Governo começa a fazer pagamentos com recursos do FEX | Gazeta Digital

Quarta, 03 de janeiro de 2018, 10h41

após cobranças

Governo começa a fazer pagamentos com recursos do FEX

Janaiara Soares, repórter do GD


Mayke Toscano/Gcom-MT

O secretário-chefe da Casa Civil, Max Russi (PSB) afirmou na manhã desta quarta-feira (3) que os pagamentos com os recursos do Auxílio Financeiro para Fomento de Exportações (FEX) começam a ser feitos hoje. Na semana passada, uma parte do que foi encaminhado pela União teria sido usado para sanar déficits em fundos estaduais. Segundo ele, o vice-governador Carlos Fávaro (PSD), no comando do Estado interinamente durante as férias do governador Pedro Taques (PSDB), esteve reunido com os secretários para ajustar os últimos detalhes e efetuar a ordem de pagamento.

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Eduardo Botelho (PSB), assim como o presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga (PSD), na tarde de ontem afirmaram que os repasses ainda não tinham sido efetuados. Dos cerca de R$ 372 milhões que Mato Grosso recebeu, pelo menos, R$ 240 milhões podem ter sido usados para que o Executivo conseguisse fechar o ano dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Entre os fundos que o governo teria precisado “abastecer” para isso, estaria o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), como afirmou Botelho na última semana. Até então, o governo vinha anunciando que, com o dinheiro do FEX, pagaria, além de parte da dívida com os Poderes, débitos de áreas como a saúde e infraestrutura. Também as emendas parlamentares dos deputados estaduais. Tudo, nas palavras de Botelho, acabou ficando para este ano.

O acordo sobre os repasses havia sido firmado antes da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto de Gastos. Os atrasos nos repasses do governo para instituições como a Assembleia Legislativa, o Tribunal de Justiça, o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) já chegam à casa dos R$ 200 milhões.

Neurilan Fraga esteve na tarde desta terça-feira (2) com Fávaro cobrando os repasses para a saúde. Do total destinado para esse setor, 25% serão repassados às 141 prefeituras. O montante de cada uma delas leva é calculado com base no que recebem do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“Anunciaram com a aprovação do projeto de liberação do FEX que esse pagamento seria feito imediatamente. Na última semana não foi depositado os recursos e até agora ninguém nos deu uma posição”, reclamou o presidente.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 04 de julho de 2018

12:15 - CPI do Fundeb e Fethab é prorrogada por 6 meses

Segunda, 14 de maio de 2018

16:40 - Preso, Mauro Savi será substituído em CPI

Terça, 17 de abril de 2018

16:58 - Secretário afirma que governo tem autonomia para reter valores do Fethab

Terça, 10 de abril de 2018

17:24 - Secretário afirma que R$ 70 milhões sonegados 'dificilmente' serão recuperados

Segunda, 02 de abril de 2018

09:25 - Mauro Savi quer finalizar CPI antes de votar contas de Taques

Terça, 20 de março de 2018

17:21 - Repasses do Fundeb foram reduzidos desde 2016, aponta Undime

Sexta, 09 de março de 2018

08:25 - Controladoria diz que não houve desvio de finalidade do Fundeb

Terça, 06 de março de 2018

19:12 - Savi manda recado e promete endurecer CPI

16:40 - CPI dos Fundos vai ouvir presidente da AMM e ex-secretário de Taques

Terça, 27 de fevereiro de 2018

16:14 - Ex-secretário de Fazenda e presidente da AMM vão depor em CPI


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

15:46 - Prazo para convenções partidárias vai até 5 de agosto; confira o calendário

10:40 - Apoio do PP a Alckmin não deve interferir em Mato Grosso, garante Ezequiel Fonseca

08:06 - Composição entre MDB e DEM não agrada as bases

08:00 - Eu não faço isso, diz governador sobre negociação entre DEM e MDB

07:51 - PSL de Selma é liberado para coligar com PSDB de Taques

Quinta, 19 de julho de 2018

11:18 - OAB, Mendes, Fávaro e MDB negam negociação por indicação e falam em ilação

08:15 - Pedro Taques compara corrupção no governo Silval e na sua gestão

07:12 - Apoio do MDB a Mauro Mendes envolve TCE, TJ e secretarias

Quarta, 18 de julho de 2018

15:41 - PSL veta PSDB e mais 8 siglas dificultando candidaturas de Selma e Galli - veja documento

13:55 - Disputado por todos, Adilton Sachetti diz que anunciará aliança na 2ª


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/07/2018
96031af100be886f438de72020f399a8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo




Logo_classifacil









Loja Virtual