Só MT e Paraíba não têm deputadas e senadoras em Brasília | Gazeta Digital

Quinta, 08 de março de 2018, 07h00

Só MT e Paraíba não têm deputadas e senadoras em Brasília

Keka Werneck, repórter do GD


Mato Grosso e a Paraíba são os 2 únicos estados brasileiros sem representação feminina no cenário político nacional, tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado. Na Assembleia Legislativa do Estado, das 24 cadeiras, só uma está ocupada por uma mulher, a deputada Janaina Riva (MDB). Na Câmara Municipal de Cuiabá não tem vereadora, só homens. Em Várzea Grande, tem uma representante, a vereadora Gisele Aparecida de Barros, a Gisa Barros (PSB).

Os indicadores nacionais são baixos, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), porém os daqui são piores. São 54 mulheres deputadas federais e elas são 10,5% do total. No Senado, de 81 senadores, 13 são mulheres (16,0%). Na soma total, de 594 vagas no Congresso Nacional só 67 são ocupadas por mulheres (11,3%).

Facebook

Causas femininas não são bem conduzidas, lamenta Jocilene, presidente do Conselho da Mulher

O que afasta a mulher da política, para a presidente do Conselho Estadual da Mulher em MT, Jocilene Barboza, é o modelo machista de sociedade, já que, além de trabalhar fora, boa parte é mãe, esposa e assume sozinha as responsabilidades com a educação dos filhos e as tarefas domésticas.

Para que haja melhor distribuição de cadeiras no parlamento, para Jocilene, é preciso tomar decisões práticas, como regulamentar a convenção 156 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que estabelece que a responsabilidade com filhos e dependentes é de ambos. "O compartilhamento das tarefas domésticas é importantíssimo para liberar as mulheres para outras atividares fora de casa", reforça.

Para ela, o prejuído da falta de representação feminina no parlamento é que as questões das mulheres não são devidamente tratadas. "Não podemos ser ingênuas de acreditar que homens terão a sensibilidade para levar nossas causas adiante, nós é que temos que ser protagonistas", incentiva.

O aborto, por exemplo, segundo ela, é matéria constantemente deturpada e tratada de forma irresponsável ou limitada na Câmara Federal e no Senado.

Divulgação/Assessoria

Janaína Riva é única mulher na Assembleia Legislativa

A deputada Janaina Riva ressalta que as mulheres são maioria na sociedade e que devem sim ocupar cargos eletivos. No entanto, não têm apoio familiar e nem partidário, que as deixam sem viabilidade para participarem realmente de uma disputa eleitoral.

Janaina acredita que, por uma questão de índole, as mulheres são mais corretas e objetivas e isso em si já é um muro que as impede de se aproximar da política, da forma como está hoje, deteriorada.

"Vendo que está tudo errado ao invés de querer participar ela fica extremamente desmotivada, por desacreditar", comenta a deputada.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 08 de março de 2018

16:07 - Greve e protestos marcam Dia Internacional da Mulher pelo mundo

14:50 - Homens de MT se negam a lavar louça, denunciam mulheres no 8M

13:55 - Não queremos flor, queremos respeito e mais amor

11:38 - Uma em cada 4 mulheres de SP já sofreu assédio no transporte coletivo

11:37 - Baixa presença feminina na Câmara põe Brasil em 152º lugar entre 190 países

11:31 - Temer pede que mulheres olhem a Constituição para defender igualdade de direitos

10:18 - Jornal francês vende edição mais cara para homens no 8 de março

09:52 - Clube vê mulheres como cifrão, e não como torcedoras, afirma associação

09:14 - Maria da Penha; pena para quem descumprir restrições é aprovada

09:10 - Câmara dos Deputados aprova punição maior para estupro coletivo


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

09:30 - Wilson Santos apresenta cronograma para votação da LDO na Assembleia

09:00 - Taques tenta reaproximação e oferece vaga de vice ao PSD

08:30 - Deputado alerta que candidatos devem estar dispostos a ter vida vasculhada

07:30 - Rui Prado defende parlamentarismo no Brasil para evitar 'traumas políticos'

Sábado, 23 de junho de 2018

08:30 - Emanuel sanciona lei que o autoriza fazer empréstimo de R$ 51 milhões

08:15 - Ninguém quer ver bate boca de lavadeira, diz Jayme Campos

08:00 - Taques vê complô entre Mendes e Fagundes e não aceitará ser 'esculhambado'

Sexta, 22 de junho de 2018

13:15 - PSB quer eleger 2 deputados e busca aliança com grupo de Pedro Taques

10:15 - Guerra de CPIs na Câmara pode atingir a campanha de Mauro Mendes

07:25 - Pedro Taques se prepara para receber verba do PSDB e iniciar campanha


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 24/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 24/06/2018
264aa11e3277d28a72d32c9ea77980c2 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Qual sua opinião sobre o comportamento dos brasileiros fora do Brasil?




Logo_classifacil









Loja Virtual