Conselheiro Campos Neto é eleito presidente do TCE | Gazeta Digital

Terça, 14 de novembro de 2017, 10h58

política de mt

Conselheiro Campos Neto é eleito presidente do TCE

Celly Silva, repórter do GD


O conselheiro de contas, Gonçalo Domingos de Campos Neto, foi eleito por unanimidade ao cargo de presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) para atuar no biênio 2018-2019. Ele já ocupava o cargo desde meados de setembro, quando os demais cinco conselheiros titulares (Antônio Joaquim, José Carlos Novelli, Sérgio Ricardo de Almeida, Waldir Teis e Valter Albano) foram afastados por decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito da operação Malebolge.

Leia mais - STF afasta 5 conselheiros de MT citados em delação

Thiago Bergamasco/TCE

Campos Neto

Para a mesma gestão de Campos Neto, também foram eleitos os conselheiros interinos Luiz Henrique Lima, para o cargo de vice-presidente, e Isaías Lopes da Cunha para corregedor-geral do TCE.
No momento de sua posse, Campos Neto citou o exemplo de seu pai Ary Leite de Campos, que também foi presidente do TCE por três vezes e afirmou que pretende trabalhar igual ou melhor que o genitor e seguir seus ensinamentos.

“Meu pai teve a oportunidade de presidir a Casa já por três vezes e, agora, depois de um tempo, o filho volta. Então, isso nos dá o compromisso de ter a responsabilidade de fazer senão igual, melhor. É isso que me estimula a ser cada vez mais um servidor público de Mato Grosso. Com garra, determinação e união de todos os servidores que vão fazer um bom trabalho e mostrar pra sociedade isso com o tempo”, disse.

Campos Neto foi o único candidato apto a disputar a presidência e contou com o apoio dos colegas, que lhe garantiram votação unânime.

Conselheiros afastados

Gazeta

Antônio Joaquim, José Carlos Novelli, Sérgio Ricardo de Almeida, Waldir Teis e Valter Albano estão impedidos de exercer seus cargos por determinação do STF desde o dia 14 de setembro, quando a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão tanto nos seus gabinetes no TCE, quanto em suas residências.

Leia também - Buscas no TCE deram 'mais trabalho' à PF mobiliznado agentes por 10 horas - Veja fotos

Os cinco foram citados na delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), que afirma ter feito em seu governo acordo de pagar R$ 53 milhões em propina para os conselheiros em troca da falta de fiscalização em obras de pavimentação de rodovias, contempladas com o programa MT Integrado, além de aprovar as contas de gestão do ex-governador.

No dia da operação Malebolge, que foi a 12ª fase da operação Ararath, dezenas de agentes federais ficaram por quase 10 horas nas dependências da Corte de Contas para vasculhar todos os gabinetes dos alvos. Todos eles negam as acusações.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 08 de janeiro de 2018

07:30 - 'Quero ser reeleito', diz Wilson Santos ao negar articulação para o TCE

Terça, 26 de dezembro de 2017

10:40 - TCE cobra explicações sobre licitação da Sesp

Quarta, 20 de dezembro de 2017

16:55 - Autoridades prestigiam posse do presidente do Tribunal de Contas do Estado

Terça, 19 de dezembro de 2017

18:02 - Ministro do STF nega liberar aposentadoria de Antônio Joaquim

Sexta, 08 de dezembro de 2017

16:51 - Antonio Joaquim diz que impedir aposentadoria é condenação antecipada

11:06 - PGR dá parecer contrário à aposentadoria de Antonio Joaquim

Sexta, 01 de dezembro de 2017

14:53 - TCE revoga cautelar que barrava pregão do TJ para serviços de impressão

09:54 - TCE manda prefeito Zé do Pátio respeitar planejamento orçamentário

Sexta, 24 de novembro de 2017

19:02 - Governo de MT paga R$ 21 mi por obra que nem começou, afirma TCE

Quinta, 16 de novembro de 2017

16:33 - TJ não obriga Pedro Taques aposentar Antonio Joaquim do TCE


// leia também

Terça, 16 de janeiro de 2018

13:25 - Votação das contas de Taques fica para fevereiro e Viana cogita relatório paralelo

12:13 - Kardec conta com 16 assinaturas para CPI contra Pedro Taques - confira

10:33 - Comissão vai convocar Jajah e Wilson para explicarem 'devolução de VI'

10:15 - Com muitas filas, prazo para biometria vai ampliar

10:07 - Governo anuncia abertura de concurso com 172 vagas

07:30 - ONG Moral volta a cobrar investigação contra deputados alvos da PF

Segunda, 15 de janeiro de 2018

18:02 - Servidores do TJ cobram medidas contra governo por duodécimo

16:44 - Deputados interrompem férias nesta terça para votar contas de Taques

10:36 - Oposição vai pedir vistas das contas de Taques na Assembleia

09:21 - Dilmar Dal' Bosco deve deixar a liderança do Governo na AL


 veja mais
Cuiabá, Terça, 16/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 16/01/2018
525898e38d98c5884d744481421366ca anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O próximo presidente da República deve dar importância aos direitos humanos?




Logo_classifacil









Loja Virtual