistema, que isso gerava valores milionários a uma empresa de forma desnecessária, em prejuízo a toda a sociedade. Tem 5 anos que a gente vem brigando! É bom lembrar que há 5 anos não existia absolutamente nada e nem ninguém afirmando que isso que está aí gerava propina para as autoridades, a gente já estava tomando providências lá atrás, mas até hoje a gente não conseguiu afastar essa empresa desse serviço”, lamentou. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 22 de junho de 2018

16:25 - Pressionados, procuradores ingressam com 4º pedido por liberdade de Savi

Quinta, 21 de junho de 2018

10:18 - STJ nega liberdade a empresário acusado de lavar dinheiro da Bereré

Quarta, 20 de junho de 2018

09:17 - Ministra cita criação artificial de provas para manter Paulo Taques preso

Terça, 19 de junho de 2018

13:20 - Ministra não reconhece legitimidade da AL para interceder por Mauro Savi

Segunda, 18 de junho de 2018

09:30 - Mauro Savi completa 40 dias na cadeia

Sexta, 15 de junho de 2018

16:03 - Ministra do STJ nega mais um pedido de liberdade ao deputado Mauro Savi

10:38 - Ministra do STJ mantém prisão do ex-secretário Paulo Taques

08:05 - Assembleia suprime instância para tentar soltar deputado Mauro Savi

07:41 - Irmãos Taques pedem que ministra reavalie necessidade de prisões

Quinta, 14 de junho de 2018

17:29 - Tribunal de Justiça nega recurso e mantém prisão de Mauro Savi


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

08:00 - Silval diz que relatórios do TCE na Copa foram usados para chantagem - veja vídeo

Sábado, 23 de junho de 2018

08:20 - Ex-deputado nega propina, mas não explica dinheiro que recebeu e guardou em pasta

Sexta, 22 de junho de 2018

16:52 - Família de servidor dado como 'morto' se revolta e quer processar o MP

12:00 - Após anunciar desistência, conselheiro tenta liberar aposentadoria

10:55 - Ministério Público investiga pagamentos a servidor morto há 28 anos

07:35 - Índias suspeitas de enterrar bebê vivo vão usar tornozeleiras

Quinta, 21 de junho de 2018

07:14 - Juiz da 7ª Vara fica com ação contra Maggi por compra de vaga no TCE

Quarta, 20 de junho de 2018

18:14 - TJ nega liberdade a acusado de desviar R$ 23 milhões de cooperativa

16:55 - Eder Moraes tacha delação de Silval como 'sorrateira' e forjada com aliado

13:39 - Juiz nega pedido para João Arcanjo visitar shopping


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 24/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 24/06/2018
264aa11e3277d28a72d32c9ea77980c2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Qual sua opinião sobre o comportamento dos brasileiros fora do Brasil?




Logo_classifacil









Loja Virtual