Leitão deixa base governista e pede renúncia de Temer | Gazeta Digital

Sexta, 19 de maio de 2017, 14h58

POLÍTICA DE MT

Leitão deixa base governista e pede renúncia de Temer

Celly Silva, repórter do GD


O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) emitiu nota pública, nesta quinta-feira (18), se posicionando diante da nova fase da operação Lava Jato, que afastou do Senado o correligionário dele, Aécio Neves, e indiciou o presidente da República Michel Temer (PMDB).

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Na nota, Leitão reconhece a crise que abateu seu partido e considerou uma “convulsão institucional” o que ocorreu após a delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos dos frigoríficos JBS, no início da semana.

Segundo o parlamentar, ele defendeu o afastamento de Aécio Neves, que foi filmado pedindo R$ 2 milhões para o empresário, da presidência do PSDB até que as denúncias contra ele sejam esclarecidas. Além disso, também defendeu a saída da legenda do governo Michel Temer, com a entrega dos cargos em ministérios.

Nilson Leitão também demonstrou ser favorável à renúncia de Temer em prol do restabelecimento do país e do estancamento da crise econômica. Além disso, ele quer que a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmem Lúcia assuma a presidência interina do país. Para isso, defendeu que os presidentes da Câmara e do Senado abram mão da linha sucessória. No entanto, ontem mesmo o presidente Michel Temer fez pronunciamento oficial dizendo que não vai renunciar ao cargo.

Ao final da nota, o parlamentar sustentou que um novo processo eleitoral seja conduzido pelo STF em, no máximo, 30 dias.

Confira a nota na íntegra:

Diante da crise partidária que se abateu sobre o meu partido, e da convulsão institucional que já assolava o país há tempos e se agravou nas últimas 24 horas, gostaria de deixar clara a posição que defenderei:

- Defendi o Afastamento do senador Aécio Neves da presidência do PSDB,até que sejam esclarecidas as denúncias que pesam sobre ele;

- Desembarque imediato do PSDB do Governo de Michel Temer, com a entrega dos cargos pelos ministros do partido;

- Renúncia do presidente Michel Temer, para permitir que a estabilidade seja reestabelecida nesse momento tão crítico do país; Mesmo entendendo a melhora da economia e do emprego, é necessário estancar a crise imediatamente;

- Disposição dos presidentes da Câmara e do Senado em abrirem mão da linha sucessória para a Presidência da República na vacância do cargo, permitindo que a presidente do STF assuma o cargo interinamente;

- Condução de novo processo eleitoral pela presidente do STF, Carmen Lúcia, em no máximo 30 dias, como determina a Constituição Federal.

Dep. Nilson Leitão (PSDB-MT)
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 23 de janeiro de 2018

13:24 - MPF amplia investigações na Secretaria Municipal de Obras do Rio

11:31 - Lula merece ser julgado pelas urnas, diz Manuela D'Ávila

11:30 - Chance de confronto está afastada no dia do julgamento de Lula, diz secretário

11:29 - PSB declara apoio a Lula e critica celeridade da tramitação do processo no TRF-4

10:46 - Dilma é esperada em ato de mulheres do PT em Porto Alegre

10:44 - Militares isolam TRF; Lula vai a atos em Porto Alegre

10:36 - Zelador do triplex do Guarujá pede Lula na cadeia

08:13 - Julgamento de Lula; ex-presidente pode ser preso nesta quarta?

08:08 - Lava Jato; PF prende ex-secretário de Obras de Paes no Rio de Janeiro

Segunda, 22 de janeiro de 2018

12:22 - Dos 77 condenados por Sérgio Moro, TRF-4 só absolveu 5


// leia também

Terça, 23 de janeiro de 2018

10:37 - Taques se reúne com chefe MP para tratar de duodécimo atrasado

08:30 - Chefe da Casa Civil diz que Dal Bosco continuará líder do governo na AL

07:45 - PSDB fará reunião para tentar selar a paz entre Leitão e Taques

Segunda, 22 de janeiro de 2018

11:45 - Taques não acredita que poderá ser 'traído' pelo vice Carlos Fávaro

09:01 - TCE aponta danos de R$ 2,6 milhões aos cofres em Santo Antônio do Leverger

Domingo, 21 de janeiro de 2018

10:32 - Desafio de Taques é reconstruir base e vencer eleição no 1º turno, diz Wilson

Sábado, 20 de janeiro de 2018

15:30 - Presidente do TJ nega complacência com Taques

13:45 - Baracat e Jayme deixam secretariado de Várzea Grande

12:30 - Fávaro quer disputar governo e conversa com oposição, revela Fagundes

08:30 - Wilson nega indicação ao TCE e afirma que vai à reeleição


 veja mais
Cuiabá, Terça, 23/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 23/01/2018
Ee7bba5599143b6808c910b7421e152b anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Na sua opinião, qual será o resultado do julgamento de Lula, no TRF-4, nesta quarta-feira?




Logo_classifacil









Loja Virtual