Emanuel quer regularização do Uber | Gazeta Digital

Terça, 10 de janeiro de 2017, 18h58

TRANSPORTE INDIVIDUAL

Emanuel quer regularização do Uber

Rafael Costa, repórter do GD


Otmar de Oliveira/A Gazeta

Emanuel vê concorrência desleal do Uber com taxistas em Cuiabá.

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) declarou nesta terça-feira (10) que avalia medidas com a Procuradoria Geral do Município e a Câmara Municipal de Cuiabá para regularizar os serviços prestados pelo Uber, serviço semelhante ao táxi tradicional, conhecido popularmente como serviços de "carona remunerada" que é contratado por meio de aplicativos de smartphones.

“Nós devemos buscar um perfeito equilíbrio do transporte individual de passageiro que são os taxistas e com tradição superior a 70 anos e o avanço tecnológico que é o Uber e notadamente é bom para a população. Estamos avaliando mecanismos para que ambos possam conviver pacificamente em Cuiabá”, disse.

Emanuel avalia como “desleal” e “injusta” a concorrência do Uber com os taxistas e diz que é necessário o poder público corrigir essa distorção.

“Nós vamos dialogar. Precisamos trazer o Uber para a formalidade. Os taxistas pagam alvará, contribuem com impostos, são submetidos a fiscalização da Secretaria de Mobilidade Urbana e o Uber não tem nada disso. Não tem regulamentação alguma e ninguém sabe quem são os motoristas do Uber. Com o município trazendo o Uber para a formalidade, a população só tem a ganhar porque o município vai ser o avalista desta prestação de serviço”, disse.

Enquanto deputado estadual, Emanuel Pinheiro apresentou um projeto na Assembleia Legislativa para barrar o uso do aplicativo Uber em todo o território mato-grossense. No entanto, o agora prefeito Emanuel Pinheiro nega que seja favorável aos avanços tecnológicos no setor de mobilidade urbana e tampouco ao livre mercado.

“Eu apresentei este projeto e logo em seguida retirei. A idéia foi proporcionar um amplo debate a respeito desta prestação de serviços. O Uber é uma realidade e não dá para negá-lo a população. Mas, precisamos corrigir essas distorções e trazê-los para a formalidade”.

Enquanto o município discute a regulamentação do Uber, um novo serviço já aparece como concorrente. Trata-se do Yet Go que já começou a recrutar motoristas em Cuiabá.

Veto à regulamentação

Em Várzea Grande, cidade vizinha a Cuiabá, a prefeita Lucimar Campos (DEM), vetou o Projeto de Lei (PL) 4.184/2016, de autoria do vereador Pedro Paulo Tolares – o Pedrinho (DEM), aprovado no final de 2016 pela Câmara Municipal, que previa a regulamentação da operação do Uber no município.

de acordo com o veto da prefeita, o projeto do vereador possui três inconstitucionalidades. Uma delas é o fato de que somente o Executivo Municipal pode legislar sobre atribuições das Secretarias e órgãos municipais, sendo que a lei vetada, trazida entre suas obrigações, novas rotinas a Secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, o que é proibido pela Lei Orgânica Municipal ou a Constituição Municipal.

Outra inconstitucionalidade, refere-se as políticas públicas de mobilidade urbana (diretrizes da política nacional de transporte) é de competência exclusiva da União, sendo assim, o município pode apenas regulamentar ou criar normas, a partir da Lei Federal 12.587/2012, a qual instituiu a política nacional de mobilidade urbana, prevendo a possibilidade do exercício do transporte privado.

Já a terceira inconstitucionalidade, é quanto a violação do artigo 170 da Constituição Federal, sendo que a norma vetada violava o Princípio da Livre Iniciativa e da Liberdade de Concorrência.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Segunda, 26 de junho de 2017

19:39 - 'Fui testemunha de um crime', diz secretário sobre PMs presos

13:28 - Com Valtenir era traição todos os dias, diz Taques

11:30 - Cúpula do PSB se reúne sem Valtenir e planeja detalhes de debandada

10:30 - Embate entre Estado e Ipas expõe problemas na gestão da saúde

09:10 - Deputado propõe a volta da Loteria MT como alternativa para a saúde

08:34 - Valtenir promete reposicionar PSB e quer novas filiações

Domingo, 25 de junho de 2017

09:30 - Fagundes aponta risco do Estado perder R$ 82 milhões da saúde

09:10 - Valtenir Pereira critica 'traições à trajetória do PSB'

08:00 - Deputado quer proibir apreensão de veículos com documentos não pagos

Sábado, 24 de junho de 2017

10:40 - Ciro Gomes articula nome para eleição em Mato Grosso


 veja mais
Cuiabá, Terça, 27/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 27/06/2017
Dddff6c44661c0b0079161a551188933 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Tramita no Senado projeto de lei que concede prioridade para pessoas acima de 80 anos em relação aos demais idosos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual