Governo mantém rescisão unilateral com o Consórcio VLT | Gazeta Digital

Terça, 06 de fevereiro de 2018, 15h53

Governo mantém rescisão unilateral com o Consórcio VLT

Celly Silva, repórter do GD


Atualizada às 16h23 - O governador Pedro Taques (PSDB) manteve a rescisão unilateral do contrato do Estado com o Consórcio VLT – composto pelas empresas CR Almeida S/A Engenharia de Obras, Santa Bárbara Construções S/A, CAF Brasil Indústria e Comércio e Astep Engenharia Ltda. – declarando culpa exclusiva dessas, após o estopim da delação do ex-governador Silval Barbosa, que afirmou ter feito acordo de propina de R$ 18 milhões mais 3% do valor do contrato com os executivos de cada empresa, no âmbito das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Chico Ferreira

Após recurso impetrado pelo Consórcio, governador Pedro Taques manteve condenação, retirando apenas declaração de inidoneidade.

A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de segunda-feira (5). Nele, o governo atendeu apenas parcialmente o recurso impetrado pelo consórcio, retirando a declaração de inidoneidade anteriormente estipulada.

O processo administrativo no qual foi discutida a rescisão contratual reconheceu o superfaturamento de itens executados na obra, em relação aos preços de referência que constavam na licitação. Por conta disso, foi mantida a multa de 10% do valor do contrato, seguindo o parecer jurídico da Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Além disso, o governador rejeitou o pedido de suspensão do processo até o encerramento das investigações policiais sobre o caso de corrupção nas obras e o pedido para aguardar provas testemunhais e periciais, por entendê-las desnecessárias e protelatórias.

Leia também - Desembargadora anula rescisão de contrato entre Estado e Consórcio VLT

No mês passado, a desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), proibiu o Estado de tomar qualquer medida com base no Termo de Rescisão Contratual com o Consócio VLT, até que houvesse decisão deste recurso administrativo.

Na ocasião, o Consórcio VLT refutou as alegações do Estado para romper o contrato e destacou seu interesse em retomar as obras de conclusão do modal de transporte, posicionamento que se manteve com a decisão do governo após o recurso administrativo. Confira nota:

O Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande reafirma os fatos apresentados ao Judiciário, através dos quais demonstrou a total improcedência das alegações apresentadas pelo Estado para justificar a rescisão do contrato. O Consórcio destaca que tem pleno interesse em retomar e concluir a implantação do VLT e reúne todas as condições necessárias para esse objetivo.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 02 de agosto de 2018

11:20 - Relatora é contra rescisão de contrato do VLT e pedido de vista adia julgamento

Segunda, 23 de julho de 2018

07:09 - Proposta aprovada na ALMT 'sucateia' processo licitatório

Sábado, 07 de julho de 2018

08:00 - Silval Barbosa defende retomada de obras do VLT paralisadas em sua gestão

Quarta, 04 de julho de 2018

13:00 - Emanuel Pinheiro quer propostas de candidatos ao governo para o VLT

Domingo, 01 de julho de 2018

09:57 - Governo de Pedro Taques já gastou R$ 547 milhões com VLT parado

Quinta, 28 de junho de 2018

08:50 - Governo ainda elabora minuta de licitação para retomada do VLT

Segunda, 11 de junho de 2018

13:15 - Silval depõe na Justiça Federal e nega fraudes na licitação do VLT - veja vídeo

Quarta, 06 de junho de 2018

15:00 - Silval sugere que Taques seja processado por atrasos em obras - veja vídeo

Quinta, 08 de março de 2018

09:05 - Tribunal de Contas da União determina auditoria no contrato do VLT

Terça, 06 de março de 2018

11:39 - Silval Barbosa e Maurício Guimarães depõem sobre fraudes no VLT


// leia também

Quinta, 16 de agosto de 2018

19:23 - Deputado Baiano Filho desiste de reeleição e deve apoiar Mendes ao governo

17:29 - Mauro Mendes é gravado criticando escala de PMs e depois fala em fake news - ouça áudios

16:57 - Jayme aponta vantagem de Mauro Mendes em relação a adversários

14:14 - Câmara de Cuiabá institui sessão única durante período eleitoral

13:25 - Ex-secretária de Saúde confirma que nepotismo a fez deixar gestão de Emanuel

13:00 - Mendes inicia campanha criticando gestão Taques e atrasos de repasses

09:55 - Juiz manda retirar outdoor favorável a Bolsonaro em Alta Floresta

07:22 - Candidatos já podem começar a pedir votos

Quarta, 15 de agosto de 2018

19:00 - Taques só entende de grampos ilegais, reage advogado do senador Medeiros

15:34 - Arthur Nogueira registra candidatura ao governo de Mato Grosso pela Rede


 veja mais
GDEnem

Cuiabá, Sexta, 17/08/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 17/08/2018
3530ffce5712a5fc35d6534a46b49165 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Cuiabá é uma cidade acolhedora para ciclistas?




Logo_classifacil









Loja Virtual