Liberação do FEX deve ser votada esta terça-feira no Câmara Federal | Gazeta Digital

Segunda, 27 de novembro de 2017, 08h53

COM URGÊNCIA

Liberação do FEX deve ser votada esta terça-feira no Câmara Federal

Glaúcio Nogueira, repórter do A Gazeta


A Câmara dos Deputados deve votar nesta terça-feira (28) o Projeto de Lei que vai liberar aos Estados e municípios os recursos do Auxílio Financeiro para Fomento às Exportações (FEX) do ano de 2017. A matéria vai tramitar em regime de urgência, após o deputado Fábio Garcia (sem partido) ter conseguido as assinaturas necessárias.

Logo após a aprovação, o texto seguirá para o Senado, onde também deverá ser votado no mesmo regime. Isso porque o senador José Medeiros (Podemos) está articulando com os líderes dos partidos a apresentação do requerimento de urgência. Caso as previsões se confirmem, ainda nesta semana o Projeto de Lei seguirá para a União, que ficará liberada para fazer o pagamento dos mais de R$ 1,9 bilhão previstos para a compensação.

Deste montante, Mato Grosso terá direito a R$ 400 milhões, sendo R$ 300 milhões ao Estado e o restante dividido entre as prefeituras, com base no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). As articulações que darão celeridade à tramitação da matéria foram conseguidas pela bancada federal de Mato Grosso e pelo governador Pedro Taques (PSDB). Na última semana, o grupo participou de diversas reuniões em Brasília, com o presidente Michel Temer (PMDB) e com os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), que manifestaram apoio à aprovação do Projeto de Lei.

No requerimento apresentado à Câmara, Garcia destacou que Estados e municípios vivem em grave crise fiscal e deixam de arrecadar com a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sob produtos primários e semielaborados exportados R$ 35 bilhões. “Assim sendo, de cada R$ 9 de renúncia fiscal provenientes da Lei Kandir, os Estados e municípios brasileiros são ressarcidos em apenas R$ 1”.

O parlamentar pontuou que, por conta disso, cabe à Câmara dos Deputados e ao Senado, anualmente, aprovar a liberação dos recursos do FEX para minimizar as perdas. Ao contrário do que geralmente acontece, neste ano a proposta já conta com dotação orçamentária específica, depois que a Comissão Mista de Orçamento (CMO) incluiu o valor na peça aprovada no Congresso Nacional. Tão logo os recursos sejam liberados, a intenção é amenizar a crise gerada pela frustração nas receitas, próprias e repasses da União.

Estão previstos repasses para a área de saúde, quitação da folha de pagamentos dos servidores públicos e o pagamento de parte do débito gerado com o atraso nos repasses constitucionais. Além do FEX, o governo aguarda a transferência dos recursos referentes a uma dívida da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Acordo fechado por Taques com os ministros da Agricultura, Blairo Maggi (PP), e da Fazenda, Henrique Meireles, possibilitará a Mato Grosso receber cerca de R$ 110 milhões, dívida que se arrasta há vários anos.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 27 de dezembro de 2017

00:05 - FEX na conta, governo inicia pagamentos

Quinta, 21 de dezembro de 2017

18:04 - Temer sanciona FEX e Estado vai receber quase R$ 500 milhões

Quarta, 20 de dezembro de 2017

15:20 - A luta acabou. Agora é a vez da matemática

12:27 - Temer sanciona pagamento do FEX nesta quinta-feira

Terça, 19 de dezembro de 2017

19:24 - Temer confirma sanção do FEX e garante pagamento de quase R$ 500 milhões a MT

Quarta, 13 de dezembro de 2017

17:51 - Senado aprova FEX e MT deve receber R$ 496 milhões da União

Quarta, 06 de dezembro de 2017

19:35 - Câmara aprova FEX e Mato Grosso receberá R$ 496 milhões

Terça, 05 de dezembro de 2017

17:25 - Rodrigo Maia garante que liberação do FEX será votada nesta quarta-feira

15:57 - Deputado garante que FEX será votado nesta 4ª

Terça, 28 de novembro de 2017

10:42 - Repasse do FEX é aguardado com ansiedade


// leia também

Sábado, 20 de janeiro de 2018

15:30 - Presidente do TJ nega complacência com Taques

13:45 - Baracat e Jayme deixam secretariado de Várzea Grande

12:30 - Fávaro quer disputar governo e conversa com oposição, revela Fagundes

08:30 - Wilson nega indicação ao TCE e afirma que vai à reeleição

08:07 - Preso em casa, ex-governador Silval faz faculdade de Teologia - veja vídeo

Sexta, 19 de janeiro de 2018

16:20 - Marrafon diz que conversa com Percival sobre filiação no PPS

12:06 - Prefeito sanciona 13º de vereadores

11:03 - 'É preciso transparência', diz líder do governo sobre CPI do Fundeb e Fethab

10:10 - Wilson será investigado após áudio de Jajah sobre verba indenizatória

08:27 - Gallo assume Sefaz e prepara cronograma de pagamentos


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 20/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 20/01/2018
8606faf6320fa3698f4313217276d306 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Algum novato, de fora da política, pode surpreender nas eleições para presidente da República?




Logo_classifacil









Loja Virtual