O Brasil deu PT | Gazeta Digital

Domingo, 12 de novembro de 2017, 00h00

O Brasil deu PT

Renato de Paiva Pereira


Duas notícias recentes: a) pesquisa mostra que o Brasil tem os piores políticos do mundo e b) em Mato Grosso há um índice de 30% de absenteísmo entre os professores.

Publicação recente (10/17) do Fórum Econômico Mundial, que se reúne todo começo de ano em Davos, na Suíça mostrou que o Brasil tem os piores políticos do mundo. Isto mesmo o nosso país é o 137º de 137 países participantes. Além de outros dados negativos ficamos em 127º na educação primária e 131º no ensino de matemática e ciência na universidade.

Sobre os funcionários públicos quero aqui fazer uma defesa. Eles são, sem dúvida a elite dos trabalhadores brasileiros, tanto que foram aprovados em disputados concursos públicos, que estão cada dia menos sujeitos a fraudes, embora haja algumas ainda.

Entendo que a produtividade deles poderia ser muito maior. Mas aí o problema não é dos servidores, mas sim dos patrões, que são, em última instância os preparadíssimos políticos brasileiros que fizeram bonito no ranking de Davos.

São estes políticos que constroem a máquina pública e a regem, sem nenhum compromisso com produtividade, desempenho e assiduidade dos funcionários.

A imprensa local esta semana (17/10/17) divulgou que 347 professores foram notificados pela Secretaria de Educação (acionada pelo TCE) porque, detentores de dois empregos, se afastaram de um, o Estado, para tratamento de saúde e continuaram a trabalhar no outro, o Município.

Estima-se que o número de faltas ao trabalho entre os professores, por diferentes motivos, chega a 30%, onerando os cofres públicos com a contratação de substitutos. Na atividade privada é raridade o segmento que atinge 5% de faltas. A maioria fica entre 1% e 3%.

Acrescentando o número de faltas à baixa produtividade temos uma noção do desperdício do dinheiro público.

O país deu PT (perda total). Temos os piores representantes do mundo, não por culpa somente do PT ( partido dos trabalhadores) mas da maioria dos políticos de todas as tendência.

Só em Mato Grosso foram mais de 20 políticos denunciados e outros 30 estão perdendo o sono aguardando a delação do ex-deputado Riva. Dizem que foi o maior pânico quando um avião da PF pousou aqui esta semana.

Bactérias resistentes colonizaram o meio político nacional. Trocar os deputados e senadores não resolverá. Os novos eleitos serão rapidamente infectados. Não sei o que pode ser feito para a desinfecção, nem se é possível eliminar a colônia sem lacrar o ambiente. A solução pela via democrática fica a cada dia mais difícil.

Estou convencido de que a maioria de nós se fôssemos funcionários públicos agiríamos como eles, esforçando pouco e desfrutando, sem condenações íntimas, os privilégios de faltas abonadas indevidamente.

Quanto à vida pública tenho uma dúvida: quantos têm resistência natural a essa contagiosa bactéria? Mesmo porque, diferente das infecções comuns, esta favorece o hospedeiro, por isso prospera tanto. É bom não esquecer que parlamentares e governantes, antes de serem eleitos, eram pessoas normais, que como eu e você, condenavam a corrupção do poder.

Renato de Paiva Pereira empresário e escritor.

Contato: renato@hotelgranodara.com.br

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

16:11 - Existe momento certo para trocar de carreira?

12:44 - Como cães de assistência podem ajudar autistas?

00:00 - Leite, nosso próximo desafio

00:00 - Língua portuguesa no ensino médio

00:00 - Eleições e desenvolvimento sustentável

00:00 - Comece agora seu plano para 2019

00:00 - Até que ponto é normal?

Quinta, 19 de julho de 2018

00:00 - Adão sob pressão

00:00 - Uma agenda para os advogados

00:00 - Monstro da inadimplência


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sexta, 20/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/07/2018
96031af100be886f438de72020f399a8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo




Logo_classifacil









Loja Virtual