Trabalho Raro ou Trabalho Raso - 5 | Gazeta Digital

Domingo, 28 de janeiro de 2018, 00h00

Trabalho Raro ou Trabalho Raso - 5

Saulo Gouveia


Meditemos no trabalho Raro de Olavo Bilac quando criou o "Hino à bandeira": "Salve lindo pendão da esperança! / Salve símbolo augusto da paz! / Tua nobre presença à lembrança / A grandeza da Pátria nos traz. Recebe o afeto que se encerra / em nosso peito juvenil, / Querido símbolo da terra, / Da amada terra do Brasil! / Em teu seio formoso retratas / Este céu de puríssimo azul, / A verdura sem par destas matas, / E o esplendor do Cruzeiro do Sul. Recebe o afeto que se encerra / Em nosso peito juvenil, / Querido símbolo da terra, / Da amada terra do Brasil! " (1-14).

Inspira-nos Olavo a desfrutar do trabalho criativo, meditativo, que instiga pensamentos valorosos, apesar de ser comum pensar-se ser maçante, desgastante e exaustivo. É verdade que os frutos são advindos da intensidade e não de várias horas enfadonhas.

Fomos adestrados para ver, participar e responder tudo porque, assim, parece que estamos realizando algo, quando na verdade estamos repetindo práticas e produzindo muito pouco. Portanto, deixar de ser um "roteador humano" e cortar o trabalho raso é a melhor experiência, fortalecida e bem dirigida pela vontade vigorosa, a perseverança e a capacidade de escolher novas formas de agir. Para buscar esse objetivo nobre e ganhar habilidade na criação do Raro, vejamos algumas iniciativas facilitadoras.

Escolha sentar-se em um local aconchegante, isolado e ficar mentalmente quieto para pensar, refletir, intuir e gestar inovação. Trabalhar no nível reflexivo e intuitivo vai necessitar de paciência e prática, porém a persistência tornará agradável e confortável.

Experimente sentar quieto e não fazer nada, offline/sem conexão, durante meia hora, e aos poucos aumente até chegar a uma hora ou mais. Esse treinamento mental passa pela observação em si mesmo de quanto tempo você resistirá até os estímulos sociais ou sinais de seu celular se tornem gigantes a sua frente. Pode deixar do lado, papel e lápis, para notações caso "apareça" algo na mente e que você queira resolver depois.

Busque planejar os horários de trabalho profundo na sua agenda semanal, mensal e anual. A partir de blocos de tempo, que são períodos de duas ou mais horas, ou matutino/vespertino, ou um/dois dias, ou uma/duas semanas, ou o mês inteiro se possível isso for.

Desative todas as notificações da agenda, emails, WhatsApp e outros, e tranquilize-se ao olhar de tempo em tempo para eles conforme a sua necessidade. Você é capaz de saber se deve verificar a cada hora ou a cada dia, isso é de seu domínio para parar de nadar contra a corrente.

Proteja o seu tempo offline/sem conexão com rituais e rotinas para facilitar a adaptação do trabalho profundo ao seu dia a dia. A sua vida pessoal, social, profissional serão abundantes de riquezas e de interações profícuas quando for capaz de gerar "detox" digital ao restringir as mídias sociais para acesso de tempo em tempo, talvez uma vez por semana. Sem extremos, nem precisa cortar o cordão umbilical completamente e nem conectar-se o tempo todo.

Termina Olavo a maestria do Raro e Profundo no seu "Hino à bandeira": "Contemplando o teu vulto sagrado, / Compreendemos o nosso dever, / E o Brasil por seus filhos amados, / poderoso e feliz há de ser! Recebe o afeto que se encerra / Em nosso peito juvenil, / Querido símbolo da terra, / Da amada terra do Brasil! / Sobre a imensa Nação Brasileira, Nos momentos de festa ou de dor, / Paira sempre sagrada bandeira / Pavilhão da justiça e do amor! / Recebe o afeto que se encerra / Em nosso peito juvenil, / Querido símbolo da terra, / Da amada terra do Brasil! " (15-29). Pense nisso, mas pense agora!

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional, e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. saulogouveia@seubolso.com.br

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Domingo, 20 de maio de 2018

00:00 - Com que cara virá?

00:00 - Parcelamento do Funrural

00:00 - STF e direitos fundamentais

00:00 - Julgamentos

00:00 - Direitos humanos e os equívocos

Sábado, 19 de maio de 2018

00:00 - Futebol no Brasil

00:00 - Final feliz para a novela do FEX?

00:00 - O vendedor na atualidade

00:00 - Saúvas e desleixos

00:00 - Saúde em baixa


 ver todas as notícias
Cuiabá, Domingo, 20/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 20/05/2018
Af7895dd5d44ae30a0df41bad44cfd58 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Entre as novidades nos tratamentos de saúde, qual o mais importante?




Logo_classifacil









Loja Virtual