CPI convoca prefeito Emanuel e mais 9 para depor | Gazeta Digital

Quarta, 06 de dezembro de 2017, 12h18

Maços de dinheiro

CPI convoca prefeito Emanuel e mais 9 para depor

Janaiara Soares, repórter do GD


Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó aprovaram a convocação de 10 pessoas que serão ouvidas na investigação sobre quebra de decoro do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB).

O gestor também foi um dos convidados para prestar esclarecimentos quanto ao vídeo no qual aparece recebendo maços de dinheiro de um suposto mensalinho enquanto deputado estadual na gestão Silval Barbosa. Além disso, ficou definido na primeira reunião que as oitivas serão abertas ao público.

João Vieira

Prefeito será investigado por quebra de decoro

“Essa reunião foi para deliberação do plano de trabalho: sobre o requerimento de informações e as oitivas a serem realizadas. Recebemos três requerimentos oficiais, lemos as solicitações e deferimos os nomes por meio de um juízo de admissibilidade junto a procuradoria sobre ser pertinente ao objeto da investigação”, disse o presidente da investigação, vereador Marcelo Bussiki (PSB).

Marco Polo Pinheiro que é irmão do prefeito, Silval Barbosa, Sílvio Correa e seu ex-assessor, Valdecir Cardoso de Almeida, o delegado que comandou a ação da Operação Malebolge, Wilson Rodrigues e os agentes Marcelo Pimenta e Ada de Oliveira, que fizeram busca e apreensão na casa de Emanuel, também serão ouvidos.

Além disso, o ex-secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), Alan Zanatta, também foi convocado para prestar depoimento sobre as denúncias de que Pinheiro tentou obstruir a justiça, após Zanatta ter gravado um áudio com o ex-chefe de gabinete Silvio Correia no qual ele fez declarações sobre o pagamento de mensalinho. O perito judicial Alexandre Pérez que fez a análise do áudio também foi convocado.

O grupo de 9 vereadores, que assinou previamente o pedido de investigação, ainda avalia se entra na Justiça para conseguir mudar a composição da CPI, que tem como relator e membro, dois parlamentares da base do prefeito: Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV).

A investigação foi proposta por Marcelo Bussiki (PSB) e visa investigar a conduta do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), filmado na época em que era deputado estadual recebendo maços de dinheiro e guardando no paletó.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 11 de dezembro de 2017

18:30 - Ex-prefeito ainda espera por explicação de Emanuel Pinheiro

Terça, 05 de dezembro de 2017

12:01 - CPI convoca gestores e ex-prefeito para saber se Emanuel 'administra bem'

10:41 - Nova reunião da CPI do Paletó decidirá se sessões serão abertas

Quinta, 30 de novembro de 2017

08:38 - Câmara avalia se população terá acesso às reuniões da CPI do Paletó

Segunda, 27 de novembro de 2017

11:44 - CPI do Paletó ainda não mostrou a que veio

Quarta, 22 de novembro de 2017

16:55 - CPI do Paletó não dará em nada e vereadores passarão vergonha, diz Renivaldo

Terça, 21 de novembro de 2017

18:04 - Membros da CPI do Paletó se reúnem para definir agenda de trabalho

Quinta, 16 de novembro de 2017

10:13 - Aliado de prefeito, Adevair Cabral será relator da CPI do Paletó

Terça, 14 de novembro de 2017

16:04 - Oposição ameaça ir à Justiça para decidir membros da CPI do Paletó

10:24 - Câmara de Cuiabá escolhe membros da CPI do Paletó em 48h


// leia também

Quarta, 13 de dezembro de 2017

18:46 - Prefeito se reúne com ministro e quer liberação de R$ 132 milhões para Cuiabá

17:51 - Senado aprova FEX e MT deve receber R$ 496 milhões da União

15:04 - Após reclamação, prefeito apresenta substitutivo da LOA

14:33 - Naco investiga Mauro Savi por suposta corrupção no Detran

12:42 - Riva depõe após Eder afirmar que ele teve participação nas cartas de crédito

Terça, 12 de dezembro de 2017

19:32 - Vereadores de Cuiabá concedem 13º salário para si mesmos

19:02 - Deputados aprovam orçamento de R$ 20,3 bilhões para o Estado

16:50 - TCE dá 15 dias para Emanuel explicar falta de pagamento à empresa

16:01 - Comissão no Senado aprova liberação de quase R$ 500 mi do FEX para MT

14:04 - Recriação da SEC 300 é aprovada na Câmara


 veja mais
Cuiabá, Quarta, 13/12/2017
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Quarta, 13/12/2017
4d4ff3f31814f4dd069405738f837313 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Vereadores de Cuiabá criaram o 13º salário para si mesmos




Logo_classifacil









Loja Virtual