Juiz manda retirar posts de Selma e mais 2 candidatos pró-Bolsonaro | Gazeta Digital

Quinta, 09 de agosto de 2018, 13h36

propaganda ilegal no facebook

Juiz manda retirar posts de Selma e mais 2 candidatos pró-Bolsonaro

Arthur Santos da Silva, repórter do GD


O juiz Jackson Coutinho, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), determinou que o Facebook exclua um vídeo publicado no Facebook sobre o evento “1º Pedágio Pró-Bolsonaro em Cuiabá”, realizado com a presença da candidata ao Senado, Selma Arruda (PSL). A decisão levou em conta a existência de propaganda irregular.

Chico Ferreira

“Me convenci da existência de indícios suficientes para a caracterização de propaganda eleitoral antecipada a justificar adoção de medidas proibitivas”, afirmou Coutinho em trecho de seu exame liminar.

Leia também - MP aciona juíza Selma, policial federal e mais 1 por propaganda ilegal

A decisão foi publicada no Diário de Justiça desta quinta-feira (9). O vídeo deve ser retirado do ar num prazo de 48 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil.

No processo, movido Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral, foram acionados também os candidatos Rafael da Silva Yonekubo (PSL) e Rafael Beal Ranalli (PROS), que é policial federal. A representação junto ao TRE foi provocada pela realização do “1º Pedágio Pró-Bolsonaro em Cuiabá” , evento do Movimento Direita Mato Grosso ocorrido em um posto de combustível localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

O convite ao pedágio foi divulgado previamente no Facebook, por meio de vídeos e fotos na página “Direita Mato Grosso”, e também com a criação do evento na rede social. Também foi realizada divulgação do evento em sites de notícias locais.

Durante o pedágio, foram distribuídos adesivos com o nome da pré-candidata ao Senado Federal Selma Arruda, oferecidos pelos participantes do evento e colados em veículos apoiadores da pré-campanha.
Cidadãos que passavam pelo local também receberam os adesivos, assim como um discurso de apoio à pré-candidatura.

Em um vídeo publicado no YouTube e também no Facebook, o policial federal Rafael Ranalli aparece distribuindo adesivos com os dizeres Juíza Selma.

Todos os fatos foram noticiados na mídia regional, e colocam como organizador do evento o candidato a deputado estadual, Rafael Yonekubo.

Selma, Ranalli e Yonekubo serão intimados a apresentarem informações quanto ao valor pago com a distribuição de adesivos, quem foi o responsável pelo pagamento e os documentos que comprovem as informações, como nota fiscal e cupom fiscal.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 15 de agosto de 2018

15:34 - Arthur Nogueira registra candidatura ao governo de Mato Grosso pela Rede

15:24 - Juiz impede Taques de fazer propaganda do 'Pró-família' durante campanha

14:27 - Advogado vê deficiência política e afirma que Arcanjo é mais forte que Taques

13:06 - PF repassa 9 depoimentos em investigação contra Ezequiel Fonseca

12:53 - Pedro Taques fica 64% 'mais pobre' e lembra divórcio

12:07 - Taques, Selma e Janaina juntos num mesmo meme

11:48 - Alegação de ataque por hackers não convence

09:50 - Selma Arruda acredita em ação de hacker contra Pedro Taques

Terça, 14 de agosto de 2018

18:44 - Taques registra candidatura e diz não temer 'complô' de adversários

18:20 - Grupo Gazeta define entrevistas e 2 debates entre candidatos majoritários - confira datas


// leia também

Quarta, 15 de agosto de 2018

15:55 - MPF instaura inquérito para apurar atraso de repasse da saúde na gestão Taques

13:36 - STF mantém apreensão para recuperar mensagens em celular de Maggi

10:48 - MP denuncia Dr. Bumbum e mais 3 por homicídio após morte de bancária

10:10 - José Medeiros consegue liminar no TSE e continua senador

09:05 - STF espera por parecer para decidir sobre liberdade de Paulo Taques e Savi

Terça, 14 de agosto de 2018

19:47 - MP denuncia tenente-coronel acusado de pressionar PMs a fazer sexo com ele

09:39 - Juiz mantém publicação de pesquisa favorável a Wilson Santos

Segunda, 13 de agosto de 2018

18:13 - Ex-vereador é condenado por tentar comprar sentença a favor de traficantes

16:50 - Arcanjo é absolvido de crimes e receberá R$ 80 mil de fiança

14:54 - Réu em processo dos grampos, Jarbas é promovido de nível na PJC


 veja mais
GDEnem

Cuiabá, Quarta, 15/08/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 15/08/2018
Dcb362fa6df370b7d120182d5bfb19db anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Qual sua opinião sobre os debates com candidatos na TV e rádio?




Logo_classifacil









Loja Virtual