Maluf apresenta requerimento para criar CPI do Crédito Consignado | Gazeta Digital

Terça, 06 de março de 2018, 19h28

Política de MT

Maluf apresenta requerimento para criar CPI do Crédito Consignado

Karine Miranda, repórter do GD


O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) apresentou, na sessão plenária desta terça-feira (6), um requerimento para a criação de CPI para investigar a concessão de empréstimos consignados aos servidores públicos de Mato Grosso. O requerimento conta com 14 assinaturas e foi entregue ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho.

Maurício Barbant

Maluf apresenta requerimento para criar CPI do Crédito Consignado

De acordo com Maluf, o objetivo é discutir o endividamento dos servidores e verificar se os empréstimos estão sendo feitos de acordo com as normas da Federação Brasileira dos Bancos. Isto porque, segundo o deputado, os próprios sindicatos das categorias já reclamaram do aumento da capacidade de endividamento dos servidores acima do limite de 30%.

“Quando não há o comprometimento do salário, é o cartão de crédito e outras ferramentas que usam para burlar o teto constitucional do empréstimo. (...) Fora isso, a renovação do empréstimo é absurda, feita automaticamente. Muitas vezesz o servidor nem sabe que foi renovado e aí é mais divida em cima dele”, disse o deputado.

A comissão, se instalada, também vai apurar como os dados pessoais dos servidores, como os salários e o CPF, são obtidos pelos bancos e financeiras de empréstimos consignados, segundo deputado Allan Kardec. “Muitos recebem ligação desses bancos, recebem visitas desses bancos, com facilidade para emprestar dinheiro consignado e muitos servidores estão nessa situação de endividamento”.

Allan lembrou ainda a dificuldade que os servidores têm para alterar a data de vencimento dos empréstimos que, em sua grande maioria, ocorre no último dia útil do mês em razão dos salários terem sido , em outros anos, pago dentro do mês trabalhado.

“Os ativos e inativos que estão com empréstimos em CDC precisam trocar a data do vencimento. O salário no Estado não é pago mais no dia 30. São 10 dias aí, que o servidor está pagando de juros e o banco tem essa dificuldade de mudar a data. E essa Casa aqui precisa se debruçar sobre isso”.

Duas CPIs já estão em funcionamento da Assembleia: a CPI dos Fundos, que apura a arrecadação, a destinação e possíveis desvios dos recursos do Fundeb e do Fethab, além da CPI do MPE, que investiga supostas irregularidades na emissão e pagamento de cartas de crédito para procuradores e promotores de justiça. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

09:30 - Wilson Santos apresenta cronograma para votação da LDO na Assembleia

09:00 - Taques tenta reaproximação e oferece vaga de vice ao PSD

08:30 - Deputado alerta que candidatos devem estar dispostos a ter vida vasculhada

07:30 - Rui Prado defende parlamentarismo no Brasil para evitar 'traumas políticos'

Sábado, 23 de junho de 2018

08:30 - Emanuel sanciona lei que o autoriza fazer empréstimo de R$ 51 milhões

08:15 - Ninguém quer ver bate boca de lavadeira, diz Jayme Campos

08:00 - Taques vê complô entre Mendes e Fagundes e não aceitará ser 'esculhambado'

Sexta, 22 de junho de 2018

13:15 - PSB quer eleger 2 deputados e busca aliança com grupo de Pedro Taques

10:15 - Guerra de CPIs na Câmara pode atingir a campanha de Mauro Mendes

07:25 - Pedro Taques se prepara para receber verba do PSDB e iniciar campanha


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 24/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 24/06/2018
264aa11e3277d28a72d32c9ea77980c2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que o sobrepeso atinge mais da metade da população brasileira?




Logo_classifacil









Loja Virtual