Silval confirma esquema de propina através da Petrobras | Gazeta Digital

Segunda, 28 de agosto de 2017, 19h15

Silval confirma esquema de propina através da Petrobras

Karine Miranda, repórter do GD


O ex-governador Silval Barbosa afirmou, em delação premiada, que foi operado no Estado, em 2012, um esquema junto aos servidores da Petrobras para a obtenção de propina. Ele não confirmou o valor movimentado, porém, disse que correspondeu a 6% das obras que foram pagas pela empresa através do programa "MT Integrado".

A informação faz parte da delação premiada de Silval Barbosa, firmada com a Procuradoria Geral da República (PGR) e homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luis Fux, no último dia 9.

De acordo com a delação, o esquema se iniciou através do programa “MT Integrado”, que previa a pavimentação de várias rodovias do Estado. Valendo-se de um uma resolução do Conselho Nacional de Fazenda (Confaz), foi inserido no programa algumas obras em vias urbanas.

Chico Ferreira

Silval confirma esquema de propina através da Petrobras

A resolução autorizava a execução de que algumas obras de infraestrutura, desde não ultrapassassem os valores de 5% da receita corrente liquida, fossem executadas por empresas.

Com isso, ao invés de o Estado remunerar as obras, concedia créditos outorgados dos valores gastos nas obras para tais empresas abaterem dos valores devidos de ICMS.

Diante da possibilidade, Silval contou que conversou com o então secretário de Fazenda, Marcel Souza de Cursi, sobre os fatos, “que se incumbiu de verificar a questão legal de executar tal programa via Petrobrás”.

“O programa funcionava da seguinte forma: as construtoras ficavam responsáveis em executar as obras de infraestrutura, o Estado fazia as mediações e informava o valor devido e a referida empresa que a Petrobrás deveria pagar, sendo que o valor pago pela Petrobras era descontado do valor que ela deveria recolher de ICMS para o Estado de Mato Grosso”, disse.

Silval relatou ainda que conversou com diretores da Petrobras sobre o programa “frisando que nessas conversas não foi tratado sobre os respectivos retornos”. No entanto, depois, o secretário-adjunto da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), Valdisio Viriato, teria conversado com os servidores da Petrobras.
“Eles pediram vantagens indevidas para a execução do projeto, não sabendo quais servidores (se compromete a tentar descobrir os nomes) da Petrobras que pediram tais vantagens”, disse.

Ainda segundo Silval, a propina combinada tanto com os diretores da Petrobras, como também com as construtoras, era de 4% a 6% do valor que a Petrobras pagava. Desses valores, metade era destinada para os servidores da Petrobras e metade ficaria com Valdisio.

O ex-secretário repassaria os valores para o ex-chefe de gabinete do Silval, Silvio Cézar CorrEa Araujo, ou para o próprio ex-governador. Era com esse dinheiro que Silval fazia os pagamentos dos compromissos do governo.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 18 de janeiro de 2018

19:32 - Após prisões e processos, Silval 'ajudará' acabar com corrupção endêmica - veja vídeo

15:50 - Silval Barbosa evita receber visitas por medo de pessoas de 'má-fé'

07:30 - Silval Barbosa afirma não sentir culpa pelo atraso do VLT

Segunda, 15 de janeiro de 2018

14:30 - Silval Barbosa diz que se arrepende e está se retratando

Sexta, 12 de janeiro de 2018

11:42 - MPE apura esquema entre Silval Barbosa e a Petrobras

Terça, 26 de dezembro de 2017

21:01 - Entra e sai gravado em vídeo é destaque

Segunda, 18 de dezembro de 2017

09:44 - Maggi e Emanuel lideram impacto negativo

Domingo, 17 de dezembro de 2017

12:11 - Gilmar Mendes e Silval devem ser investigados

Quarta, 13 de dezembro de 2017

14:33 - Naco investiga Mauro Savi por suposta corrupção no Detran

Segunda, 11 de dezembro de 2017

08:25 - Emanuel pede que Fux reconsidere decisão


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

12:06 - Prefeito sanciona 13º de vereadores

11:03 - 'É preciso transparência', diz líder do governo sobre CPI do Fundeb e Fethab

10:10 - Wilson será investigado após áudio de Jajah sobre verba indenizatória

08:27 - Gallo assume Sefaz e prepara cronograma de pagamentos

Quinta, 18 de janeiro de 2018

12:04 - TRE prorroga revisão do eleitorado para 30 de março em Cuiabá, VG e Sinop

11:29 - Aliança não é eterna, diz Fábio Garcia sobre apoio a Taques

11:09 - Pedro Taques diz estar tranquilo sobre CPI dos Fundos para investigar governo

11:00 - Governador empossa novos titulares da Secretaria de Fazenda e PGE

Quarta, 17 de janeiro de 2018

19:30 - Pedro Taques avisa que Estado não vai liberar recursos para Carnaval

17:26 - Governador Taques busca liberação de R$ 100 milhões para a saúde


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

A Prefeitura de Cuiabá voltará a aplicar multas por videomonitoramento. Qual é a sua opinião sobre isso?




Logo_classifacil









Loja Virtual