Sexta, 14 de abril de 2017, 12h40

LAVA JATO

Odebrecht diz que pagou R$ 900 mil em propina no governo de Maggi -Veja vídeo

Keka Werneck, repórter do GD


 Vídeo mostra trecho da delação do diretor da Odebrecht, João Antônio Pacífico Ferreira, em que confirma propinas pagas a agentes públicos de Mato Grosso na ocasião do então governo do atual ministro Blairo Maggi (PP) na ordem de R$ 900 mil entre 2006 e 2007.

Agencia Brasil

Pagamentos remontam governo Maggi

Os agentes públicos beneficiados, conforme o empresário da Odebrecht, foram o ex-secretário de Fazenda, Edmilson José dos Santos, à época secretário adjunto do Tesouro Estadual, cujo condinome era "cofrinho", o ex-procurador-geral do Estado, João Virgílio Nascimento Sobrinho, "Careca", e o procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o “Chico Lima”, chamado pelo esquema de "Manhoso".

Otmar de Oliveira

Procurador aposentado Chico Lima é citado

Os três receberam cada um deles R$ 330 mil, além de um agente público do Mato Grosso do Sul, José Miguel Milé, cujo codinome era "Palha", que ficou com R$ 83.500 mil em 2006.

A Gazeta

Delação aponta também João Virgílio

Na ocasião, Ferreira respondia pela empresa CNO, do grupo Odebrecht, que atuava em Mato Grosso, além da CDPO, que atuava em Mato Grosso do Sul. Na delação, ele informa que designou o engenheiro Pedro Leão para verificar pendências dessas empresas com governos desses dois estados. O empresário diz que Leão o referendou que havia pendência da União com ambos, referentes a aposentadorias da ocasião de separação do Estado. Ficou acertado que se a União repassasse esses créditos poderiam, na sequência, repassar também pendências com a Odebrecht, quanto às obras da MT-010 e da MS-030.

Para analisar o caso, foi formada comissão especial, com agentes públicos dos dois estados e a União. A Odebrecht diz não ter interferido na composição. "Mas houve pagamento de propina no sentido de que fossem incentivados a fazer esse trabalho, que foi feito com muita dedicação", revela o empresário.

Sendo assim, o quanto antes fosse levantado quais eram esses valores pendentes, mais rápido seria feito o encontro de contas com a União, que repassaria os débitos e a Odebrecht também receberia o quer era devido.

Confira a parte da delação em que João Antônio Ferreira conta como o esquema ocorreu.

 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 27 de abril de 2017

08:40 - Com fim do foro privilegiado, só dois inquéritos da Lava Jato ficariam no STF

Quarta, 26 de abril de 2017

15:03 - Justiça determina volta de Adriana Ancelmo à prisão

13:15 - Moro acata pedido da PF e adia depoimento de Lula na Lava Jato

11:29 - Moreira ataca PT - nunca se fez tanta estripulia quanto se fez nos últimos anos

11:29 - Gilmar Mendes suspende interrogatório de Aécio na Lava Jato sobre Furnas

07:50 - AGU cobra de empresas envolvidas na Lava Jato ressarcimento de R$ 11,3 bilhões

Terça, 25 de abril de 2017

15:30 - Moro decide rever ordem de exigir a presença de Lula em 87 audiências de defesa

15:27 - Julgamento da chapa Dilma-Temer deve ser retomado em maio

15:24 - PGR já recebeu 19 pedidos de cooperação de 7 países por delações da Odebrecht

15:13 - STF revoga prisão domiciliar e Bumlai fica em liberdade


// leia também

Quarta, 26 de abril de 2017

15:23 - Janaina vai à Justiça garantir emenda para barrar Consórcio VLT

15:12 - VG paga salários dos servidores nesta sexta-feira

13:11 - Relatório de CPI é aprovado sem emenda que indicava rescisão de contrato

11:48 - Estado lança edital de licitação para estrutura da Caravana da Transformação

11:04 - Viana acusa 'colegas' de pegar propina e depois recua

09:27 - Antonio Joaquim diz que Taques é arrogante, injusto e desrespeitoso

08:42 - Procurador diz que Eliseu Padilha desmatou área ilegalmente

Terça, 25 de abril de 2017

22:26 - Savi propõe emenda e relatório de CPI das Obras da Copa será votado na quarta

19:40 - PGE ganha nova estrutura e acrescenta 26 novos procuradores ao seus quadros

19:13 - Pedidos de informação feitos pelo TCE são ilegais, sustenta o governo de MT


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 27/04/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quinta, 27/04/2017
32d16ba8179c555dc6f723de0bbcff0d anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Uma das maiores premiações da história da Mega-Sena saiu para Jaciara. Se você fosse um dos felizardos, o que faria com o dinheiro?



Logo_classifacil









Loja Virtual