Deputado diz que Estado tem condições de pagar e que vai cobrar emendas | Gazeta Digital

Terça, 02 de maio de 2017, 14h48

Política de MT

Deputado diz que Estado tem condições de pagar e que vai cobrar emendas

Celly Silva, repórter do GD


O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) Eduardo Botelho (PSB) disse que vai cobrar do Estado o pagamento das emendas impositivas de 2017 que estão em atraso por parte do Governo estadual. Em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta terça-feira (2), ele afirmou que uma negociação será feita com o Estado nesta semana para definir um calendário do repasse, que soma R$ 129,6 milhões. 

Marcos Lopes

Presidente da Assembleia diz que vai cobrar do Governo pagamentos de emendas em atraso

“Nós vamos conversar com o governo esta semana para que seja definido o cronograma desse pagamento. O governo Pedro Taques sempre tem dito que quer pagar, então, nós temos que pagar as emendas”, disse.
Botelho ainda reforçou que vai “brigar” pelo pagamento da verba que, segundo ele, é um direito de cada parlamentar, que neste ano, devem receber R$ 5,4 milhões cada. “As emendas têm que ser pagas. O governo tem que entender que isso é importante, isso é um direito do deputado e eu, como presidente, vou brigar por isso e vou lutar para que seja pago”, asseverou.

Conforme explicou o parlamentar, as emendas são importantes para os deputados porque são esses valores que são destinados para a viabilização de obras em seus redutos eleitorais. “É importante para fazer obras pequenas onde o governo não chega no planejamento dele”.

Questionado sobre os argumentos utilizados pelo governo para atrasar os repasses, de que não teria dinheiro em caixa para cumprir o compromisso, Eduardo Botelho rebateu afirmando que a arrecadação do Estado mostra que o problema não existe.

“Isso faz parte do orçamento do Estado e faz parte do direito dos deputados. E o governo não abaixou a arrecadação, então, eu acho que ele tem sim condições de pagar e nós vamos lutar para que pague esse direito. Se a arreacdação não está de acordo com o previsto, tudo bem, vamos discutir. Mas a arrecadação está de acordo com o previsto”, argumentou.

Divulgação

Outro lado

Por meio de nota, o Executivo estadual afirmou que, neste ano, já efetuou o pagamento de R$ 535 mil em emendas parlamentares e que já se comprometeu em quitar todas as outras que são atreladas à Secretaria de Estado de Cidades (Secid), que representam R$ 22 milhões, dos quais R$ 11,5 milhões foram pagos na semana passada. 

O Governo afirma que já possui programação para novos pagamentos. Em 30 dias, deverão ser quitados R$ 5 milhões e o restante em dois meses. 

Além disso, segundo o Governo, também serão disponibilizados R$ 150 mil para cada município que não possui emendas na Secid, o que soma investimento de R$ 12 milhões. 

Confira a nota na íntegra:

Em pouco mais de dois anos de gestão, o governador Pedro Taques (PSDB) já pagou R$ 36.924.601.15 milhões em emendas parlamentares. Deste montante, R$ 48.454,601,15 são referentes ao ano de 2016, as quais foram pagas no mesmo ano e R$ 1.120,000,00 milhão também do ano de 2016, contudo pagas no início deste ano.

Com relação às emendas de 2017, o Governo do Estado já efetuou o pagamento de R$ 535 mil. Além disso, já se comprometeu a quitar todas as emendas da Secretaria de Cidades que giram em torno de R$ 22 milhões, onde R$ 11,5 milhões foram pagos na semana passada.

Outros R$ 5 milhões será pago em 30 dias, e o restante em 60 dias. Além disso, irá disponibilizar R$ 150 mil para cada município que não possui emendas na pasta em questão, o que significa mais R$ 12 milhões em investimento.

O Governo ainda está promovendo um levantamento nas emendas existentes na Secretaria de Estado de Cultura, para que elas sejam quitadas ainda neste primeiro semestre.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 01 de fevereiro de 2018

10:19 - Não temos nada a temer, diz Wilson sobre 'racha' na base de Taques

Quarta, 13 de dezembro de 2017

16:05 - Na AL, portaria define 30 dias de descanso

Sábado, 09 de dezembro de 2017

09:02 - Partido não pode influenciar na postura de deputado, diz Romoaldo

08:40 - Na web, população parte pra cima de Botelho

Quinta, 07 de dezembro de 2017

10:04 - Botelho afirma que salário de R$ 18 mil é pouco

Terça, 05 de dezembro de 2017

16:09 - Abalado, Fabris emenda licença com férias da AL

Quinta, 08 de junho de 2017

10:05 - Janaina mostra despreparo e arrisca carreira

Quinta, 18 de maio de 2017

15:52 - Wilson nega ter recebido verba e pede certidão da AL

12:26 - Jajah ameaça acionar Janaina por quebra de decoro

Quarta, 17 de maio de 2017

21:45 - Jajah acusa Janaina de fazer teatro de 5ª e deputada xinga tucano de 'ladrão'


// leia também

Sábado, 21 de julho de 2018

11:27 - Chapa de Taques em busca pela reeleição se define

Sexta, 20 de julho de 2018

15:46 - Prazo para convenções partidárias vai até 5 de agosto; confira o calendário

10:40 - Apoio do PP a Alckmin não deve interferir em Mato Grosso, garante Ezequiel Fonseca

08:06 - Composição entre MDB e DEM não agrada as bases

08:00 - Eu não faço isso, diz governador sobre negociação entre DEM e MDB

07:51 - PSL de Selma é liberado para coligar com PSDB de Taques

Quinta, 19 de julho de 2018

11:18 - OAB, Mendes, Fávaro e MDB negam negociação por indicação e falam em ilação

08:15 - Pedro Taques compara corrupção no governo Silval e na sua gestão

07:12 - Apoio do MDB a Mauro Mendes envolve TCE, TJ e secretarias

Quarta, 18 de julho de 2018

15:41 - PSL veta PSDB e mais 8 siglas dificultando candidaturas de Selma e Galli - veja documento


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 21/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 21/07/2018
8fe238dc3a8b0020105115f07e41b41d anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Começou a temporada de conchavos, alianças e acordos na política




Logo_classifacil









Loja Virtual